Menu Close

Fim da linha de Bruno Lage depois da derrota do Benfica na Madeira por 2-0. O Marítimo chegou aos golos em lances muito idênticos. Partiram de uma situação de inferioridade numérica com Nanú a assumir e ir para cima de Ferro. O lateral do Marítimo desequilibrou com a sua velocidade e o central português não conseguiu travar e reagir à mudança de velocidade.

Dois lances que o Benfica está em superioridade mas rapidamente é apanhado em transição rápida, desorganizando a sua estrutura defensiva com Nanú a encontrar espaço para colocar os encarnados em inferioridade numérica. Ninguém foi capaz de travar a subida do lateral e fazer falta para reorganizar a equipa e evitar os dois lances. Fazer falta para não sofrer golo numa altura que o jogo estava partido e o Benfica precisava de vencer para continuar na luta pelo título.