Menu Close

Kai Havertz: A Pérola Alemã

Natural de Aachen, uma cidade no Oeste da Alemanha, junto à fronteira com Bélgica e Holanda. Nascido a 11 de junho de 1999 (21 anos), tem 1,89m e faz já 10 anos que foi descoberto pelo Bayer, ingressando assim nas suas camadas jovens. É internacional alemão desde as suas seleções mais jovens até à seleção principal, onde conta já com 7 jogos e 1 golo. Foi também ele o mais jovem de sempre a cumprir 50 e 100 jogos na primeira liga alemã.

Havertz pode fazer quase todas as posições no último terço do terreno, desde extremo direito a médio ofensivo e ponta de lança. No Bayer Leverkusen, jogou grande parte dos jogos encostado à direita, sempre com a tendência de fletir para espaços interiores, ainda que neste reinício de campeonato (pós-Covid) o seu lugar tenho sido como homem mais adiantado da equipa. Seja qual for a sua posição no terreno, é no centro que se sente mais confortável. Tem características que lhe permitem ser o homem golo, surgindo em zonas de finalização junto à pequena área, como também em vir buscar muitas vezes jogo ao seu meio campo, para comandar a segunda fase de construção.

Tem uma excelente visão de jogo que, aliada à capacidade de passe (curto e longo), lhe permite criar diversas situações perigo com bolas em profundidade. Receção sempre orientada para o espaço vazio, pois tem perfeita perceção de toda a envolvente. Tem também ele uma excelente meia distância e destaca-se por ser ele o capitão e líder da equipa, apesar de tenra idade.

Utiliza o seu pé menos dominante com sucesso, mas é no pé esquerdo que está o seu maior recurso. Fisicamente pode ainda melhorar os seus índices, uma vez que por vezes demonstra alguma fragilidade nos duelos a que é sujeito, principalmente a meio campo. Em organização/transição defensiva é um jogador que não é sujeito a trabalhos redobrados, além da pressão que faz na primeira fase de construção do adversário. Tem um potencial enorme, vai ser um dos melhores do mundo na sua posição e o interesse dos tubarões europeus é real e de efeito imediato. Com um valor de mercado na casa dos 80 milhões de euros, estima-se que a sua saída de Leverkusen seja oficializada para Inglaterra ou Espanha nas próximas semanas, sendo que o Chelsea aparece como o clube mais bem posicionado para garantir a contratação desta jovem promessa.