Menu Close

[:pt]Patrick Roberts[:]

[:pt]

Patrick Roberts, extremo de 19 anos nascido na capital de Inglaterra, deu os primeiros passos no futebol num dos grandes clubes da cidade londrina, o Fulham. Ano após ano foi dando nas vistas e, em 2014/15 com apenas 18 anos, conseguiu realizar 20 jogos pela equipa principal dos ‘Whites’ partilhando o balneário com grandes jogadores como Bryan Ruíz ou até Gábor Király. Na temporada seguinte, foi contratado pelo Manchester City por 7 milhões de euros mas, pela falta de espaço no plantel principal dos citizens, foi cedido ao Celtic em Janeiro. Depois de uma meia época positiva na formação escocesa com 6 golos em 13 jogos, o jogador permanecerá no clube visto que o seu empréstimo tem a duração de 18 meses.

Apesar da sua juventude, Roberts já conquistou 1 Campeonato Escocês, 1 Taça da Liga em Inglaterra, 1 Campeonato Inglês Sub18 e também se sagrou Campeão Europeu Sub17 pela Inglaterra.

Comparado pelo seu atual treinador Brendan Rodgers a David Silva – craque espanhol que atua pelo Manchester City -, Patrick Roberts patenteia uma técnica muito acima da média. É rápido, um excelente driblador e com o seu maravilhoso pé esquerdo deixa qualquer adversário ‘fora de si’. Preferencialmente joga pelo lado direito do ataque para fletir muitas vezes para o meio criando desequilíbrios, no entanto pode também jogar no lado esquerdo ou até como médio ofensivo. Defensivamente e fisicamente não revela estar à altura de um clube de grande dimensão europeia apesar de, nestes últimos tempos na Escócia, ter melhorado consideravelmente esses aspetos.

Caso se consiga afirmar verdadeiramente em Glasgow teremos aqui um caso sério no futebol inglês e europeu, podendo mesmo integrar o plantel principal de Pep Guardiola em 2017/18 e até chegar ao Mundial de 2018 na Rússia pela sua Selecção. No entanto, a tarefa não se avizinha nada fácil portanto, esperemos para ver o quanto o ‘Mini-David Silva’ nos conseguirá surpreender.

patrick

 

 

 

[:en]Patrick Roberts, extremo de 19 anos nascido na capital de Inglaterra deu os primeiros passos no futebol num dos grandes clubes da cidade londrina, o Fulham. Ano após ano foi dando nas vistas e, em 2014/15 com apenas 18 anos, conseguiu realizar 20 jogos pela equipa principal dos ‘Whites’ partilhando o balneário com grandes jogadores como Bryan Ruíz ou até Gábor Király. Na temporada seguinte, foi contratado pelo Manchester City por 7 milhões de euros mas, pela falta de espaço no plantel principal dos citizens, foi cedido ao Celtic em janeiro. E, depois de uma meia época positiva na formação escocesa com 6 golos em 13 jogos, o atual técnico do City, Pep Guardiola, decidiu emprestar Roberts por mais um ano aos campeões escoceses.

Apesar da sua juventude, Roberts já conquistou 1 Campeonato Escocês, 1 Taça da Liga em Inglaterra, 1 Campeonato Inglês Sub18 e também se sagrou Campeão Europeu Sub17 pela Inglaterra.

Comparado pelo seu atual treinador Brendan Rodgers a David Silva – craque espanhol que atua pelo Manchester City -, Patrick Roberts patenteia uma técnica muito acima da média. É rápido, um excelente driblador e com o seu maravilhoso pé esquerdo deixa qualquer adversário ‘fora de si’. Preferencialmente joga pelo lado direito do ataque para fletir muitas vezes para o meio criando desequilíbrios, no entanto pode também jogar no lado esquerdo ou até como médio ofensivo. Defensivamente e fisicamente não revela estar à altura de um clube de grande dimensão europeia apesar de, nestes últimos tempos na Escócia, ter melhorado consideravelmente esses aspetos.

Caso se consiga afirmar verdadeiramente em Glasgow teremos aqui um caso sério no futebol inglês e europeu, podendo mesmo se integrar no plantel principal de Pep Guardiola em 2016/17 e até chegar ao Mundial de 2018 na Rússia pela sua Seleção. No entanto, a tarefa não se avizinha nada fácil portanto, esperemos para ver o quanto o ‘Mini-David Silva’ nos conseguirá surpreender.[:]