Análise ao Polónia vs Portugal

Análise ao Polónia vs Portugal

Foi nas grande penalidades que Portugal eliminou a Polónia depois do empate a uma bola durante o tempo regulamentar. Na marca dos 11 metros, nenhum jogador de Portugal acusou o momento e todos marcaram, sendo que Rui Patrício conseguiu defender a grande penalidade apontada por Jakub Błaszczykowski.

Durante os 120 minutos, o jogo foi muito morno, com ambas as equipas a não quererem arriscar em demasia, baixando as linhas defensivas quando não tinham a bola, deixando espaço entre a primeira e segunda linha de pressão quando decidiam tentar pressionar um pouco mais.

Espaço para o adversário construir, sendo que apenas nos pontapés de baliza ou quando um dos guarda-redes segurava e começava a construção, se fechavam as linhas de passe. Portugal fez isso várias vezes à Polónia, condicionando a típica saída a 3 dos polacos.

Algumas dificuldades na criação das duas selecções, privilegiando muitas situações de 1×1 e vários cruzamentos para a área, sendo que as defesas preenchiam sempre bem essas zonas para evitar igualdades ou inferioridades numéricas. Poucas combinações entre os jogadores, sendo que a Polónia apostou também nas fortes transições ofensivas.

Portugal variou algumas vezes os posicionamentos dos seus jogadores. Renato começou mais no centro e acabou depois agarrado a uma das linhas durante muito tempo, onde rende muito menos. Cristiano Ronaldo esteve bem mais móvel e desceu várias vezes para dar linhas de passe e tentar arrastar as marcações, mas quando recebia na frente estava sempre muito sozinho. Sectores de Portugal várias vezes distantes, e com muita gente fora do bloco da Polónia, o que dificultava a criação de desequilíbrios.

Defensivamente, Portugal continua com muitas referências individuais, o que gera muitas situações de 1×1, onde Pepe tem estado fortíssimo, mas também espaço noutras zonas que não deveriam acontecer, sendo que há algumas vezes que vemos jogadores completamente fora de posição. Depois, quando recuperamos a bola, os jogadores estão espalhados para uma possível transição e elas acabam por não funcionar.

 
1

3

5

9

10

12

18

26

27

30

32

45

46

47

54

67

75

82

92

99

119

 

 

Sobre o Autor

ProScout

A ProScout analisa o futebol do ponto de vista individual e colectivo, procurando identificar dinâmicas que possam ser discutidas no âmbito do contexto técnico-táctico.

Artigos relacionados