Menu Close

O que pode Sporar trazer ao Sporting

Andraz Sporar nasceu a 27 de Fevereiro de 1994, em Ljubljana, o novo avançado de Sporting. Aos 21 anos, o esloveno transferiu-se do NK Olimpija para o Basileia por 3.8M€, no entanto, após uma época e meia sem grande sucesso, tendo apontado apenas 1 golo em 26 jogos ao serviço da equipa suíça, foi emprestado ao Armina Bielefeld da Bundeliga 2 e, posteriormente, vendido ao Slovan Bratislava por 0.6M€. Nos últimos 2 anos, apresentou-se a um excelente nível pela equipa eslovaca ao concretizar 61 golos em 78 jogos. Na época 2018/2019, foi campeão da Fortuna Liga e, por larga margem, o melhor marcador da competição. Já ao serviço da seleção da Eslovénia, conta com 19 presenças, registando 2 golos. Aos 25 anos, Sporar chega ao Sporting CP neste defeso por 6M€, prometendo ser aposta regular de Silas no ataque leonino.

Sporar é um ponta de lança de 1.86m, 75 kg e joga preferencialmente com o pé direito. É um finalizador, com boa capacidade de leitura dos espaços que deve atacar em zonas de finalização.

Espaço livre em zona de finalização
Movimento contrário em zona de finalização

Outra das suas principais características são os movimentos de ataque à profundidade, através de diagonais curtas, mas também em espaços mais amplos, devido à sua capacidade física.

Diagonal curta nas costas do defesa central
Diagonal curta entre central e lateral

Apesar de não ser um jogador muito criativo, baixa bem para jogar em apoios frontais, deixando os colegas de frente para o jogo.

Aproximação em apoio aos médios
Movimento em apoio entre linhas

Embora seja um jogador alto, não é especialmente forte no jogo aéreo. No Slovan Brastislava, atuava como ponta de lança, num sistema de 4-2-3-1. No Sporting, o jogador mais utilizado nesta posição tem sido Luiz Phellype e, ainda assim, não tem correspondido às exigências. Existe ainda a opção por Pedro Mendes que, no entanto, necessitará ainda de um processo de adaptação a um contexto mais competitivo. Assim, Sporar pode afirmar-se como uma peça fundamental para Silas, no sentido dar golo à equipa dos leões, elemento diferenciador quando tantas vezes a equipa não consegue criar uma quantidade significativa de ocasiões.