Menu Close

Jovane Cabral tem sido o maior destaque do Sporting após o regresso da Liga NOS. Após a chegada de Rúben Amorim ao comando técnico dos leões, Jovane soma 5 jogos como titular, com 380 minutos, 4 golos apontados e 1 assistência. O extremo cabo-verdiano já contabiliza, aliás, mais minutos na Liga com o novo técnico do que nas restantes jornadas. Numa fase anterior da época, no sistema de 4-2-3-1 de Silas, Jovane atuava como extremo esquerdo, partindo de um posicionamento aberto. No sistema de 3-4-3 de Rúben Amorim, tem atuado do lado esquerdo do ataque, no entanto, o facto de a equipa ter três centrais na primeira fase de construção e um ala esquerdo mais projetado, permite que o cabo-verdiano se incorpore por zonas interiores, jogando mais próximo de zonas de decisão e da baliza adversária.

As alterações táticas, associadas a uma maior capacidade do Sporting em controlar os jogos, vieram favorecer Jovane na medida em que proporcionam mais momentos para o jogador poder evidenciar as suas valências. Tendo uma boa capacidade técnica e uma velocidade de execução elevada, é capaz de jogar em espaços interiores e, apesar da maior pressão nestas zonas, resolver os lances com qualidade, acelerando o jogo da equipa em condução. O facto de estar mais próximo do corredor central facilita também os movimentos de ataque à profundidade entre central e laterais adversários, principalmente quando associado aos movimentos em apoio de Sporar. Por último, e uma das características que tem estado em maior evidência, o posicionamento mais próximo da baliza adversária permite-lhe ter mais momentos de finalização, situação esta em que já demonstrou ser forte pela espontaneidade no remate e a capacidade que apresenta na execução técnica.