Remontada Culé em pleno Anoeta

Remontada Culé em pleno Anoeta

Mais um jogo mais uma vitória para o Barcelona, desta vez no Anoeta. Estádio onde os culés costumam ter dificuldades em vencer basta verificarmos os últimos 5 jogos para a Liga Espanhola onde o Barcelona só foi capaz de empatar um jogo, somando derrotas nos outros 4 encontros.

Tendo em conta esta estatística tudo levava a crer que este seria um dos testes da equipa de Ernesto Valverde que ainda se mantém invicta nesta temporada.

O Barça optou pelo seu já habitual 4-4-2 desta temporada, com um meio-campo mais coeso do que na época passada e com o as despesas do ataque a serem dadas a Suarez e Messi. Já a Real Sociedade optou por um 4-3-3 que se desdobrava num 4-4-2 com Canales a ser o responsável por essa alteração, sendo terceiro homem no ataque ou o quarto no meio-campo.

Como esperávamos, a Real Sociedade entrou bem na partida, pressionando alto e impedindo o adversário de construir desde trás como costumam fazer. Defensivamente dificultaram a construção ofensiva do Barcelona que não estava a ser capaz de controlar o jogo. Ofensivamente tentavam chegar sempre que possível à baliza de Ter Stegen, causando problemas à defesa blaugrana.

Figura 1- Posicionamento defensivo da Real Sociedade

 

Tendo conseguido chegar à vantagem logo no minuto 11 por Willian José e ampliando a vantagem aos 34 minutos por Juanmi, o jogo parecia estar decidido pela qualidade de jogo que a equipa da casa apresentava não só ofensivamente como também defensivamente onde não permita que o Barcelona criasse oportunidades para finalizar. A primeira parte terminou com o Barcelona a conseguir reduzir a desvantagem para 2-1 por Paulinho no único remate enquadrado dos culés na primeira parte do encontro.

Figura 2- Pressão alta por parte da equipa da casa

 

A segunda parte foi completamente diferente em termos ofensivos por parte da equipa de Valverde que conseguiu criar mais ocasiões para finalizar, chegando ao empate logo nos primeiros 5 minutos da segunda parte por Luis Suárez. Os dois treinadores mexeram na equipa, sendo que por parte da Real Sociedade não houve grandes alterações com as substituições. Do lado do Barcelona, Ernesto Valverde colocou Dembelé em campo e retirou Paulinho, o que deu à equipa visitante maior poder ofensivo.

Com o jogo equilibrado e o Barcelona a tentar chegar à vantagem a Real Sociedade comete um erro defensivo e Suárez aproveitou para marcar o segundo na conta pessoal e colocar a sua equipa em vantagem.  A equipa da casa tentou chegar ao golo do empate, mas sem êxito e acabaram por ver a confirmação da derrota aos 85 minutos quando Messi fez de livre direto o quarto golo blaugrana. A Real Sociedade esteve bem no jogo, mas baixou de rendimento na segunda parte e contra equipas como o Barcelona isso não pode acontecer.

Com um jogo equilibrado e uma Real Sociedade forte o Barcelona voltou a mostrar o porquê de ainda não ter sido derrotado esta época no campeonato e que é um sério candidato a voltar a ganhar o triplete. Se com a saída de Neymar se pensou que o Barcelona tinha ficado mais fraco a verdade é que estão melhores e agora com Dembelé e Coutinho o seu volume ofensivo será mais elevado e serão sem dúvida um adversário difícil para qualquer equipa.

Figura 3- Posicionamento defensivo do Barcelona

Sobre o Autor

Joana Silva

Licenciada em Ciências do Desporto na vertente de jogos desportivos coletivos. Neste momento integra o Mestrado Internacional da Análise da Performance Desportiva. Possuí o nível 1 de Treinador de Futebol, tendo já estado a treinar em alguns clubes no departamento de formação. Desde muito nova sempre foi ligada ao desporto, principalmente ao futebol e futsal, modalidades que tem praticado nos últimos anos. É adepta assídua dos principais campeonatos europeus e das maiores provas mundiais.

Artigos relacionados