Richarlison no modelo tático de Marco Silva

Richarlison no modelo tático de Marco Silva

Richarlison de Andrade, mais conhecido como Richarlison é um dos extremos mais promissores do futebol brasileiro. Natural de Nova Venécia, Espírito Santo, Brasil, nasceu a 10 de Maio de 1997, atualmente com 21 anos de idade, é um atleta que tem despertado atenções de múltiplos “tubarões” europeus, depois de uma época de sucesso individual no seu ano de estreia na cidade de sua Majestade. Estreou-se como profissional no América Mineiro em 2015, tendo também jogado no Fluminense durante 2 temporadas. Após se ter destacado no futebol brasileiro, o jogador transferiu-se para o Watford de Marco Silva na época 17/18.

Com a mudança do treinador para o Everton, Richarlison demonstrou vontade em continuar ao serviço do técnico português, seguindo as suas pisadas, com os toffees a desembolsarem cerca de 55 Milhões € para adquirirem o seu passe.

Na nova temporada o atleta pretende dar seguimento à boa temporada transata contando já com 3 golos em 3 jogos, perfazendo um total de 213 minutos, adivinhando-se uma peça fundamental no Everton de Marco Silva.

Nota ainda para a estreia na seleção A do Brasil, tendo estado em ambos os jogos amigáveis, apontando 2 golos frente a El Salvador.

Richarlison, extremo esquerdo apresenta boa compleição física e muita verticalidade nos seus movimentos. É um atleta que faz uso da sua velocidade tendo sempre como alvo a baliza adversária. Aproveita com qualidade o espaço que o adversário concede, aparecendo com facilidade em zona de finalização, onde é letal com ações de drible curto e finalizações com ambos os pés, revelando frieza no momento de disparar à baliza.

Dono de uma capacidade técnica acima da média, faz uso da mesma para encarar o adversário de frente e criar desequilíbrios a partir do corredor lateral, conseguido ser vertical, mas também dar largura à equipa.

Possui também uma grande capacidade de passe e visão de jogo, com movimentos interiores e passes a rasgar entre linhas criando situações vantajosas para os companheiros de equipa.

Defensivamente não fica atrás das suas qualidades ofensivas, o jogador apresenta uma grande disponibilidade física, um compromisso defensivo em prol da equipa, acompanhando com sucesso as subidas dos laterais adversários, uma boa leitura dos lances defensivos e bom posicionamento conseguido recuperar com sucesso bolas e permitir à equipa sair em transição.

Para além dos seus comportamentos técnicos e táticos de qualidade, Richarlison demonstra ainda ser um jogador com alma, raça, combativo, oportunista, faminto, sendo que, no entanto, precise de amadurecer psicologicamente como profissional de futebol, demonstrando por vezes comportamentos impróprios para jogadores da sua categoria, contabilizando já uma expulsão na presente época.

Richarlison, tem vindo a demonstrar que é um jogador de categoria mundial, prevendo-se um futuro risonho para esta estrela em ascensão brasileira que tem feito encher estádios com o seu futebol, tornando para já num dos jogadores chave do plantel de Marco Silva, prevendo-se para breve voos maiores para tubarões do futebol europeu.

 

Sobre o Autor

André Correia

23 anos. Licenciado em Educação Física e Desporto e com Mestrado em Treino Desportivo. Praticante de futebol durante alguns anos e conta já com 3 anos de experiência como treinador em equipas de formação. Apaixonado pelo treino e pela análise de jogo tendo já tirado 2 cursos na área do scouting (Nível 1 e 2). Objetivo passa por evoluir e aprender todos os dias para melhorar no treino e como vê o jogo.

Artigos relacionados