Gonçalo Cardoso – central adulto de 17 anos

Gonçalo Cardoso – central adulto de 17 anos

Gonçalo Cardoso é o nome do momento. O central de 17 anos estreou-se este fim de semana como titular na Liga NOS. O jovem do Boavista foi lançado por Jorge Simão no duelo frente ao Desportivo das Aves.

Natural de Marco de Canaveses, fez a sua formação no AD Marco 09 e Penafiel, chegando ao Bessa na época passada como júnior de 1º ano.

Ainda não atingiu a maioridade mas demonstrou este sábado que é um adulto de 17 anos. Uma maturidade impressionante para alguém que nunca tinha actuado a nível sénior. Apresentou-se tranquilo durante toda a partida, transmitindo uma mensagem de confiança para os restantes elementos da equipa que não hesitaram em chamar o jovem ao jogo. Parecia um central experiente da Liga NOS sem medo de assumir e errar.

Mostrou-se sempre disponível para receber a bola e ofereceu linhas de passe constantes. Foi eficaz em 72% das 57 acções que realizou durante todo o encontro. Completou 28 passes dos quais 20 com sucesso. A nível defensivo ganhou 11 dos 19 duelos que disputou e no jogo aéreo foi praticamente intransponível com 75% de sucesso (9 duelos ganhos em 12). Disputou 3 desarmes mas apenas venceu 1. Outro indicador que demonstra a sua consistência defensiva são as 7 posses de bola que recuperou, apenas superado pelo seu colega Talocha (8).

 

Uma exibição personalizada que demonstra claramente que o Boavista tem um diamante em mãos no eixo da defesa. Um “caso sério” como o seu técnico Jorge Simão o apelidou. Um jovem para seguir atentamente esta temporada.

 

 

Gonçalo Cardoso não podia imaginar uma estreia melhor. Foi titular com 17 anos, a sua equipa bateu o Aves por 1-0 e foi considerado o homem do jogo. Deixamos todas as suas acções na sua estreia com a camisola do Boavista.

 

Sobre o Autor

Francisco Gomes da Silva

Nasceu pouco tempo antes do Verão Quente de 1993 e hoje com 25 anos é licenciado em Economia e apaixonado por Futebol. Um campo, uma bola e 22 jogadores, uma paixão que despertou bem cedo na sua vida. Jogou até aos 19 anos, seguindo-se passagens como treinador-adjunto no Grupo Desportivo Alcochetense, colaborador da Revista Futebolista e outros sites. É observador no Departamento de Prospeção do Benfica desde 2012.

Artigos relacionados