Menu Fermer

Liga NOS: Reforços a Custo 0, Parte I

Chegado o mês de Janeiro, o mercado promete começar a mexer no que toca aos jogadores que terminam contrato no final desta época desportiva uma vez que, a partir deste momento, são livres de negociar com qualquer clube.

No caso da Liga NOS, há vários clubes com jogadores importantes nesta situação, prometendo agitar o mercado nacional: Porto (Casillas, Herrera e Brahimi);  Benfica (jovem talento Tiago Dantas); Sporting (Salin e Montero); Braga (Ricardo Ferreira); Vitória SC (Tozé); Belenenses (Sasso e Diogo Viana); Portimonense (Dener); Rio Ave (Nélson Monte); Vitória FC (Costinha); Boavista (David Simão, Rochinha e Rafael Lopes); Tondela (Jhon Murillo e António Xavier); Feirense (Philippe Sampaio e Antonio Briseño).

Assim, e na sequência das sugestões de “Reforços de Inverno”, sugerimos alguns jogadores adequados à realidade da nossa Liga, que se encontram na mesma situação contratual e podem reforçar estas equipas para a próxima temporada.

Artem Besiedin | Ponta de Lança | 22 anos | Dinamo Kiev | 2M€

Mais que uma promessa, é já uma certeza do futebol ucraniano. Ponta de lança de 1.85m, destro, capacidade de choque, forte no jogo aéreo e em zonas de finalização. Conta já com uma centena de jogos pelo clube da capital ucraniana, assinando 21 golos e 10 assistências. Foi já internacional ucraniano por 10 ocasiões. Apesar da sua elevada estatura, apresenta uma razoável mobilidade e relação com bola, acrescentando ferramentas ao seu jogo. Esta época foi prejudicado por uma lesão que o impediu de ter mais tempo de jogo. Ainda assim, é uma opção muito interessante não só para o imediato, mas numa perspetiva futura.

Sandi Lovric | Médio Centro | 20 anos | Sturm Graz | 1M€

O nº8 do Sturm Graz é já, aos 20 anos, uma peça fundamental da sua equipa. Cumpriu 47 internacionalizações nas seleções jovens austríacas, sendo um jogador que se espera que chegue à seleção A. Médio box-to-box, com boa capacidade de passe e tomada de decisão, aliada à consistência defensiva. A versatilidade que demonstra, podendo atuar em diferentes posições e funções no meio campo, leva a que possa facilmente encaixar em várias estruturas táticas.

Sasa Zdjelar | Médio Defensivo | 23 anos | Partizan | 1,5M€

O médio defensivo é um dos indiscutíveis do atual vice-campeão sérvio. Foi presença assídua nos escalões jovens da Sérvia e conta com 2 internacionalizações pela seleção principal. Médio essencialmente defensivo dada a sua agressividade e capacidade de ocupação de espaços. É também capaz de apoiar a equipa no processo ofensivo, fundamentalmente pela qualidade do seu passe longo. Foi um dos destaques da boa campanha do Partizan na última edição da Liga Europa.

Patrick Burner | Lateral Direito | 22 anos | Nice | 2M€

O lateral direito francês tem tido pouco tempo de jogo ao serviço do Nice, jogando principalmente para a Taça. Ainda assim, apresenta qualidade no seu jogo e, sendo ainda jovem, possui uma boa margem de progressão. Tem uma grande propensão ofensiva, devido à sua velocidade e criatividade. Consegue esconder algumas lacunas ao nível do posicionamento defensivo, resolvendo os problemas através da velocidade. Pode também atuar como lateral esquerdo, constituindo assim uma clara mais-valia para qualquer treinador.

Kamil Jozwiak | Extremo | 20 anos | Lech Poznan | 1,5M€

Trata-se de uma das promessas do futebol polaco, contando com 42 presenças nas seleções jovens. Ainda no final da temporada passada, no seu primeiro ano de sénior, assumiu a titularidade na posição de extremo esquerdo. Muito forte ao nível da finta e a velocidade a que conduz a bola permite-lhe criar muitas situações de desequiibrío. É um jogador versátil, podendo jogar não só do lado esquerdo do ataque, mas também do lado esquerdo ou, no corredor central, como segundo avançado.

Opa Nguette | Extremo | 24 anos | Metz | 2M€

O nº11 do Metz é rápido, vertical e capaz de ultrapassar adversários em condução com relativa facilidade. Internacional senegalês por 7 ocasiões. Atua geralmente nos corredores, mas pode também ocupar zonas mais interiores. É um jogador bastante perigoso em transições rápidas dada a sua velocidade e agressividade a atacar o espaço vazio. É uma das peças fundamentais do líder da Ligue 2 e promete dar dores de cabeça ao seu clube, pois certamente não irão faltar interessados.

Eloge Yao | Defesa Central/Direito | 22 anos | Lugano | 1,25M€

Defesa central rápido, agressivo, forte na marcação e com capacidade de construção. Pode também jogar a lateral direito. Formado no Inter de Milão, não se conseguiu afirmar na equipa italiana. Estando emprestado, foi crucial na subida de divisão do Crotone à Serie A na temporada 2015/2016. Ao serviço do Lugano, tem tido algumas lesões, encontrando-se mesmo neste momento lesionado, o que poderá prejudicar a visibilidade que teria ao estar a jogar regularmente.

Mathieu Cafaro | Médio Ofensivo | 21 anos | Stade Reims | 2,5M€

Aos poucos foi ganhando o seu espaço no seio da equipa francesa, sendo atualmente já um habitual titular. Médio centro/ofensivo muito criativo e com capacidade de desequilíbrio tanto em condução como na definição do último passe. Aparece bem em zonas de finalização, contando já com 3 golos na Ligue 1. Colabora bastante no processo defensivo, tanto jogando no corredor central, como num dos corredores laterais. É um jogador em claro crescimento que promete dar nas vistas nesta segunda metade da temporada.

Arber Zeneli | Extremo | 23 anos | Heerenveen | 6M€

Jogador de elevada qualidada técnica. Muito forte em movimentos interiores, partindo do corredor esquerdo. Tem uma boa relação com o golo, contando esta época já com 4 golos e 10 assistências. Internacional ao serviço da seleção do Kosovo por 15 vezes, assinando 6 golos. Transferiu-se em 2016 do Elfsborg da Suécia para o Heerenveen e tem-se afirmado como a grande estrela da equipa holandesa. Apesar de ainda jovem, demonstra claramente capacidade para ser já uma aposta de rendimento.

Zinedine Ferhat | Extremo | 25 anos | Le Havre | 2M€

Pode jogar tanto como extremo, como a médio ofensivo. Rápido com e sem bola, com grande facilidade em queimar linhas em condução, criando muitas situações de finalização para os seus colegas. Atingiu a incrível marca de 20 assistências na Ligue 1 na temporada transata. Conta com 8 internacionalizações pela seleção da Argélia, incluindo o amigável de Junho frente à seleção portuguesa. Encontrando-se numa liga secundária, têm ainda assim qualidade para jogar a um nível mais competitivo.