Menu Close

Reading de José Gomes frente ao Manchester United

O Reading FC realizou hoje o seu quarto jogo sob o comando do português José Gomes, frente ao Manchester United, para a Taça de Inglaterra, e apesar do resultado negativo, foi possível observar alguns aspetos positivos e de crescimento no processo ofensivo do clube do Championship.

Desde a entrada do treinador português, apesar da sequência negativa de resultados, com 3 derrotas e 1 empate e contabilizando apenas 1 golo marcado, é possível encontrar dados quantitativos mais positivos com o aumento de percentagem de posse de bola, eficácia de passe e número de remates. Um aspeto a melhorar é claramente a capacidade de finalização, sendo que apenas marcou 1 golo na sequência de 59 remates. No jogo de hoje foi possível observar a justificação para os dados quantitativos apresentados.

No seu processo ofensivo foi possível identificar que procura um futebol apoiado no momento da construção, utilizando preferencialmente os dois defesas centrais e o duplo pivot defensivo para progredir no corredor central, procurando apoios frontais e desmarcações de rutura. Os defesas laterais neste momento dão largura com o objetivo de “abrir” a 1.ª linha defensiva adversária.

Já no momento de criação, revelou facilidade em reconhecer zonas de inferioridade numérica, procurando manter posse de bola, seja variando o centro de jogo ou procurando o corredor central com os movimentos de apoio frontal e desmarcação de rutura em combinações indiretas, já referidos anteriormente.

Quando em organização ofensiva no setor ofensivo procura dar amplitude obrigando a “abrir” a linha defensiva adversária e criando assim espaço para o seu jogo interior.

Revela dificuldades no momento da finalização, tanto em ter densidade em zonas de finalização como na tomada de decisão.  

Após recuperação de posse de bola procura transitar em velocidade, ocupando rapidamente toda a largura do setor ofensivo e progredindo com as já referidas combinações indiretas com desmarcação de apoio frontal numa primeira fase e passe de rutura posterior.

Uma equipa e uma ideia de jogo que vamos seguir atentamente nos próximos tempos.