Menu Close

Os 28 ‘dragõezinhos’ que fizeram história na Europa

Mais uma página escrita na história do futebol português! O FC Porto é campeão europeu depois de vencer a UEFA Youth League e vem, mais uma vez, provar que há talento que chega e sobra para alimentar a Seleção Nacional A durante os próximos anos. Um excelente trabalho de Mário Silva e da sua equipa técnica.

Vimos assim apresentar os jogadores (uns já mais badalados que outros) que fizeram parte desta conquista e que estão próximos de ter as suas oportunidades no futebol sénior.

Diogo Costa | Guarda-Redes | 1999

  • Sub19: 6 jogos / 540 minutos
  • Equipa B: 18 jogos / 1620 minutos
  • Seleções: 7 jogos / 552 minutos

Extremamente completo. Excelentes reflexos, muito competente a sair dos postes e com uma capacidade muito interessante a jogar com os pés, nomeadamente no passe longo.

Francisco Meixedo | Guarda-Redes | 2001

  • Sub19: 27 jogos / 2430 minutos
  • Seleções: 2 jogos / 180 minutos

Bastante ágil, tendo relativa facilidade em sair da baliza em situações de 1vs1 com os avançados. Razoável jogo de pés, repondo a bola em jogo, geralmente, com qualidade.

Diogo Leite | Defesa Central | 1999

  • Sub19: 5 jogos / 450 minutos / 0 golos
  • Equipa B: 14 jogos / 1227 minutos / 1 golo
  • Equipa A: 6 jogos / 540 minutos / 1 golo
  • Seleções: 5 jogos / 450 minutos / 0 golos

Defesa central bastante completo, sendo importante tanto no momento ofensivo, como no defensivo. Forte no jogo aéreo, agressivo no desarme e com qualidade no passe interior.

Diogo Queirós | Defesa Central | 1999

  • Sub19: 5 jogos / 450 minutos / 1 golo
  • Equipa B: 26 jogos / 2333 minutos / 1 golo
  • Seleções: 6 jogos / 459 minutos / 0 golos

Jogador agressivo no desarme e forte no jogo aéreo. É um dos jogadores mais utilizados na equipa B do FC Porto, tendo sido o capitão desta equipa que venceu a UEFA Youth League.

Levi Faustino | Defesa Central | 2001

  • Sub19: 31 jogos / 2744 minutos / 3 golos
  • Seleções: 4 jogos /280 minutos / 0 golos

Chegou a ser aposta da equipa sub19 na época transata, ainda com idade de juvenil. É um dos jogadores mais utilizados na equipa de sub19 e destaca-se o seu poderio no jogo aéreo e velocidade, que lhe permite controlar a profundidade contra avançados rápidos.

Pedro Justiniano | Defesa Central | 2000

  • Sub19: 15 jogos / 1350 minutos / 0 golos
  • Equipa B: 9 jogos / 568 minutos / 0 golos

Apesar de ainda ser júnior, teve já várias oportunidades na equipa B esta temporada. É um defesa rápido, concentrado, competente no jogo aéreo e muito forte nos duelos.

Cláudio Silva | Defesa Central | 2000

  • Sub19: 19 jogos / 1579 minutos / 3 golos

Defesa central esquerdino, com capacidade no jogo aéreo e no desarme. Não é uma das primeiras escolhas para a posição na formação portista, ainda assim, teve uma boa quantidade de minutos jogados ao longo desta época.

Tomás Esteves | Lateral Direito | 2002

  • Sub19: 31 jogos / 2597 minutos / 0 golos
  • Seleções: 9 jogos / 765 minutos / 0 golos

Lateral com grande propensão ofensiva. Apesar de ainda ser juvenil, destaca-se pela sua capacidade de definição (com e sem bola) e pela variabilidade de recursos técnicos que apresenta. Definitivamente, um dos mais promissores desta equipa.

Tiago Matos | Lateral Direito | 2001

  • Sub19: 24 jogos / 1807 minutos / 1 golo
  • Equipa B: 1 jogo / 79 minutos / 0 golos
  • Seleções: 4 jogos / 284 minutos / 0 golos

Jogador rápido e seguro a nível defensivo. A sua polivalência permite-lhe atuar também como lateral esquerdo, ou até como defesa central.

Tiago Lopes | Lateral Esquerdo | 2000

  • Sub19: 19 jogos / 1636 minutos / 0 golos
  • Seleções: 1 jogo / 75 minutos / 0 golos

Lateral que se destaca pela sua velocidade e capacidade de chegada ao último terço. Possui algumas lacunas a nível defensivo, que terá de colmatar na chegada ao futebol sénior.

Diogo Bessa | Lateral Esquerdo | 1999

  • Sub19: 4 jogos / 336 minutos / 0 golos
  • Equipa B: 1 jogo / 90 minutos / 0 golos

Lateral com elevada qualidade técnica e capacidade de desequilíbrio. Geralmente, decide bem nos momentos com bola. Acabou por ter pouco tempo de jogo na equipa B, baixando aos sub19 em certos jogos da Youth League.

Mor Ndiaye | Médio Defensivo | 2000

  • Sub19: 16 jogos / 1395 minutos / 1 golo

Médio de características essencialmente defensivas, porém não comprometa nos momentos com bola. Essencial na manobra ofensiva da equipa do FC Porto, pelo equilíbrio que garante em transição defensiva.

Paulo Estrela | Médio Defensivo | 1999

  • Sub19: 5 jogos / 446 minutos / 0 golos
  • Equipa B: 11 jogos / 633 minutos / 0 golos

Jogador de características maioritariamente defensivas. Intenso ao nível da pressão sobre o adversário e nos momentos de reação à perda de bola. Interessante capacidade de passe longo, promovendo por várias vezes variações de flanco.

Boris Enow | Médio Defensivo | 2000

  • Sub19: 13 jogos / 639 minutos / 0 golos

Jogador muito forte fisicamente. Assegura consistência a nível defensivo, na zona à frente da linha defensiva. Apresenta algumas limitações em relação ao momento ofensivo.

Rafael Pereira | Médio Defensivo | 2001

  • Sub19: 16 jogos / 1125 minutos / 0 golos
  • Seleções: 4 jogos / 205 minutos / 2 golos

Médio defensivo que pode também atuar como médio centro, dada a sua capacidade de construção de jogo. Foi perdendo algum espaço na equipa após a chegada Ndiaye mas, sendo ainda primeiro ano de júnior, possui margem de progressão.

Manuel Mané | Médio Defensivo | 2001

  • Sub19: 8 jogos / 259 minutos / 0 golos

Médio defensivo bastante rápido e agressivo sem bola. Teve alguns minutos de jogo, principalmente na fase inicial da temporada. Revela algumas fragilidades no momento de organização ofensiva.

Fábio Vieira | Médio Centro | 2000

  • Sub19: 35 jogos / 2596 minutos / 8 golos
  • Equipa B: 1 jogo / 33 minutos / 0 golos
  • Seleções: 1 jogo / 5 minutos / 0 golos

Jogador que se afirmou ao longo da presente época. Para além da sua criatividade e capacidade de definição ao nível do passe, é bastante rápido a reagir à perda de bola, travando muitas das transições do adversário.

Vítor Ferreira | Médio Centro | 2000

  • Sub19: 31 jogos / 1472 minutos / 3 golos
  • Seleções: 9 jogos / 433 minutos / 0 golos

Médio de ligação com uma interessante relação com bola e capacidade de progredir em condução. Capaz de manter a bola em espaços curtos. Tem também um histórico interessante ao nível de seleções jovens.

Romário Baró | Médio Ofensivo | 2000

  • Sub19: 10 jogos / 760 minutos / 6 golos
  • Equipa B: 29 jogos / 1938 minutos / 4 golos
  • Seleções: 7 jogos / 534 minutos / 1 golo

Médio criativo e irreverente. Rápido com bola e no ataque aos espaços vazios, apresenta capacidade de desequilíbrio através de jogo interior e exterior. Sendo ainda júnior, atua já regularmente pela equipa B, na Ledman LigaPro.

Afonso Sousa | Médio Ofensivo | 2000

  • Sub19: 33 jogos / 2043 minutos / 3 golos
  • Seleções: 3 jogos / 172 minutos / 0 golos

Jogador de elevada qualidade técnica e excelente leitura de jogo. É essencialmente um jogador de zonas interiores, tendo embora também atuado durante esta temporada junto ao corredor esquerdo.

Rodrigo Valente | Médio Ofensivo | 2001

  • Sub19: 19 jogos / 835 minutos / 4 golos
  • Seleções: 2 jogos / 75 minutos / 1 golo

À semelhança de Afonso Sousa, jogou por vezes a médio-ala esquerdo, sendo principalmente um médio ofensivo. Pode atuar também como 8 e tem uma interessante capacidade de chegada a zonas de finalização.

João Mário | Extremo | 2000

  • Sub19: 11 jogos / 768 minutos / 2 golos
  • Equipa B: 19 jogos / 526 minutos / 4 golos
  • Seleções: 10 jogos / 367 minutos / 1 golo

Extremo que, embora seja ainda júnior, fez ao longo da época parte da equipa B, baixando à equipa sub19 nos jogos da Youth League. Jogando maioritariamente pelo corredor esquerdo do ataque, apresenta uma variabilidade de recursos que lhe permite desequilibrar o jogo.

Ángel Torres | Extremo | 2000

  • Sub19: 35 jogos / 2687 minutos / 9 golos

Extremo bastante possante e com grande capacidade de surgir em zonas de finalização. Joga preferencialmente no corredor direito, para procurar zonas interiores e, com o seu pé esquerdo, assistir para golo ou alvejar a baliza adversária.

Gonçalo Borges | Extremo | 2001

  • Sub19: 30 jogos / 888 minutos / 4 golos

Extremo que foi quase sempre solução vinda do banco de suplentes. Dada a sua velocidade e irreverência, é uma dor de cabeça para os adversários no 1vs1. Tem ainda mais uma época de júnior, podendo assumir-se como titular na próxima temporada.

Fábio Silva | Ponta de Lança | 2002

  • Sub19: 35 jogos / 2666 minutos / 31 golos
  • Seleções: 10 jogos / 743 minutos / 4 golos

Finalizador nato. Forte no jogo aéreo, ataca bem a profundidade e excelente leitura em zonas de finalização. Atualmente, um dos mais promissores projetos de futuro do futebol português.

Taddeus Nkeng | Ponta de Lança | 2000

  • Sub19: 18 jogos / 685 minutos / 8 golos

Avançado forte no jogo aéreo e com grande capacidade de ataque ao espaço na profundidade. Foi muitas das vezes opção vinda do banco, ajudando o FC Porto a vencer alguns jogos através dos seus golos.

Juan Perea | Ponta de Lança | 2000

  • Sub19: 27 jogos / 1638 minutos / 8 golos

Avançado posicional, com uma boa capacidade no jogo aéreo e de segurar bolas longas. Foi opção regular durante a 1ª fase do Campeonato Nacional de Juniores, acabando posteriormente por perder algum espaço na equipa portista.

Duarte Moreira | Ponta de Lança | 2001

  • Sub19: 2 jogos / 10 minutos / 0 golos

Avançado de área, com boa capacidade de choque e de segurar bola para jogar de frente com os médios. Dada a forte concorrência para a posição de ponta de lança, teve muito poucos minutos ao longo da temporada.