Menu Close

Report Campeonato de Portugal 19/20

Guarda redes angolano de 25 anos. Formado no FC Porto, o guardião chegou a jogar na equipa principal dos dragões na época 2011/2012. Desde que saiu do FC Porto nunca se conseguiu afirmar nos clubes por onde passou (Varzim, Trofense e Oliveirense). Esta temporada baixou de patamar e afirmou-se no SC Espinho. Em 19 jogos sofreu 12 golos.

É um guarda redes com uma boa envergadura física (188cm e 80kg). Forte no jogo aéreo, rápido no ataque às bolas. Entre os postes é um guarda redes seguro, ágil e com bons reflexos (79% remates defendidos). Responde bastante bem aos cruzamentos. Ofensivamente é um guarda redes que se sente confortável com a bola nos pés.

Com 21 anos, Vitinha confirmou a excelente época que tinha feito na temporada passada. Mudou-se do Espinho para o Lusitânia de Lourosa, acompanhando o seu treinador – Rui Quinta. Realizou 27 jogos e apontou 1 golo esta temporada, que lhe valeram um passaporte para a 2ª Liga com o Penafiel.

É um lateral baixo (170cm), mas rápido. Tem um poder de explosão e aceleração interessante, que lhe permite subir no terreno com facilidade e recuperar bem defensivamente. Boa capacidade de passe (85% passes certos), cruzamento (2.4 cruzamentos p/jogo) e drible (3.1 dribles p/jogo). Defensivamente não é um jogador com capacidade para duelos físicos, mas compensa bastante bem pelo excelente posicionamento e inteligência em campo, conseguindo médias interessantes ao nível do desarme e interceptação (69% desarmes p/jogo e 7 interceptações p/jogo).

Nuno Moreira cumpriu a 6ª época de sénior e a 6ª época no USC Paredes. Acompanhou a subida do clube da AF Porto para o Campeonato de Portugal e fez parte da terceira melhor defesa da Série B com 19 golos sofridos, a par do líder Arouca e do Canelas e logo atrás de Espinho e Lusitânia de Lourosa.

Defesa central que joga, habitualmente, pelo lado direito da defesa. Apresenta um bom sentido posicional, é rápido e interpreta bem os lances, tendo bons índices defensivos (8 recuperações de bola p/jogo; 74% duelos defensivos ganhos; 3.5 desarmes p/ jogo; 8 interceptações p/ jogo). A sua velocidade, força física e agressividade na disputa de bola permitem-lhe ter um bom controlo da profundidade. É forte no jogo aéreo (72% duelos aéreo ganhos). Aliado às boas características defensivas apresentadas no seu jogo, ofensivamente é um defesa central com um bom nível técnico, conseguindo sair a jogar com facilidade.

Formado na U. Leiria, Benny é um defesa central de 24 anos. Acompanhou a despromoção do Arouca da 2ª Liga, fazendo uma época muito positiva e ajudando no regresso do clube aos campeonatos profissionais. Realizou 23 jogos e apontou 4 golos.

É um defesa central inteligente, com uma elevada maturidade em campo e solidez defensiva. Fisicamente é bastante forte, ganhando 73% dos duelos. Não é muito rápido, nem muito ágil, mas o seu bom posicionamento, capacidade de desarme e antecipação permitem-lhe recuperar bastantes bolas para a sua equipa (11 bolas recuperadas p/jogo). Ofensivamente é um jogador com facilidade em sair a jogar, conseguindo encontrar soluções laterais, entre linhas ou até em progressão com bola. Joga com bastante critério, tendo uma taxa de 82% de acerto nas suas ações.

No 1º ano de sénior, Simão Rocha fez uma temporada bastante positiva no Amarante. Por empréstimo do Paços de Ferreira, realizou 22 jogos e apontou 2 golos. O bom rendimento apresentado já lhe garantiu a presença na pré-época dos castores.

É um lateral com uma margem de progressão e crescimento bastante assinalável. Aos 19 anos, mostra capacidade para chegar a palcos maiores. Apresenta uma excelente relação com bola, com boa capacidade ofensiva. É rápido e ágil, apesar da elevada estatura física (186cm). Boa capacidade de cruzamento (2.2 cruzamentos p/jogo) e drible (62% dribles c/sucesso). Defensivamente tem espaço para crescer, ainda assim apresenta um bom posicionamento, podendo melhorar na questão dos duelos físicos e na agressividade.

Com 23 anos de idade, Samuel Teles completou a sua segunda temporada no Leça, afirmando-se como um jogador de qualidade e com capacidade para patamares superiores. Esta temporada realizou 22 jogos e apontou um golo.

Médio defensivo bastante completo. Boa capacidade técnica, ao nível do passe e da receção (80% passes certos p/jogo). Tem capacidade para integrar a 1ª fase de construção da equipa, encaixando entre os centrais e assumindo o jogo da equipa. Defensivamente oferece estabilidade à equipa, sendo um jogador inteligente no seu posicionamento, conseguindo cobrir os seus companheiros e oferecer o equilíbrio necessário à equipa. É agressivo nas disputas de bola e consegue recuperar uma média de nove bolas por jogo.

Rúben Alves é um médio ofensivo de 24 anos. Formado no Boavista e no FC Porto, foi contratado pelo Braga em 16/17, ainda assim não conseguiu ter o rendimento pretendido no clube minhoto, acabando em sucessivos empréstimos. Em 18/19, chega ao Felgueiras e esta temporada foi uma das figuras da equipa ao realizar 22 jogos e marcar 5 golos. Na próxima temporada vai representar o Salgueiros.

É um médio polivalente pelas características que apresenta, podendo ocupar as posições ‘10’, ‘8’ ou até mesmo descair para uma das alas. Excelente qualidade técnica, com boa capacidade de passe (73% passes certos) e drible (62% dribles c/sucesso). Com um centro de gravidade baixo (168cm), o Rúben é bastante rápido e agressivo, gostando de ter bola e enfrentar os adversários em situações de 1 vs 1. Diferencia-se pela criatividade e visão de jogo apresentada em campo. Defensivamente não é um jogador muito forte, ainda assim apresenta uma boa capacidade de reação à perda sendo intenso e agressivo na pressão ao portador da bola.

João Pedro Silva, mais conhecido por Jota é um dos casos particulares de sucesso no Campeonato de Portugal. Em 18/19 jogava no Sousense, disputava a AF Porto, com apenas uma época de passagem pelo CP, ao serviço do Espinho, vai disputar na próxima época a 2ª Liga com o Leixões.

Extremo que pode atuar em ambos os corredores, mas também na frente de ataque. É bastante rápido e com uma boa capacidade de atacar a profundidade. A sua capacidade de decisão também se evidencia, sendo bastante assertivo. No ataque às zonas de finalização é bastante inteligente e agressivo (13 golos em 25 jogos). 

Adílio Santos é um extremo diferenciado para o Campeonato de Portugal. Desceu de divisão com o Arouca e vai acompanhar o clube no regresso à 2ª Liga (já renovou). Aos 27 anos fez a sua melhor temporada em termos de golos, ao apontar 11 golos em 27 jogos.

É um extremo rápido, com poder de aceleração e boa capacidade técnica. Ágil, forte no drible e que procura explorar situações de 1 vs 1 (5 dribles p/jogo). É um jogador que joga de cabeça levantada, conseguindo envolver-se bastante bem com os seus companheiros no último terço do terreno. Boa capacidade de passe e cruzamento (3.7 cruzamentos p/jogo). Defensivamente não é um jogador muito intenso, ainda assim é forte nos duelos físicos e agressivo na disputa de bolas.

Com passagens pela 2ª Liga, aos serviço de Trofense, Vitória SC ‘B’ e Penafiel, Fábio Fortes acompanhou o Arouca na despromoção e na sucessiva promoção. Avançado de 28 anos com faro de golo, 16 golos em 22 jogos.

Avançado muito produtivo, com capacidade para jogar de costas para a baliza, sendo utilizado como referência ofensiva. Consegue também jogar com bastante mobilidade, procurando zonas laterais e em profundidade. É bastante rápido, dinâmico e intenso. Dentro da área é bastante inteligente, atacando bem as zonas de finalização (0.49 xG). Defensivamente apresenta uma boa capacidade de reação à perda, sendo também agressivo e intenso na pressão ao portador da bola.

Miguel Pereira é um avançado de 21 anos de idade. Fez a sua formação no SC Braga e esta temporada esteve ao serviço do Felgueiras, onde apontou 11 golos em 23 jogos. Na próxima temporada é já reforço do SC Espinho.

É um avançado móvel evoluído tecnicamente, tem boa capacidade de finalização, mas também capacidade para criar oportunidades para os seus colegas (62% ações c/sucesso). É um jogador rápido e ágil, com boa capacidade de ataque à profundidade, procurando explorar as costas da defesa adversária. No momento defensivo é rápido, agressivo e intenso na pressão à defesa contrária, recuperando bastantes bolas em terrenos adiantados.


Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços no Campeonato de Portugal não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.