Menu Fermer

Bárbara Marques: uma maestra que quer regressar ao convívio das grandes

Um talento privado das equipas grandes por culpa das lesões. Assim se pode descrever Bárbara Marques, que deu um passo atrás (será?) para procurar dar dois à frente. A jogadora de 21 anos abandonou o Sporting CP, na sequência de uma lesão, e assinou pelo CF Benfica, onde está a voltar a apresentar o futebol que em tempos lhe valeu um lugar num plantel que dominou o futebol feminino nacional.

Antes de analisar o que pode esta jovem oferecer dentro de campo, vamos perceber a história de Bárbara, através de um excerto de uma entrevista que concedeu ao jornal O JOGO: “Foi um período complicado. As lesões surgem quando estamos no melhor momento e comigo foi assim. Tive um problema de crescimento ósseo, designado por osteocondroma. Tive de fazer uma cirurgia e tiram-me o tumor benigno. Na altura, não encarei a situação da melhor forma, mas depois regressei e readquiri ritmo e rendimento na equipa B do Sporting. Agora volto ao patamar acima que é a I divisão e onde quero estar”, disse, dias depois de assinar um hat-trick frente ao A-dos-Francos.

O PERFIL:

Conhecida a história, está na hora de percebermos o que pode oferecer Bárbara Marques a uma equipa que conte com os seus serviços. Acima de tudo, Bárbara é uma criativa, que pode jogar numa zona mais central – quase como uma “10” – ou pelos flancos.

A principal arma da número 13 do CF Benfica é o 1v1. Forte e confiante no drible, Bárbara arrisca nesse momento do jogo sempre que a oportunidade surge e é a partir daí que consegue causar muitos desequilíbrios. No entanto, e como toda a jogadora – ou jogador – que apresenta créditos ao nível da finta, perde-se algumas vezes em dribles.

Na equipa de Madalena Gala, apesar de jogar maioritariamente como extremo, Bárbara Marques aparece várias vezes em terrenos mais recuados para ser uma opção viável na construção de jogo. Para além do drible e capacidade de aceleração que deixa adversárias para trás, Bárbara consegue jogar de cabeça levantada e é uma jogadora que procura sempre a melhor opção para prosseguir a jogada. Para além disso, é uma jogadora que surge frequentemente em zona de remate e, apesar de se destacar mais como uma atleta capaz de assistir, também aponta os seus golos.