Menu Close

Mason Mount – O diamante inglês

Com 21 anos de idade Mount tem sido uma das jovens revelações da Premier League, ao serviço do Chelsea de Frank Lampard. Na presente temporada, conta com 41 presenças ao serviço dos blues. Formado na actual equipa, na época passada despontou ao serviço do Derby County do Championship e por pouco não foi o obreiro do regresso do Derby ao principal escalão. Relembrar também que essa equipa foi treinada por Frankie.

Números estatísticos de Mason Mount vs Everton (jogou 69’min) (4-0)

93% passes concretizados (13/12 em frente) (8/8 para trás) 

83% de dribles concretizados

71% duelos ganhos

100% remates à baliza (2/2)
(dados instat)

Que qualidades tem Mount? O que acrescenta ao jogo do Chelsea? 

Mason Mount é um médio com características ofensivas. Muito dotado tecnicamente, seja com o pé dominante ou não dominante, consegue controlar a bola em espaços reduzidos com enorme facilidade. É imprevisível e criativo, ou seja, resolve os problemas da falta de espaço-tempo com qualidade. Não tem medo de ter a bola, e sai de situações de 1×1, ou mesmo em inferioridade, de uma forma incrível.

A sua grande capacidade motora específica (com a bola…) permite-lhe ganhar grande vantagem na maioria dos lances. Com apenas 178cm, ao pé de gigantes, joga com um à vontade tremendo: a forma como gira em torno do adversário e da bola, e a rapidez com que executa as ações fazem dele um adversário difícil de marcar. A sua ação motora, de receber com o pé mais distante do adversário, protegendo logo à partida a bola com as costas… diferenciado!

Mais do que técnica e física, Mount é também um diferenciado na forma como pensa e executa o jogo mentalmente. Dotado de uma capacidade de antecipação do espaço à sua volta, girando a cabeça e procurando perceber o contexto, permite-lhe ganhar segundos ao adversário. Assim, torna o seu jogo muito mais simples e aproximando o colectivo do sucesso.

A forma como liga a fase de construção com a criação é notável. Possui critério e criatividade para criar oportunidades para si e para os colegas. O jovem inglês é o ponto de ligação do processo ofensivo do Chelsea. Um diamante em estado puro, a brilhar e pronto a marcar passo no Chelsea e na Premier League. Na selecção de terras de sua majestade, tem tudo para oferecer um risonho futuro. 

Ficam aqui os melhores momentos, na vitória do Chelsea por 4-0 diante do Everton de Ancelotti: