Menu Close

De bola parada para o título

Primeira parte marcada pelo equilíbrio. Com maior domínio territorial por parte do Porto, mas com um número idêntico de chegadas a zonas de finalização. Pelo corredor esquerdo, com Luís Diaz, e por jogo interior, com movimentos de Fábio Vieira vindo do corredor direito, o Porto foi criando situações de potencial perigo para a baliza de Max. No Sporting, foi sendo clara a importância de Jovane, o mais capaz de desequilibrar a nível individual, para o Sporting ameaçar o golo. As equipas assumiram um bloco alto na primeira fase de pressão, tendo ambas sentido dificuldade em assentar o seu ataque posicional, devido à forte pressão existente. O Porto promoveu um encaixe direto na organização do Sporting, posicionando Loum entre os centrais e permitindo a Manafá e Telles pressionar os alas do Sporting e a Fábio Vieira e Luís Diaz juntarem-se a Marega na pressão aos centrais.

O Porto entrou na segunda parte determinado em chegar rapidamente à vantagem no marcador. Fábio Vieira e Luís Diaz foram novamente preponderantes pela capacidade de criação que foram oferecendo à equipa, sendo os principais desbloqueadores da organização dos leões. Beneficiando da pressão dos médios Matheus Nunes e Wendel a Danilo e Otávio, e do afundamento da linha defensiva pelos movimentos de ataque à profundidade por parte de Marega, os extremos portistas foram procurando o espaço entre linhas para enquadrar de frente para a baliza adversária.

O primeiro golo da vitória surge na sequência de um canto, momento em que os dragões são particularmente fortes. Apesar de o Sporting ter Jovane e Geraldes na marcação individual a Mbemba e Pepe, o facto de Danilo surgir sem qualquer oposição garantiu-lhe vantagem dinâmica sobre Sporar que permitiu ao médio portista cabecear para o golo. Apesar da boa reação da equipa de Rúben Amorim à desvantagem, a equipa nunca foi realmente capaz de ameaçar o empate, tendo o Porto alargado a vantagem com mais um momento de aceleração através de Marega.

Estatísticas: SofaScore