Menu Close

3ª Jornada Europeia: SL Benfica na Champions

O Benfica venceu ontem o Lyon por 2-1, com golos de Rafa e Pizzi. Os encarnados entraram bem, com Rafa a ser o elemento mais desequilibrador, mas a sua lesão aos 15’ retirou a imprevisibilidade do jogo do Benfica. Praticaram uma circulação lenta e não exploraram as fragilidades defensivas dos franceses como podiam.

Um dos lances de maior destaque surge numa conexão entre Tomás Tavares e Seferovic. A bola é colocada no corredor direito por Grimaldo, onde o lateral português encontra-se solto de marcação e com espaço para cruzar. Seferovic vem de trás e ao aperceber-se da possibilidade de cruzamento, posiciona-se à entrada da área. Para além disto, entende que tem espaço visto que Denayer não está bem colocado. Assim que Tomás Tavares coloca a bola na área, Seferovic ataca o espaço junto à marca de grande penalidade, mas não consegue finalizar da melhor forma.

Este foi um lance à ponta-de-lança. Seferovic teve a perceção tática de se posicionar mais recuado que é habitual para um avançado (procura do cruzamento alto) e, dessa forma ter tempo e espaço para atacar o vazio na zona central da área. No momento de remate, o suíço tem um gesto técnico de qualidade: abre o corpo para conseguir rematar de frente para a baliza. O erro de marcação de Denayer também é relevante para a análise. Numa primeira instância deixa muito espaço a Seferovic e depois demora muito tempo a encurtar esse mesmo espaço permitindo que o suíço finalizasse sem pressão.