Football Manager 2019 – ProScout na Académica – Parte I

Football Manager 2019 – ProScout na Académica – Parte I

O início

20 de Junho de 2017, Coimbra

Os responsáveis da Académica de Coimbra estão reunidos para decidir o novo homem forte do futebol da Académica, mas desta vez querem tentar algo diferente, querem remodelar a estrutura da equipa, nomeadamente criar um departamento de scouting capaz de ajudar o clube a dar um passo em frente no seu desenvolvimento. ProScout é o nome escolhido, uma jovem empresa de consultoria no ramo que vê assim o seu telefone tocar, era uma chamada e um convite irrecusável vindo de Coimbra.   

21 de Junho de 2017, Coimbra

Os nossos rapazes na ProScout não hesitaram em conversar com os responsáveis da Académica e em Coimbra fica assim fechado que os serviços desta jovem equipa sejam adquiridos. O objectivo passa por várias vertentes da observação, uma parte da equipa ficará responsável pela observação dos adversários da Académica, fazendo então todo o trabalho de análise e trabalharão perto do treinador, outra parte da equipa ficará responsável pela observação de potenciais reforços para o clube, aqui ficam definidas algumas prioridades, como a observação do Campeonato de Portugal, uma piscina de jogadores onde a Académica vê a oportunidade de recrutar bons jogadores a baixo custo.

26 de Junho de 2017, Coimbra

Finalmente o novo treinador é apresentado, enquanto isso na ProScout já se trabalha em reforços para a equipa e João Meira, defesa central experiente que já actuou na MLS estava disponível a custo zero, um jogador que encaixaria perfeitamente no modelo de jogo idealizado, um central com alguma qualidade com bola e também com características físicas interessantes, como a sua velocidade. Outros dois nomes indicados são de Guimarães, nomeadamente da equipa B, Mimito Biai e Tiago Castro, vistos como dois médios que podem ser os homens chave do miolo da equipa de Coimbra, com qualidade técnica e bastante potencial para serem desenvolvidos no clube e possivelmente com algum retorno financeiro numa futura venda. Foi também decidido que faria sentido chamar à equipa principal o guarda redes João Neiva para a 3ª vaga, Nuno Esgueirão para lutar pelo lugar na lateral esquerda, Pedro Lagoa para aos poucos ir jogando na equipa principal, ficando ainda maioritariamente a actuar pela equipa sub-23 e finalmente o Sul-Coreano Ki, que é visto como um jogador talentoso e capaz de integrar definitivamente a equipa principal.

A pré-época

Um mês cheio e muito importante para o clube. No dia 2 chega e é apresentado como uma oportunidade de negócio, Sílvio, experiente lateral com passagens pelo Benfica e SC Braga, é visto como um jogador polivalente e que virá também com o futuro definido para integrar o staff técnico na próxima época. Dia 4 chega finalmente João Meira, talvez a contratação mais sonante da2ª liga. No dia 21 chegam finalmente Biai e Castro, dois médios centros vindos de Guimarães, mas mais importante que os reforços, é o 1º jogo da pré-época e é frente a uma equipa do primeiro escalão, o Belenenses de Silas. Recuando uns dias, a equipa da Proscout analisa o primeiro adversário da Académica, uma equipa que pratica um futebol bastante positivo, privilegia a posse e sofre poucos golos, mas é pré-época e é o primeiro jogo, o mais importante será colocar em prática os processos de jogo da nossa equipa.

O sistema escolhido

A pré-época da Académica


Entretanto a equipa da ProScout identifica um novo alvo para o meio campo da Académica, um jovem médio norueguês que chega do modesto FK Jerv e tanto pode actuar sobre uma faixa ou no corredor central, é um jogador com qualidade técnica e alguma velocidade com a bola nos pés. Este jogador não estava planeado, mas face à sua disponibilidade imediata a muito baixo custo foi decidido assim que faria sentido integrar a nossa equipa e ser trabalhado também a nível físico pois é uma lacuna que terá de ser trabalhada especialmente para poder atingir a sua plenitude dentro do modelo de jogo da Académica.

O primeiro jogo oficial

Logo após o primeiro jogo da pré-época surge a 2ª fase da Taça da Liga e este era um jogo muito importante para a Académica pois um dos objectivos era chegar à fase de grupos da Taça da Liga e conseguir algum encaixe financeiro. O adversário era o FC Famalicão também da 2ª liga e o jog oé realizado no Estádio Cidade de Coimbra. A observação da equipa do Famalicão permitiu chegar à conclusão de que em comparação com a nossa tinha um potencial físico maior no miolo face às opções tomadas em jogos anteriores mas também sabíamos que tecnicamente o nosso miolo seria mais capaz, então faria sentido a nível defensivo tentar condicionar a sua construção logo na 1ª fase, enquanto que deveríamos a assumir o jogo desde o inicio. Chegando o dia do jogo e saem os 11 iniciais das duas equipas e nenhuma se desviou do que tinha utilizado antes, tirando apenas que o Famalicão optou por retirar o único médio capaz de dar uma maior lucidez com bola no meio campo, Guzzo e optou por colocar Sylla, um lateral direito adaptado a médio centro, um jogador que é muito forte a nível físico e muito rápido, acabou por ser o melhor em campo no jogo, mas insuficiente para ajudar a sua equipa a vencer. No nosso lado foi um jogo desinspirado dos nossos médios e avançados, mas foi a defesa que brilhou, permitindo apenas 1 remate enquadrado ao adversário mas o tempo corria e não havia golos, o jogo continuava morno, nos nossos lugares quase largávamos a compostura de analistas e vestíamos a camisola de adepto, alguns roíam as unhas outros levantavam-se a protestar os falhanços mas ao minuto 87’ por infelicidade do defesa Ângelo Meneses, que coloca a bola na própria baliza, o resulta fixa-se em 1-0 para nós, a felicidade era imensa, foi um jogo difícil e um objectivo importante cumprido, mas havia muito para trabalhar ainda e tínhamos de perceber o que estava errado e corrigir nos próximos a contar para a pré-época.

O momento do importante golo


About The Author

Miguel Palma

Nascido em Lisboa a 24 de Outubro de 1992, técnico de Informática de ofício e um apaixonado por futebol. Paixão essa que levou a um aprofundamento e um estudo sobre futebol. Grande espírito nostálgico que levou a uma viagem pela história deste desporto, um adepto do futebol romântico. A missão, agora, é conhecer e dar a conhecer talentos emergentes.

Related posts