Menu Close

[:pt]Transição ofensiva do México frente à Alemanha[:]

[:pt]A primeira jornada do Mundial viu o México de Juan Carlos Osorio completar uma das grandes surpresas até ao momento, ao derrotar a Alemanha campeã do Mundo por uma 1-0. Esta vitória deveu-se muito à excelente capacidade mexicana nos momentos de transição ofensiva e Osorio montou a estratégia da sua equipa a pensar nisso mesmo.

A Alemanha foi uma equipa que tentou pressionar muito alto, tentando condicionar a saída de bola dos mexicanos e envolvia muitos jogadores neste pressing, incluindo ambos os médios de cobertura (Kroos e Khedira) e os laterais (Kimmich e Plattenhardt). No entanto, o México conseguiu contornar muitas vezes este condicionamento, jogando direto para a zona do círculo do meio campo, onde normalmente se encontrava J. Hernández, que baixava para dar apoio e ser a referência da transição e onde a Alemanha, na maioria das vezes, só tinha os dois centrais.

Uma vez que os laterais germânicos se encontravam sempre muito avançados no terreno, os extremos mexicanos assim podiam atacar esse espaço e causar grande perigo à baliza de Neuer. Houvessem algumas melhores decisões de alguns jogadores mexicanos, especialmente de Carlos Vela e de Chicharito Hernandez e o resultado podia ser ainda mais dilatado.

A ProScout selecionou alguns lances que ilustram a forma como o México conseguiu tirar partido da sua transição ofensiva:

https://vimeo.com/275839140

 [:]