Menu Close

[:pt]As primeiras impressões do Sporting de José Peseiro[:]

[:pt]Escolhemos analisar o arranque de época do Sporting Clube de Portugal , clube que tinha passado por talvez o periodo mais negro e conturbado  da sua história depois do ataque na Academia, seria portanto interessante verificar como estariam “montados” em campo os homens orientados por o treinador escolhido por Sousa Cintra, José Peseiro. Sporting Clube de Portugal que iniciou a competição mais importante do nosso país no reduto do Moreirense equipa agora treinada por Ivo Viera, ex recém despromovido Estoril Praia.

O Sporting Clube de Portugal , fez se alinha com o seguinte onze:

Organização Ofensiva
Organização Defensiva

 

Na nossa opinião um (1-4-2-3-1) pois Bruno Fernandes tanto em organização defensiva como em ofensiva estava sempre na linha dos extremos (ofensiva) ou na linha do ponta de lança (defensiva).

Iremos mostrar alguns aspetos positivos e negativos que encontrámos nesta equipa do Sporting no arranque da Liga NOS, sendo que na nossa opinião existiram vários aspectos a melhorarem no que toca a organização da equipa em campo tanto ofensivamente como defensivamente.

 

Aspetos Negativos:

 

Fase de equilibrio defensivo (Pressing)

 

Organização Ofensiva (Construção e Criação)

 

Aspetos Positivos:

Observamos muitos poucos momentos positivos que realcem o trabalho coletivo , é verdade que temos consciência que não é fácil ter uma pré-época como o Sporting teve, atípica e com grande indefinição tanto a nível de constituição de plantel como diretivo.

O que encontrámos de positivo na equipa do Sporting passou por ser a correspondência de grandes valores individuais como Bruno Fernandes, Bas Dost e Mathieu, jogadores de classe mundial que acabaram por decidir o jogo a favor do Sporting.

[:]