A Organização Defensiva do Benfica nos Oitavos de Final da Champions

A Organização Defensiva do Benfica nos Oitavos de Final da Champions

O SL Benfica, na eliminatória disputada diante do Borussia Dortmund a contar para os oitavos-de-final da UEFA Champions League, revelou ser menos forte do que a equipa alemã, tal como o resultado da eliminatória demonstra. Independentemente do resultado dos jogos, parece correcto afirmar que, apesar da lógica dos números, puderam observar-se mais acções defensivas assertivas no jogo da 2ª mão do que no jogo da Luz, tendo tal facto ficado a dever-se às alterações estratégicas efetuadas na 2ª parte do jogo em Portugal e que se mantiveram para o jogo na Alemanha.

O vídeo seguinte reflete a análise ao momento de organização defensiva tendo como ponto de partida as alterações estratégicas efetuadas pela equipa portuguesa nos jogos referidos anteriormente.

 

Sobre o Autor

Paulo Gomes

Nascido em 1981, Treinador UEFA B, Licenciado em Ciências Militares pela Academia Militar e Mestre em Desporto - Treino Desportivo pela Escola Superior de Desporto de Rio Maior. Paralelamente à sua profissão desempenhou funções de treinador principal em várias equipas do Campeonato Distrital de Aveiro, bem como de Treinador Adjunto/Analista no Atlético Clube Riachense – Campeonato Nacional de Séniores. Apaixonado por treino, pela observação e análise do jogo, entende que esta é fundamental para a melhoria de competências enquanto treinador.

Artigos relacionados