Menu Fermer

4ª Jornada Europeia: Benfica

O Benfica volta a escorregar na Liga dos Campeões, desta vez em terras gaulesas. Com esta derrota, as águias complicam a sua estadia na competição.

Início de jogo complicado para equipa encarnada, ao sofrer o primeiro golo da partida logo aos 4 minutos de jogo. Na sequência de um pontapé de canto, batido de forma curta, o gigante dinamarquês apareceu no coração da área para fazer o 1-0. Para piorar a situação, aos 10 minutos de jogo Ferro sai lesionado em virtude de um choque com Vlachodimos.

Aos 33 de minutos, Hossem Aouar arranca pelo corredor esquerdo, deixando para trás Tomás Tavares, e faz uma assistência para Memphis Depay. Este é o primeiro momento de destaque, a defesa do Benfica teve muitas dificuldades para segurar as incursões ofensivas dos franceses. No 2º golo é visível a falta de acerto defensivo, mesmo em superioridade numérica.

Na segunda parte, Bruno Lage retira Gedson para colocar em campo o suíço Seferovic, que aos 76 minutos, a passe de Pizzi tem uma finalização de se tirar o chapéu. Apesar do golo do Benfica, o Lyon continuou por cima e aos 89 minutos fechou a partida com um golo de Traoré, resultado final 3-1.

A definição desta partida esteve nas ações a meio campo. O Benfica foi sempre inferior, não conseguindo aguentar a força e a facilidade em sair a jogar da equipa de Rudi Garcia. Florentino e Gabriel foram pouco eficientes, não ganhando muitos dos duelos individuais ou, quando os ganhavam, não conseguiam ganhar a segunda bola. A imagem que escolhemos define um dos momentos, em que o Thiago Mendes conseguiu sair do meio de quatro jogadores do Benfica.