Menu Close

O papel de Vietto no modelo de Keizer

Marcel Keizer tem apostado em Luciano Vietto como extremo esquerdo. O avançado argentino procura ganhar confiança e replicar aquilo que atingiu na sua melhor época de sempre ao serviço do Villarreal. Em 2014/2015, apontou 20 golos em 48 jogos.

Nessa época jogava num 4-4-2 e funcionava como o segundo avançado do submarino amarelo. Hoje no Sporting CP tem vindo a somar minutos no corredor esquerdo em 4-3-3 ou 4-2-3-1 mas sempre com grande liberdade ofensiva. Por se tratar de um jogador móvel, dinâmico, com elevada capacidade técnica e com facilidade em aparecer em zonas de finalização, certamente que podemos esperar ver o argentino como um elemento desequilibrador na frente de ataque dos leões.

Aos 25 anos chega a tempo de relançar a sua carreira em Portugal e de mostrar as qualidades que evidenciou na Argentina e em Espanha. Hoje um jogador mais maduro e à procura da sua redenção. A relação com os golos sofreu alguns problemas nas últimas épocas onde não conseguiu ser feliz mas o potencial existe e pode demonstrar isso mesmo num contexto favorável.

Partindo da esquerda do ataque, Vietto procura muito o corredor central, não só pelas suas características de ser um jogador que gosta de andar perto da área e de procurar o golo mas também como forma de abrir espaço para a subida do seu lateral. Com a sua mobilidade vai ser possível ao Sporting adoptar diferentes dinâmicas no processo ofensivo. Pode jogar a partir da esquerda ou aparecer nas costas do ponta de lança. Também pode jogar no corredor direito. Três posições onde podemos ver o avançado argentino esta temporada ao serviço dos leões.

No momento de construção Vietto baixa para dar solução mas com a ideia de explorar o corredor central. O seu adversário tenta dividir o espaço mas se acompanhar Vietto a bola pode entrar no lateral que tem o corredor para progredir. Se a bola entrar no argentino este roda e fica de frente para o jogo ou tem os apoios para jogar curto e sair.

Movimento interior para arrastar consigo o seu adversário e abrir espaço para o lateral receber e progredir
Mathieu a assumir na 1ª fase de construção com Vietto a aproximar para dar apoio e com os dois médios próximos para receberem de frente para o jogo

No momento de criação, Vietto aparece novamente em zonas interiores mas mais próximo do ponta de lança. Recebe entre linhas, procurando sempre o espaço para conseguir enquadrar e virar para jogo ou faz o movimento interior para arrastar consigo marcação e o lateral poder aparecer no corredor.

Vietto a pedir dentro e a abrir espaço para a subida do lateral esquerdo

No último momento, Sporting com muitos jogadores em zona de finalização e com mobilidade total. Bruno Fernandes a procurar o corredor esquerdo, Raphinha a partir da direita para dentro e Vietto a explorar as costas de Bas Dost. Recebe fora do bloco adversário para rematar à baliza.

Mobilidade no ataque do Sporting, Bruno Fernandes a descair no corredor e Vietto a aparecer em zona central para rematar à baliza