Menu Fermer

Como procurou o Athletico Paranaense condicionar a construção de jogo do Flamengo?

Ao 3º jogo no Flamengo, Jorge Jesus foi eliminado da Taça do Brasil pelo Athletico Paranaense. Após o empate a uma bola na 1ª mão dos quartos de final, o resultado voltou a repetir-se no Maracanã, e a equipa de Tiago Nunes acabou por levar a melhor no desempate por grandes penalidades.

Decidimos analisar a fase de construção de jogo do Flamengo e a forma como o CAP procurou condicionar a mesma, bem como as dificuldades sentidas pelas equipas neste momento do jogo, comparando os dois jogos desta eliminatória.

Na 1ª mão, a equipa de Tiago Nunes adotou um bloco médio-alto com o posicionamento em 4-4-2, criando um grande desconforto ao reduzir o tempo e espaço à 1ª fase de construção do Flamengo. Desta forma, a equipa de Jorge Jesus sentiu necessidade de explorar mais a saída longa, dadas as poucas soluções seguras para ligar o jogo de forma apoiada. A equipa do CAP beneficiou não só do facto de jogarem em casa, mas principalmente, das ausências de Rafinha, Diego e Everton Ribeiro, que vieram acrescentar uma qualidade extra ao momento ofensivo do Flamengo na 2ª mão da eliminatória.

Já na 2ª mão, o CAP optou por uma abordagem mais expectante, permitindo a circulação de bola na 1ª linha de construção a 3 (Léo Duarte, Cuéllar e Caio) do Flamengo. Bruno Guimarães e Wellington, no corredor central, tinham a tarefa de condicionar de perto as ações de Diego. No entanto, o Flamengo foi conseguindo ligar o jogo pelos corredores, devido à dificuldade dos dois jogadores da frente da equipa de Tiago Nunes (Nikão e Marco Ruben) em pressionar a linha de construção a 3 do Flamengo a toda a largura.

Apesar da eliminação da Taça, já foi possível observar algumas das dinâmicas que Jorge Jesus quer ver implementadas neste seu novo desafio. Será interessante perceber como serão integrados, no seu modelo de jogo, os novos reforços que chegaram ao clube.

Em relação ao Athletico Paranaense, após uma fase atribulada com bastantes jogos acumulados, devido à presença na Libertadores e na Recopa, está ainda à procura de estabilidade a nível de resultados, podendo este ser o primeiro passo para começar a escalar lugares na tabela do Brasileirão.