Menu Close

[:pt]Importância de Lucas Torreira no Arsenal[:]

[:pt]Durante o Mundial analisámos um jogador que deu nas vistas a época passada. Falamos de Lucas Torreira, o médio defensivo que depois do nosso artigo assinou pelo Arsenal numa altura que já era muito associado ao clube agora orientado por Unai Emery.

Apesar da sua baixa estatura (1,66m), o médio uruguaio destaca-se pela sua força física. Tem uma grande capacidade para se antecipar e recuperar a posse de bola. Mostra-se sempre disponível para receber e iniciar os ataque. Um dos pontos fortes no capítulo ofensivo é o seu controlo de bola e a capacidade para decidir quase sempre bem, com elevada eficácia a nível do passe (89% de média nos últimos 20 jogos).

Defensivamente é um jogador muito inteligente do ponto de vista táctico. Cumpre o seu papel na perfeição e tem um trabalho incansável na forma como equilibra a equipa e oferece consistência defensiva. O seu posicionamento e a capacidade de marcação e desarme são alguns dos seus trunfos. Tem um trabalho invisível notável e consegue cobrir grande parte do campo, demonstrando uma grande resistência física. Sente-se confortável a pressionar em toda a largura do campo os adversários e a condicionar as suas acções ofensivas.

Posicionamento médio de Lucas Torreira

O Arsenal começou a época contra o Manchester City e o Chelsea o que levou a duas derrotas nas jornadas inaugurais. Depois disso a equipa nunca mais perdeu e vem de uma série de 9 jogos consecutivos a conhecer o sabor da vitória. Uma estatística interessante mostra a importância de Lucas Torreira nos ‘Gunners’.

Arsenal sem Lucas Torreira:

Minutos: 442
Golos marcados: 9
Golos sofridos: 10

Arsenal com Lucas Torreira:

Minutos: 548
Golos marcados: 20
Golos sofridos: 3

O médio de contenção não se limita a defender e a proteger a sua linha defensiva. A sua capacidade para criar equilíbrios e controlar a organização ofensiva do adversário, permite depois ao Arsenal sair com mais qualidade e critério para o ataque por intermédio do próprio ou através de outro jogador. Se for pela iniciativa do próprio, Torreira mostra competência a sair em condução para depois libertar para um colega seu melhor posicionado ou então opta por um passe em profundidade à procura dos elementos mais adiantados.

O seu colega e central grego, Sokratis, falou da importância de Torreira no modelo da equipa de Londres para o site oficial do clube.

“Quando ele está fora do campo é muito calmo mas dentro do campo é como os Transformers – ele fica maluco!”

“Ele trabalha muito bem, é pequeno mas forte o suficiente.”

“Eu gosto muito dele porque ele dá tudo, tenta defender sempre e quando nós temos jogadores que fazem este trabalho à nossa frente é muito importante.”

Palavras que provam a forma como os seus colegas reconhecem o seu papel dentro de campo na manobra ofensiva da equipa. É o ponto de equilíbrio deste novo Arsenal e é a partir de Torreira que toda a acção de jogo se desenvolve. Seja no capítulo defensivo com os seus equilíbrios e compensações mas também do ponto de vista ofensivo com a facilidade de condução e passe.

Apresentamos os pontos do campo onde Torreira teve a posse de bola nos dois jogos onde esteve melhor esta época.

Posicionamento das 64 posses de bola contra o Fulham
Posicionamento das 81 posses de bola contra o Everton

 

[:]