Vincent Koziello

Vincent Koziello

1,68m no BI, gigante dentro das 4 linhas. Poderia ser esta uma das frases utilizadas para descrever Vincent Koziello, o menino-prodígio do Nice. Nascido em Grasse, começou a sua formação no AS Cannes (clube por onde já passaram Zidane, Patrick Vieira, Jan Koller, entre outros) de onde partiu em 2013 para o seu atual clube. Fez a sua estreia na equipa principal em Novembro de 2014 e tem sido desde aí uma forte aposta por parte do clube francês.

É um médio-centro incansável que joga sempre a alta rotação durante os 90 minutos sempre com muita energia e capacidade de trabalho. Tem uma segurança e qualidade de passe brutal, acabando a Ligue 1 transata com uma percentagem de sucesso de 91,3%. É um jogador que procura a maioria das vezes jogar para a frente e muitos destes passes são já feitos no meio-campo ofensivo. Apesar do seu ponto forte ser o passe, é um jogador que gosta também de movimentar a bola na sua posse, não sendo um jogador muito forte no drible, arrisca, por vezes, galgar alguns metros com a bola nos pés. A sua raça e capacidade de trabalho é também uma grande ajuda quando chega a hora de defender. A sua inteligência permite-lhe sempre procurar e entender o melhor posicionamento defensivo que deve adotar ou a ocupação de espaço necessária em determinada altura de jogo. Não é muito normal ver-se esta consciência defensiva num jogador com a sua estatura e qualidade ofensiva. Dá sempre tudo em cada lance e nunca dá um como perdido quer seja a pressionar alto na zona de construção contrária, quer seja no seu meio-campo. E assim que recupera a bola, levanta logo a cabeça na tentativa de iniciar um ataque. É um médio com pouca chegada à área e que não marca muitos golos (o que não é propriamente uma grande desvantagem para um médio-centro). Muitas vezes passa a bola a um companheiro e “fica”, deveria arriscar mais vezes nas movimentações e ruturas sem bola.

Em termos de futuro, parece-me que mais tarde ou mais cedo vai dar o salto para um clube de classe mundial e ser chamado à seleção A francesa. Foi muito falado o interesse do Arsenal, do AC Milan e do Chelsea, mas parece que vai mesmo iniciar mais uma época no OGC Nice, o que me parece neste momento o mais acertado para a sua carreira, pois vai certamente ter muitos minutos de jogo durante toda a temporada.

 

 

 

 

Sobre o Autor

Miguel Coelho

Nascido a meio da década de 90, desde cedo despertou nele a curiosidade e atenção pelo futebol. É actualmente estudante universitário e foi praticante da modalidade durante alguns anos nas camadas jovens, sendo nos dias de hoje um mero espectador e apaixonado pelo desporto-rei.

Artigos relacionados