Menu Fechar

Gabriel Martinelli – a jóia do Arsenal

Gabriel Martinelli nasceu a 18 de Junho de 2001, em Guarulhos. Passou pelos escalões jovens de Corinthians e Ituano, clube onde se estreou no futebol sénior com apenas 16 anos. Na época de 2019, foi eleito Jogador Revelação do Campeonato Paulista e integrou a equipa ideal do mesmo. Transferiu-se esta temporada para o Arsenal por 6,7M€ e, apesar da época conturbada do clube até ao momento, o brasileiro tem surpreendido pela forma rápida como se afirmou na equipa de Mikel Arteta, contabilizando já 23 jogos, 10 golos e 5 assistências pelos gunners. Tem apenas duas presenças nas seleções jovens brasileiras, ao serviço dos sub23, em Novembro de 2019, frente aos Estados Unidos e Argentina.

Martinelli é um extremo de 1,80m, tem o pé direito como dominante e tem jogado, principalmente, como extremo esquerdo numa estrutura de 4-2-3-1. Também já atuou como ponta de lança, embora seja sempre um jogador bastante móvel quando desempenha estas funções. Tem como principal característica a capacidade no drible, dada a sua velocidade de deslocamento e a confiança com que parte para cima dos adversários. Apresentando uma técnica muito interessante, torna-se um jogador muito eficaz nas ações de finalização, cruzamento e último passe, contribuindo com uma grande participação nos golos da equipa.

Jogando no lado esquerdo do ataque, procura geralmente receber bola próximo da linha lateral, para procurar situações de 1vs1 ou esperar pelo envolvimento do lateral esquerdo Bukayo Saka. A razoável capacidade que demonstra a jogar também com o pé esquerdo permite-lhe ser mais imprevisível nas ações individuais junto ao corredor lateral. Quando atua como ponta de lança, é um jogador que não se prende à marcação dos defesas centrais, libertando espaços para a entrada dos seus colegas nestas zonas e, por diversas vezes, ataca a profundidade nos espaços entre os defesas.

Extremo esquerdo na estrutura de 4-2-3-1
Movimento de ataque à profundidade na posição de ponta de lança

Para além da capacidade de desequilíbrio em momentos de ataque posicional, Martinelli é preponderante em situações de contra ataque, pela capacidade que tem de ganhar metros aos defesas em velocidade.

Também no momento defensivo, trata-se de um jogador importante pois, embora revele ainda alguma dificuldade em certas abordagens ao nível do posicionamento defensivo, é muito comprometido com a sua equipa e não se resguarda nesta fase do jogo.

Desta forma, e apesar de ser um jogador ainda com idade de júnior (nascido em 2001), apresenta já um rendimento muito significativo para um jogador que, para além de muito jovem, vem de um patamar competitivo (Série D do Brasil) muito abaixo do qual se encontra atualmente. Poderá ainda, naturalmente, evoluir o seu jogo, nomeadamente adquirindo uma maior consistência nas suas ações individuais. Apesar de todo o potencial que possui a nível técnico e físico, revela ainda alguma falta de regularidade no momento de decidir, dada a passagem para um contexto competitivo onde a velocidade e complexidade do jogo é completamente distinta. É, portanto, um dos maiores projetos de jogador do Brasil e, com certeza, irá dar cartas no futebol europeu.