Menu Close

Dupla de reforços no Dragão: Marchesin e Uribe

Agustin Marchesin, guarda-redes internacional argentino de 31 anos, é o jogador escolhido pelo FC do Porto para substituir Iker Casillas na época 2019/20.


O guarda-redes argentino estreou-se no futebol profissional em 2008 pelo CA Lanús, onde esteve até 2015 quando emigrou para o Santos Laguna do Campeonato Mexicano, ingressando dois anos depois, em 2017, CF America.


Estreou-se na seleção argentina em 2010, como suplente utilizado, num jogo amigável, frente à seleção espanhola. O seu percurso na seleção teve depois um ocaso, com mais três participações em encontros amigáveis, e algumas presenças no banco de suplentes. Na Copa América de 2019, foi um dos guarda-redes convocados, apesar de não ter sido utilizado.


Marchesin é um guarda-redes com grande confiança e capacidade de liderança, sendo muito comunicativo para com os jogadores da sua defesa. É um jogador com agressividade que lhe permite dominar o espaço junto à sua baliza, tanto no jogo aéreo como nos duelos em situações 1×1 com avançados adversários, parecendo que cresce quando se aproxima destes.


Tem um correto posicionamento entre os postes, o que associado a bons reflexos, lhe permite ser forte nas situações em que é chamada a intervir a remates de média e longa distância, é ainda muito rápido a reagir às segundas bolas.


No controlo da profundidade quando a sua equipa está em posse de bola, permanece demasiado próximo da sua baliza, mas é capaz de compensar este posicionamento com a velocidade e decisão com que aborda as situações em que necessita de sair da sua área para intercetar jogadas ofensivas adversárias.
Tem como ponto forte e que se destaca claramente, a sua capacidade de passe longo, tanto com o pé direito como com mãos, lançando perigosos contra ataques para a sua equipa. Revela também tranquilidade para participar na primeira fase de construção da sua equipa.

Matheus Uribe, de 28 anos, última contratação para o meio campo do FC do Porto, estreou-se no futebol sénior em 2012 pelo Envigado FC, clube do Campeonato Colombiano, tendo após três épocas ingressado no CCD Tolima para em 2016 integrar o Atlético Nacional, o que revela uma sólida carreira e em crescendo no Campeonato Colombiano.

Em 2017 teve a sua primeira experiência fora do seu país natal, tendo ingressado no CF America do México, com uma primeira época na qual demonstrou uma grande influência, com 38 jogos e 14 golos.
Estreou-se na seleção colombiana no início de 2017, mas só a partir de 2018 assumiu um papel importante na sua seleção, tendo atingido um papel preponderante na Copa América de 2019.

Uribe é um médio centro com capacidade para cobrir um largo raio de ação do terreno de jogo, o chamado box-to-box, que tem atuado mais num sistema tático de três médios, ocupando um dos vértices ofensivos, podendo ainda ser utilizado num sistema de 1-4-4-2, num duplo pivot, mas revelando neste caso algumas lacunas defensivas principalmente no posicionamento e controlo de espaço nas costas. É assim neste caso o médio com mais tendência para subir no terreno, tanto no momento ofensivo como em momento defensivo sendo o primeiro a reagir e encurtar espaço.

Ofensivamente tem como forte característica a sua qualidade de passe revelando capacidade tanto para gerir os tempos de jogo variando o corredor de jogo e mantendo a posse de bola, como encontrando espaços nas costas da defesa adversária, mostrando um elevado acerto de passe e qualidade do mesmo, tanto curto como longo.

Incorpora-se facilmente em zonas adiantadas do terreno, revelando qualidade e facilidade nas situações de finalização. Demonstra ainda grande capacidade nos duelos aéreos, tanto defensivos como ofensivos.

Apesar de defensivamente revelar alguma dificuldade no controlo dos espaços, à imagem de qualquer jogador sul-americano, revela agressividade e intensidade nos duelos, como podemos inferir pelas suas palavras “O mais importante é a atitude, a garra. Vou dar sempre tudo, em cada jogo, com esta camisola”