Menu Close

Ricardo Silvestre e Diogo Silva, analistas da ProScout, foram desafiados a formar uma equipa de cinco jogadores do Campeonato de Portugal. Um guarda-redes, um jogador por série, eram as únicas condicionantes. Após a escolha, uma análise às principais características dos jogadores.

Equipa – Ricardo Silvestre

André Paulo

Dados estatísticos André Paulo – Real SC

Guarda-redes de 23 anos do Real SC, da Série D. Após a conquista do Campeonato de Portugal, ao serviço do Casa Pia, assinou pelo Real SC e tem o mesmo objetivo. Esta temporada não começou a titular, mas conquistou o lugar e soma 14 jogos para o Campeonato. O Real SC tem a defesa menos batida da Série D.

O André é um jogador alto, medindo 1,88m. Não sendo um guarda-redes forte fisicamente e largo, atendendo ao que é a morfologia dos guarda-redes. Ofensivamente, integra em diversas situações a 1ª fase de construção da sua equipa, dando sempre uma solução de passe aos seus colegas. Quando tem de jogar longo, tenta jogar com critério e sem medo de ter a bola nos pés.

Defensivamente, consegue controlar muito bem a profundidade. Tem especial atenção à colocação dos apoios o que, em situações de cruzamento, lhe permite dar uma boa resposta ao lance. É rápido e mostra bons reflexos. De destacar a tomada de decisão que, na generalidade, é boa com e sem bola.

Alexsandro Ribeiro

Dados estatísticos Alexsandro Ribeiro – SC Praiense

Alexsandro Ribeiro, defesa central, 20 anos, brasileiro e joga no Praiense dos Açores. Chegou a Portugal na temporada passada, onde realizou 10 jogos, inclusive disputou a fase de apuramento de Campeão. Esta época, tem sido um dos indiscutíveis na equipa de Francisco Agatão.

Fisicamente é um jogador alto e possante, mede 1,88m e pesa 82kg. É um defesa central disponível para o jogo, gosta de ter bola e tem uma grande capacidade de passe, conseguindo jogar com os dois pés, mesmo em passes longos. Em virtude do seu físico, é um elemento que acrescenta qualidade nos momentos de esquemas táticos ofensivos, prova disso são os 3 golos apontados esta temporada.

Defensivamente é um jogador agressivo e forte nos duelos. Utiliza o seu corpo com e sem bola. É forte na pressão ao portador da bola e no encurtamento de espaços, não deixando espaço para o adversário virar.

Felipe Ryan

Dados estatísticos Felipe Ryan – Real SC

Felipe Ryan é um médio ofensivo de 22 anos. Brasileiro a jogar no Real SC, tem sido uma das peças chave do líder da Série D. O Ryan fez uma boa época no Caldas SC, em 17/18, em que a equipa fez uma excelente campanha na Taça de Portugal e lhe valeu um passaporte para a 2ª Liga. Na época seguinte, representou os Viriatos (Académico de Viseu), tendo sido uma aposta pouco regular, contando apenas com 9 presenças. Esta temporada baixou de escalão e está, novamente a destacar-se.

Apesar de jogar preferencialmente pelo corredor central, pode jogar também numa das linhas. Ágil, explosivo e rápido são as principais características de Felipe Ryan. Ofensivamente, tem grande capacidade no jogo entre linhas, demonstrando-se sempre muito disponível para ter bola. É igualmente forte no apoio frontal e em triangulações com médios, avançados ou extremos. Tem, ainda, um elevado índice técnico no passe e receção. É forte no 1vs1, no último passe, mas também na chegada à área. Esta temporada soma 10 golos marcados.

Defensivamente, é um jogador reactivo à perda e razoavelmente, intenso na pressão ao portador da bola.

Kiko Bondoso

Dados estatísticos Kiko Bondoso – FC Vizela

Kiko Bondoso é um extremo esquerdo, que joga atualmente no FC Vizela. Tem 24 anos e é titular indiscutível na equipa de Álvaro Pacheco. Apresenta faro de golo, apontando 11 golos nos 25 jogos que disputou.

Ofensivamente é um jogador ágil, imprevisível nas suas ações, jogando bem em zonas interiores do terreno e entre linhas. A leitura de jogo é uma arma no seu jogo. Aparece várias vezes por dentro, em apoio frontal e em combinações, explorando as combinações com os médios centro e o avançado. Tem um drible curto, sendo forte no 1vs1. É, igualmente, forte na aceleração de jogo e saída em transição. No último passe é muito forte, contando com 9 assistências.

Defensivamente é um jogador comprometido com o processo e reativo à perda de bola.

Fábio Fortes

Dados estatísticos Fábio Fortes – FC Arouca

Fábio Fortes, o mais experiente dos dez jogadores apresentados, é um avançado com faro de golo. Após passagens pela 2ª Liga, ao serviço de Trofense, Vitória SC ‘B’, Penafiel e Arouca, o Fábio acompanhou a equipa de Arouca no regresso ao terceiro escalão do futebol português. Neste momento, é o segundo melhor marcador da competição, com 16 golos em 22 jogos (7 golos nos últimos 3 jogos). Aos 28 anos, ambiciona um regresso à 2ª Liga.

No capítulo ofensivo, é muito forte no jogo de costas para a baliza, permitindo à equipa jogar um futebol apoiado e utilizando-o como referência ofensiva. Aliando à capacidade para jogar de costas para a baliza adversária, apresenta uma boa leitura de jogo e uma boa capacidade de temporização, esperando pelo momento certo para soltar a bola. É um avançado móvel, procurando, em diversas vezes, as zonas laterais do campo. É rápido e forte no 1vs1. A sua experiência, mas também o seu bom posicionamento, permitem-lhe um bom ataque às zonas de finalização, aparecendo sempre melhor posicionado para fazer golo.

Defensivamente, é um avançado trabalhador. Não dá uma bola como perdida, reagindo com agressividade e intensidade à perda de bola.

Equipa – Diogo Silva

Gabriel Miotti

Dados estatísticos Gabriel Miotti – SC Beira-Mar

Gabriel Miotti é o titularíssimo do SC Beira-Mar, cumprindo todos os minutos dos 25 jogos da equipa na Série C do Campeonato de Portugal. Brasileiro de 26 anos, com 1,88m que cumpre a sua segunda temporada em Portugal. No seu país natal passou pela formação do São Paulo e do Grêmio.

É um guarda-redes ágil, com bons reflexos e boa capacidade de reação. É um guarda-redes rápido, o que lhe facilita o controlo da profundidade, embora isso por vezes o leve a ter abordagens mais arriscadas no seu jogo. É forte em situações de 1vs1 com os avançados, fazendo uso da sua velocidade, capacidade de saída da baliza e capacidade de decisão e antecipação. Em situação de cruzamento é forte, tem boa noção de espaço e define bem o momento de ataque à bola.

Filipe Relvas

Dados estatísticos Filipe Relvas – FC Pedras Rubras

O Filipe Relvas é um defesa central que joga no FC Pedras Rubras, tem 1,94m e joga preferencialmente com o pé esquerdo. Se na temporada passada, no Gondomar SC, acabou por não realizar qualquer jogo, em virtude da competitividade que tinha, esta temporada no FC Pedras Rubras tem sido um dos destaques. Titular em todos os minutos da equipa no campeonato e apontou um golo.

Tradicionalmente os treinadores optam por jogadores mais experientes e com maior estabilidade para a posição de defesa central, mas isso não tem sido problema para o Filipe. É forte no jogo aéreo, utilizando bem a sua envergadura física. Tem um bom posicionamento, o que lhe permite controlar o seu espaço com relativo sucesso.

No momento ofensivo, é inteligente e decide bem, acabando por ter pouco erro e dando boa sequência às jogadas da equipa. Ainda não é um desequilibrador, mas está a tempo de trabalhar esta questão do seu jogo. Tem um bom passe longo, tão bom quanto a sua margem de crescimento.

Rúben Alves

Dados estatísticos Rúben Alves – FC Felgueiras

Rúben Alves, médio ofensivo de 24 anos. Tem apenas 1,68m mas muita qualidade. É um jogador versátil, podendo ocupar várias posições no campo, seja a ’10’, a ‘8’ ou até mesmo numa ala, embora procure com abundância as zonas interiores. É jogador do FC Felgueiras e, esta temporada, realizou 22 jogos e marcou 5 golos.

Um jogador com uma excelente relação com bola, forte no drible e rápido na saída de pressão. Apesar de ser destro, apresenta uma elevada fluidez no jogo com o pé esquerdo. Não é especialmente forte no momento defensivo, mas tem uma atitude competitiva que lhe permite ser forte no momento de reação à perda de bola.

André Mesquita

Dados estatísticos André Mesquita – SC Marítimo ‘B’

André Mesquita, extremo direito de 22 anos, do SC Marítimo ‘B’. Esquerdino, procurando portanto as zonas interiores do terreno. Na temporada passada, fez 26 jogos e marcou 5 golos, pelo Marítimo ‘B’. Esta temporada, soma 12 golos em 22 jogos. Este bom nível que tem apresentado na equipa ‘B’, no Campeonato de Portugal, valeram-lhe a estreia pela equipa principal e na 1ª Liga, em Alvalade, frente ao Sporting CP.

A sua capacidade técnica são a sua maior virtude. Ao nível do último passe ou ao nível do remate é um desequilibrador. No seu registo tem golos de livre direto, remates fora de área ou jogadas individuais. Este nível técnico apresentado, facilitam-lhe o trabalho no momento da finalização. É bastante criativo, tornando-se imprevisível para os seus adversários.

Jonata Bastos

Dados estatísticos Jonata Bastos – FC Alverca

Jonata Bastos chegou em Janeiro ao FC Alverca e desde logo pegou destaque. Chegou, viu e marcou. Em 10 jogos com a camisola do Alverca, o Jonata apontou 9 golos. Brasileiro, de 22 anos, com 1,88m. Com passagens pelo Cruzeiro do Brasil, Braga ‘B’ e Estoril Praia. Na temporada conseguiu um registo interessante, apontando 12 golos em 27 jogos, na Liga Revelação, pelos sub-23 do Estoril Praia. Já esta temporada, não se conseguiu impor na equipa principal na 2ª Liga, acabando por se mudar para o Alverca, onde se conseguiu afirmar.

É um finalizador puro, não tendo uma relação com bola muito refinada, mas é exímio no ataque às zonas de finalização e à baliza adversária. Fisicamente é bastante assinalável, sendo forte na retenção de bola e espera pelo apoio dos colegas, jogando bastantes vezes de frente. É também forte nos movimentos de ataque à profundidade. A sua dimensão física oferece-lhe uma preponderância para os duelos aéreos, tendo já vários golos de cabeça.