Menu Close

Taça de Portugal: Os destaques do Campeonato de Portugal

No seguimento da aposta que a ProScout tem vindo a realizar no Campeonato de Portugal com o projecto de acompanhamento das 4 séries com mais de 10 scouts e o podcast semanal, decidimos analisar as equipas desta competição que se encontram em prova na Taça de Portugal. Destacamos 3 jogadores das 13 equipas do Campeonato de Portugal.

Vizela

Koffi Kouao

O lateral direito de 21 anos da Costa do Marfim tem experiência de Liga NOS mas é no Campeonato de Portugal onde se tem destacado. Em 2017/2018 somou 15 jogos pelo Moreirense e depois disso passou pelo Famalicão e regressou ao Vizela, clube que detém o seu passe. Esta época já leva 8 jogos e a sua consistência permitiram que fosse chamado à selecção sub-23. É um lateral forte fisicamente, com capacidade para aparecer no meio campo ofensivo e desequilibrar com a sua velocidade, capacidade técnica e qualidade no cruzamento. Defensivamenta também é um jogador competente que sabe ocupar bem os espaços e forte no desarme.

Alioune Fall

O avançado senegalês de 24 anos tem vindo a deixar a sua marca no Vizela depois de passagens pelo GD Chaves e Gil Vicente. Na época passada aponto 15 golos em 33 partidas e foi a principal referência ofensiva da equipa da Série A. Este ano procura aumentar o seu registo e para já tem estado em bom plano com 6 golos em 12 encontros. O ponta de lança do 1º classificado da Série A é um jogador diferenciado para o contexto do Campeonato de Portugal. Forte fisicamente, rápido e explosivo no ataque à profundidade, com boa capacidade para segurar a bola e aguentar a pressão adversária e com bom sentido posicional no ataque a zonas de finalização. Fall é um jogador de referência no patamar competitivo onde está inserido e um jogador para acompanhar nas próximas épocas.

Kiko Bondoso

Nasceu em 1995 e é natural da Moimenta da Beira, clube que representou desde 2010 até 2017. Na época passada alinhou Lusitano Vildemoinhos e foi um dos jogadores que destacámos ao longo da época. Os 7 golos em 37 partidas, assim como as boas exibições valeram-lhe uma transferência para o Vizela. Esta temporada já leva 6 golos em 13 jogos. Trata-se de um extremo que costuma partir da faixa esquerda para desequilibrar com movimentos interiores. Ágil e muito rápido, não precisa de muito espaço para desorganizar a defesa contrária. Um extremo de grande qualidade técnica.

Juv. Pedras Salgadas

David Martins

Defesa de 19 anos que actua no Juv. Pedras Salgadas a título de empréstimo do Vizela depois de ter passado pelos escalões de formação. Tem vindo a consolidar o seu estatuto de jogador chave na manobra defensiva da sua equipa. Alinhou em 10 partidas onde jogou os 90 minutos. Tem deixado boas indicações no seu primeiro ano de sénior. Central de raiz mas é como lateral direito que tem vindo a ganhar destaque nas últimas jornadas. Gosta de sair a jogar desde trás para depois procurar os seus colegas com passes em profundidade. Demonstra boa capacidade técnica, rápido na leitura de jogo e com bom sentido posicional. David Martins é um jovem defesa com boa relação com bola e com bons índices de desarme. Forte no jogo aéreo e com 187 cm.

Ruca

Aos 22 anos o médio ofensivo voltou a uma casa que já conhece e foi feliz. Rui Santos ou Ruca no mundo do futebol, fez toda a sua formação no GD Chaves e no seu primeiro ano de sénior alinhou pelo Juv. Pedras Salgadas. Regressou a Chaves para jogar na equipa B durante duas temporadas e esta época ingressou no Juv. Pedras Salgadas tem sido um dos destaques da equipa com 6 golos em 14 partidas. É o principal motor ofensivo do conjunto da vila de Pedras Salgadas. Gosta de assumir o jogo e organizar o processo ofensivo da sua equipa. Demonstra boa capacidade técnica, visão de jogo e qualidade nas bolas paradas. Médio que aparece bem no último terço e em zonas de finalização.

Marcelo

Médio defensivo brasileiro de 20 anos que actua na sua terceira época em Portugal. Chegou em 2017/2018 para a equipa de juniores do Vizela vindo do Red Bull Brasil. Na temporada anterior foi emprestado aos Sub-23 do Vitória SC e esta época o Vizela decidiu emprestar o jovem médio ao Juv. Pedras Salgadas. Tem vindo a ser um dos destaques da sua equipa pela capacidade que demonstra com bola, a forma como sai da pressão em espaços reduzidos e como procura progredir para queimar linhas de pressão através da sua velocidade e capacidade técnica. Recebe em zonas recuadas, vira para o jogo e caso esteja pressionado consegue sair bem para dar seguimento à jogada. Defensivamente é um jogador forte nas transições, agressivo na disputa da bola e com bom sentido posicional.

Arouca

Thales

Lateral direito brasileiro de 25 anos, que cumpre a sua segunda época no clube. Foi um dos indiscutíveis na campanha 2018/2019 na 2ª Liga. É um lateral completo, complementando bem a sua propensão ofensiva com uma interessante segurança defensiva. Tem a fantástica marca de 7 golos em 14 jogos, números muito positivos para a posição que ocupa no terreno. Tem já um histórico interessante no futebol português com várias épocas realizadas na 2ª Liga ao serviço da equipa B do SC Braga.

Abbas Ibrahim

Médio centro nigeriano de 21 anos. Encontra-se emprestado pelo Paços de Ferreira, clube onde terminou o seu percurso de formação e se estreou no futebol sénior. Na temporada transata, esteve cedido ao Paredes, realizando 14 jogos e apontando 1 golo. Nesta época, apesar de não ter sido utilizado imediatamente no início das competições, rapidamente se assumiu com um dos pilares da equipa de Henrique Nunes. É um médio rotativo, com grande intensidade de jogo, capaz de chegar a zonas de finalização e rapidamente recuperar o posicionamento defensivo. Tem ainda capacidade de progredir com bola no terreno.

Benny

Defesa central alto (1.92m) de 23 anos. Está pela terceira época consecutiva no clube, tendo sido um dos elementos que se mantiveram no clube após a descida ao Campeonato de Portugal. Fez toda a sua formação ao serviço do Leiria, clube onde se estreou no futebol sénior ainda com idade de júnior. Tem na sua altura e capacidade no jogo aéreo uma das suas características mais preponderantes no seu jogo. Joga preferencialmente com o pé direito. É um central agressivo nos duelos sendo, até ao momento, totalista do Arouca no campeonato.

Espinho

Jota

O avançado português de 20 anos tem sido um dos grandes destaques desta edição do Campeonato de Portugal. Formado no Sousense, clube onde se estreou no futebol sénior, ainda no seu 1º ano de júnior. Terminou a sua formação no Paços de Ferreira, tendo regressado ao Sousense, onde apontou 15 golos em 35 jogos na época transata. Nesta temporada, é um dos melhores marcadores da série B com 8 golos em 11 jornadas. É um jogador rápido e com grande versatilidade de recursos técnicos, o que lhe permite jogar nas diferentes posições no ataque.

Mica Conceição

Lateral direito de 24 anos, já com larga experiência deste patamar competitivo. Formado no Feirense. Antes de chegar a Espinho, passou por Leça, Sanjoanense, Cinfães e Águeda e, em todos eles, teve um significativo número de jogos. Até ao momento, foi titular em todos os jogos da equipa de João Ferreira. É um lateral que se destaca pela capacidade que tem de se envolver no processo ofensivo, ajudando a desbloquear a defensiva contrária. Tem uma boa capacidade de cruzamento, criando diversas situações de finalização para a sua equipa.

Vieirinha

Médio de características essencialmente ofensivas, de 23 anos, que se encontra emprestado pelo Ac. Viseu. Também ele formado no Feirense, chegando mesmo a realizar alguns jogos ao serviço da equipa principal. Cumpre a 4ª época no Campeonato de Portugal, após passagens por Sanjoanense, Salgueiros e Gondomar, onde foi um dos jogadores mais preponderantes. É um médio criativo, com grande qualidade de passe e de definição no último terço. Tem ainda capacidade de progressão com bola e pode jogar em várias posições no meio campo. É ainda capaz de aparecer em zonas de finalização e criar perigo.

Sanjoanense

Rúben Pereira

O defesa central de 21 anos é natural de Espinho e é totalista na equipa de São João da Madeira. Foi um dos jogadores que já destacámos nesta época, podendo ainda ter ambições de chegar a patamares superiores. Ao longo da sua formação, passou por clubes como Benfica, Boavista e Rio Ave. Trata-se de um jogador de interessante porte físico (1.93m), fator que lhe propicia enorme vantagem nos duelos defensivos. É forte no jogo aéreo e, para além disso, é também rápido no controlo de profundidade. Atua preferencialmente como defesa central sobre o lado direito e, nesta temporada, já apontou um golo.

Élder Santana

O ponta de lança brasileiro de 26 anos cumpre a sua primeira época no futebol português. Passou pelos escalões jovens do Atlético Mineiro, sendo posteriormente sucessivamente emprestado a clubes de escalões inferiores do futebol brasileiro. Ao serviço da equipa de Sérgio Machado, tem já 6 golos em 13 jogos, destacando-se a excelente exibição na vitória por 3-1 frente ao líder Lourosa. Pé direito e, tendo 1.86m, é um avançado com uma capacidade física ímpar e com um instinto de golo que lhe permite ser uma constante dor de cabeça para as defesas adversárias.

Menaour Belkheir

Extremo francês emprestado pelo Torino de Itália. Passou pelos escalões jovens do Inter de Milão e, aos 20 anos, procura ser figura de destaque no futebol sénior. Pé esquerdo, 1.85m e com uma irreverência que cria grandes dificuldades ao adversário para o anular. É também um jogador rápido e com espontaneidade no remate. Tem neste momento 2 golos ao serviço da Sanjoanense e é um dos maiores desequilibradores desta equipa. Atua preferencialmente no corredor direito do ataque, mas pode também jogar do lado contrário ou até mesmo como ponta de lança.

Canelas

Manuel Pami

O médio defensivo de 20 anos é um dos pilares da equipa gaiense. Fez formação no Sporting CP, passando ainda por Vitória SC e Chaves. Na sua primeira época como sénior cumpriu 33 jogos ao serviço do SC Ideal. Tem 1.80m, joga preferencialmente com o pé esquerdo e é um dos motores do meio campo do Canelas. Com uma capacidade física interessante e uma boa leitura de jogo, é um jogador seguro, garantindo equilíbrio à equipa. Foi titular em todos os jogos até ao momento e apontou o seu primeiro golo no último jogo, no empate a duas bolas frente ao Espinho.

Francisco Sousa

Médio criativo que também passou pela formação do Sporting CP (e anteriormente por Boavista e FC Porto). Como sénior, fez 3 épocas ao serviço do Gondomar onde se tornou figura de destaque. Para a Taça de Portugal, tem já 3 golos na sua conta pessoal. É um jogador versátil que pode jogar tanto junto ao corredor lateral, como em zonas mais centrais do terreno. Dono de uma excelente capacidade técnica e de definição no último passe, é o jogador mais criativo da equipa do Canelas.

Baba Zakari

Avançado ganês de 21 anos que chega ao Canelas oriundo do Mondinense. Na temporada passada, apontou 23 golos em 38 jogos, despertando o interesse de equipas do Campeonato de Portugal. Não iniciou a época como titular, mas rapidamente ganhou um papel de relevo na equipa de Tiago Margarido. Apesar de a sua posição natural ser a de ponta de lança, dada a sua velocidade e mobilidade na frente de ataque, tem também capacidade para jogar num dos flancos. Tem até ao momento 3 golos em 10 jogos e é um dos jogadores mais promissores dos gaienses.

Anadia

Pedro Santos

Apesar de jovem, Pedro Santos tem se assumido como um dos líderes do quarteto defensivo do Anadienses. Com passagens na formação pelo Beira Mar e pelo Benfica, este jovem de 23 anos terminou a formação no Feirense e foi aí que iniciou a sua carreira de sénior. Apesar de ter tido a oportunidade de se estrear como sénior aos 17 anos, foi emprestado ao Gafanha a meio da temporada de 2015/2016 e começou aí uma bela jornada no Campeonato de Portugal. Época e meia no Gafanha, uma temporada no Águeda e de momento segue na segunda temporada de Anadia, tendo sido sempre titular quase absoluto por onde passou. Trata-se de um defesa central bastante sóbrio em todas as acções em campo, sendo que em termos táticos destaca-se pela seu posicionamento a cima da média, tentado resolver vários lances em antecipação. Com 1.86m, mostra desenvoltura nas disputas de lances aéreos (3 golos esta temporada) e não destoa na construção com a bola no relvado, sendo seguro no capítulo do passe.

Diogo Pereira

Aos 23 anos, Diogo Pereira é um dos valores seguros do Campeonato de Portugal. Tendo feito a grande maioria da sua formação futebolística no Boavista, fez o último ano de júnior no Rio Ave e desde então tem espalhado a sua qualidade no Campeonato de Portugal. Começando na AD Oliveirense e passando pelo Cerveira, Diogo Pereira assentou arraiais no Cesarense onde esteve durante 4 temporadas. A temporada 2018/2019 foi a mais produtiva em termos individuais, tendo feito 35 jogos e apontado 8 golos, desempenho que lhe valeu a mudança para Anadia. Apesar de não ser muito alto (1.75m), atua como um verdadeiro patrão no meio campo jogando a toda a largura do terreno. Médio fortíssimo no capítulo do passe, excelente batedor de bolas paradas e que demonstra também facilidade em cumprir com as tarefas mais defensivas (pressão/desarme).

Leandro Vieira

Contado com apenas 21 anos e sendo natural de Anadia, Leandro Vieira tem mostrado futebol para outros voos. Com o começo do futebol de formação a ter lugar no clube da terra, Leandro Vieira despertou as atenções do Porto, onde esteve 5 épocas e de onde saiu para a Vila da Feira e para o Feirense onde fez as duas ultimas temporada de futebol de formação. A 1ª temporada de sénior (2017/2018) não foi fácil, tendo dividido a mesma entre São Martinho (onde praticamente não jogou) e Anadia (onde chegou com a temporada a meio e já não teve tempo para assumir uma posição de destaque). 2018/2019 foi assim o ano de afirmação no futebol sénior deste pequeno grande jogador, tendo cumprido 31 jogos e apontado 4 golos no “seu” Anadia. Do alto do seu 1.69m, dá nas vistas pela sua capacidade técnica individual e rapidez de execução, dando definição aos lances de forma expedita. Trata-se de um extremo bastante forte no drible e na progressão com bola e que não se cinge a ficar na ala, oferecendo-se ao jogo tanto em tarefas ofensivas, como também em funções mais de apoio defensivo.

Sertanense

Tito Júnior

Nascido em 1995 o lateral Tito Júnior conta já com quase 200 jogos no Campeonato de Portugal, conhecendo até agora apenas 2 clubes desde que se tornou sénior. 2 temporadas na Naval 1º de Maio, de onde saiu para o Sertanense, clube onde já vai na 4ª temporada consecutiva e onde no ano passado foi totalista de minutos na temporada, cumprindo 37 jogos na sua totalidade. Lateral direito de origem, esta temporada tem atuado mais subido no terreno, devido ao esquema de 3 defesas que a equipa da Sertã tem utilizado. Jogando com menos responsabilidades defensivas, este lateral tem explanado todo o seu potencial ofensivo. Sendo um jogador bastante veloz, demonstra facilidade em chegar ao último terço do terreno, mostrando uma boa capacidade de cruzamento e/ou de criar jogadas em terrenos mais interiores.

Ariano Sanches

Tal como o seu colega Tito Júnior, Ariano Sanches é mais um defesa direito de origem que está a jogar adaptado noutra posição com muito bom rendimento. O Cabo Verdiano de 26 anos, vai na 4ª temporada no futebol português e tem demonstrado uma regularidade muito interessante, cumprindo 29 ou mais jogos nas 3 temporada que completou até hoje. Atuando como o elemento mais à direita do trio de defesas centrais, Ariano Sanches salta à vista por defensivamente ser um jogador bastante prático que tenta complicar o mínimo possível quando o jogo passa pelo seu raio de acção. Ofensivamente é raro subir no terreno, mas é várias vezes solicitado a iniciar a 1ªfase de construção ofensiva, tarefa que desempenha com qualidade, entregando a bola jogável com passes de curta/média distância.

Lucas Salinas

Lucas Salinas é um dos motores do meio campo da Sertã. Com 24 anos de idade e indo na 4ª temporada de Campeonato de Portugal, onde, para além do Sertanense, já conta com passagens pelo Lusitano VRSA, Armacenenses e Olhanense, este médio ofensivo brasileiro vem a realizar a melhor temporada desde que chegou a Portugal, tendo apontado já 3 golos (máximo de carreira) e sido titular nos 14 jogos disputados pelo Sertanense esta temporada.Sendo o responsável por cobrar as bolas paradas do Sertanense, destaca-se dos demais pelo seu dinamismo ofensivo, chamando o jogo até si. Demonstra também ser um jogador culto taticamente, lendo bem o jogo e percebendo quais os terrenos que deve pisar para criar desequilíbrios.

Beira-Mar

Diego Raposo

Médio criativo brasileiro, de 22 anos, proveniente do Águeda, onde terminou a sua formação e fez 3 épocas no futebol sénior, antes de rumar ao Felgueiras, bom bastantes jogos realizados (27 jogos, 3 golos). Jogador muito forte no drible em jogada individual, onde assume protagonismo em momentos de transição ofensiva. Também com bons índices de passe, é um médio que assume liberdade no meio campo, partindo muitas vezes da direita para terrenos mais centrais na aproximação ao último terço.

Yannick Semedo

Médio centro cabo-verdiano de 23 anos, é proveniente do UD Madeira, onde foi praticamente totalista. É um jogador que faz bem as posições 6 e 8, devido à disponibilidade física, bons índices de passe, boa condução de bola e até um remate interessante, onde é detentor de um dos golos candidatos a melhor do ano no CPP.

João Caminata

Jovem extremo / médio ala de 24 anos com formação dividida entre Marítimo, FC Porto e Nacional, chega ao CPP na época 2014/15 pelo Torreense, na sua primeira época como sénior. Tem sido peça importante nas suas experiências, principalmente no Cinfães e no UD Leiria nas duas últimas épocas, com bastante utilização. É um jogador tecnicista, com criatividade no 1×1 e, jogando na esquerda, tem facilidade em procurar espaço em profundidade ou mesmo em diagonais, com bola.

Marinhense

Leandro Antunes

Ponta de lança de qualidade assinalável para jogar num CPP. Formação UD Leira, antes de ingressar no Sp. Braga, onde chegou à II Liga pela equipa B, com assiduidade em jogos oficiais, principalmente na época 2016/17 (26 jogos, 6 golos). Jogador com um grande sentido de golo, com boa técnica de remate e índices muito interessantes de finalização. Importante também no jogo da equipa, onde, por exemplo em transição, tem condições para oferecer apoios frontais e jogadas de triangulação. Em Novembro, já conta com 10 golos em 14 jogos e é o melhor marcador da série C do CPP com 9 golos.

Abdel Hbouch

Jovem extremo francês de 20 anos, iniciou-se em futebol sénior ainda com idade de júnior, no Alcanenense. Na época passada jogou na distrital (Sp. Pombal) e no CPP (B. Castelo Branco), onde no conjunto apontou 4 golos. Jogador interessante, veloz, muito rápido a procurar espaço nas costas da defesa, em profundidade. A espaços, tem uma técnica interessante em jogadas de 1×1. Jogador a acompanhar de perto.

Jean Sinisterra

Médio colombiano, com a primeira experiência no futebol europeu e no futebol sénior, sendo um ex-junior do América de Cali. Jovem com bom sentido posicional, com detalhes importantes em organização defensiva, em complemento ao duplo pivot no clube onde joga. Com bola, ainda tem índices a melhorar, mas mostra confiança e potencial para crescer. A acompanhar.

Alverca

Erik Mendes

Avançado muito interessante, de 25 anos, com formação no Vasco da Gama e início de futebol sénior no Palmeiras. Elemento muito forte na área, com índices de finalização muito interessantes, pela sua facilidade em posicionar-se e movimentar-se para criar condições de marcar golo. Forte no jogo aéreo. Jogador a acompanhar, que poderá ter condições para fazer uma carreira interessante em Portugal. 

Flávio Castro

Extremo brasileiro, com 22 anos, conta com algumas épocas no Atl. Mineiro, onde começou o futebol sénior. Forte no jogo aéreo, pelo seu porte físico, tem principalmente aptidões em receber a bola no espaço, onde pode receber, acelerar e enquadrar,  com uma forte envolvência em momentos ofensivos, com bons índices técnicos e de velocidade em condução.

Alex Apolinário

Médio brasileiro de 23 anos, com passagens pelo Botafogo, Cruzeiro e Atlético Paranaense, embora com uma utilização pouco regular, antes de ingressar no Alverca a meio da época passada. Jogador muito interessante, com grandes possibilidades de fazer uma carreira interessante em Portugal. Importante nos processos ofensivos da equipa, nomeadamente na aproximação da equipa ao último terço, em zonas de criação.

Loures

Amadu Turé

O avançado da Guiné-Bissau chegou ao Loures na época passada depois de ter representado vários emblemas nacionais. Hoje aos 26 anos é a referência ofensiva da equipa e soma 3 golos em 12 partidas. Forte fisicamente (183 cm e 73 kg), com capacidade para segurar a bola e esperar que a equipa suba no terreno, gosta de deambular na sua posição e aparecer nos corredores centrais mas também demonstra boa capacidade de finalização dentro da área, especialmente no jogo aéreo. A sua melhor época teve lugar em Bragança em 2016/2017 onde apontou 21 golos. Este ano joga numa equipa com claras aspirações a subir de divisão e o facto de ser a referência ofensiva do Loures pode ajudá-lo a crescer e destacar-se entre os jogadores da Série D do Campeonato de Portugal.

Gonçalo Maria

Lateral e médio esquerdo com formação no Belenenses, Benfica e Oeiras. Seguiram-se passagens por clubes da zona de Lisboa até que em 2017/2018 chegou ao Cova da Piedade para jogar na equipa B. Na temporada passada alinhou pelos Sub 23 e ainda disputou 3 jogos na II Liga. Este época foi emprestado ao Loures e já leva 13 partidas e 2 golos de grande penalidade. Trata-se de um jovem de 23 anos muito competente no processo defensivo, forte a recuperar posição e no desarme e com capacidade para manter os equilíbrios sem desposicionar a linha defensiva. No plano ofensivo é um jogador acima da média pela sua qualidade com bola, capacidade por progredir por dentro ou fora. Demonstra bons índices técnicos. Procura ganhar confiança e ritmo competitivo para mostrar o potencial que tem.

Mohamed Coulibaly

O médio centro de 25 anos tem sido um dos destaques esta temporada no Loures. Natural da Costa do Marfim, chegou a Portugal ainda nos escalões de formação. Pelo meio já passou por diversos clubes e hoje procura consolidar o seu espaço no clube da Série D. Coulibaly é um médio completo que pode desempenhar as funções de médio mais defensivo ou médio de transição. Não se esconde do jogo, assume e gosta de ter bola para iniciar a fase de construção. Mesmo pressionado sabe sair bem de espaços curtos e progredir com a bola junto ao pé. Dinâmico, irreverente e com qualidade técnica assinalável. Leva 12 partidas este ano e tem sido peça fundamental no meio-campo do Loures, depois de ter sido contratado à Sanjoanense esta temporada.

Sintra Football

Filipe Gaspar

Lateral direito de 25 anos e um dos mais experientes da equipa do Sintra Football apesar da tenra idade. Passou pela formação do Cascais e Estoril até se fixar no Sintrense onde esteve 5 temporadas. Na última época somou 25 partidas pelo Loures e hoje é uma das referências do clube pela sua qualidade e sobretudo pela experiência que tem de Campeonato de Portugal numa equipa que subiu esta temporada. Filipe Gaspar é um lateral muito competente no processo defensivo. Forte sentido posicional, com boa capacidade de marcação e desarme. Demonstra uma postura corporal adequada às abordagens que faz no seu corredor, nunca indicando o lado de dentro para os adversários progredirem. É um jogador complicado de ultrapassar no 1×1.

Horácio Sá

Médio centro de 21 anos que acompanhou o clube na subida de divisão para o Campeonato de Portugal depois de terem terminado em 1º lugar na AF Lisboa. Na sua primeira experiência num contexto mais exigente tem demonstrado ser um jogador com qualidade para acompanhar nas próximas temporadas. Médio ofensivo que tem boa relação com bola, capacidade técnica e visão de jogo. Inteligente tacticamente na forma como recebe e temporiza ou quando progride em velocidade para queimar linhas. Aparece bem em zonas de finalização e também nos corredores laterais. Horácio é um jovem com uma excelente capacidade de passe. Em 13 jogos esta época já leva 3 golos.

Luís Marcelino

Depois de passagens pelo Sporting, Casa Pia, Belenenses e Real Sport Clube nos escalões de formação, Luís Marcelino encontrou o seu espaço no Sintra Football, clube que representa desde 2016/2017. Aos 22 anos o defesa central de 184 cm é um dos pilares defensivos do clube da Série D. Forte fisicamente e com boa capacidade de reacção. Demonstra boas características no jogo aéreo onde inclusive apontou o seu único golo esta temporada em 11 jogos. Posicionalmente é um jogador que sabe ocupar o seu raio de acção, agressivo no desarme e marcação e com boa mobilidade. É um central rápido e também apresenta uma boa capacidade de passe.

Artigo escrito por Francisco Gomes da Silva, Diogo Silva, Bruno Marinho e João Tavares