Menu Close

10 jovens a seguir na Libertadores 2021

Enzo Fernández – Defensa y Justicia – Médio Defensivo – 20 anos

O jovem argentino de 20 anos está ao serviço do Defensa y Justicia por empréstimo do River Plate. Tem sido uma das peças chave do técnico Sebastián Beccacece e promete dar continuidade ao excelente momento de forma na Libertadores, onde o clube argentino vai defrontar o Independiente Del Valle, Palmeiras e Universitario. Médio defensivo com capacidade de pressão e desarme. Com bola consegue organizar o jogo e demonstra qualidade técnica para desequilibrar em zonas mais adiantadas.

William Pacho – Independiente Del Valle – Defesa Central – 19 anos

O central equatoriano é um dos jovens talentos do conjunto treinado por Renato Paiva. A ProScout já destacou a qualidade do central canhoto de 19 anos que tem vindo a consolidar o seu espaço no Independiente Del Valle. O treinador português elogiou William Pancho no nosso podcast, Scout Talks, referindo que o jovem central tem um perfil muito procurado no futebol europeu. Forte fisicamente (1,91m), com qualidade nos duelos físicos, rápido a reagir e com bom sentido posicional. Com bola demonstra critério, segurança e qualidade técnica para construir desde trás. O IDV vai defrontar Palmeiras, Defensa y Justicia e Universitario, depois de terem eliminado o Grêmio na fase de qualificação.

Ramón Sosa – Olimpia – Extremo – 20 anos

O extremo paraguaio de 20 anos chegou ao Olimpia depois de uma época de sucesso no River Plate do Paraguai, onde esteve emprestado pelo Atlético Tembetary. Em 2020 completou 30 jogos e apontou 4 golos. Este ano é uma das apostas do clube de Asunción para ultrapassar o Internacional, Deportivo Táchira e Always Ready no Grupo B da Libertadores. Extremo que pode jogar nas duas faixas, rápido no ataque à profundidade, evoluído tecnicamente e com boa capacidade de drible. Aparece com qualidade dentro da área. Consegue reagir bem ao momento da perda e é um jogador que consegue apoiar o seu lateral no processo defensivo.

Cristian Medina – Boca Juniors – Médio Ofensivo – 18 anos

Mais uma pérola da academia do Boca Juniors. O médio ofensivo de 18 anos agarrou o lugar esta temporada e já leva 10 jogos e 1 golo pelo clube de Buenos Aires. É internacional jovem pela Argentina e uma das grandes promessas desta geração. Também pode jogar como médio centro, numa posição mais recuada mas é como médio ofensivo que consegue tirar proveito das suas características. Boa capacidade de drible, visão de jogo e qualidade de passe. Define bem no último terço e também consegue aparecer em zona de finalização. Tem boa capacidade de pressão e consegue ligar o jogo. Os argentinos defrontam o Santos, Barcelona SC e The Strongest na fase de grupos.

Alexis Duarte – Cerro Porteño – Defesa Central – 21 anos

O central de 21 anos é um dos pilares defensivos da sua equipa e uma das apostas do clube paraguaio para seguir em frente num grupo com Atlético Mineiro, América de Cali e Dep. La Guaira. O jovem formado no Cerro Porteño ganhou maior destaque a temporada passada onde agarrou a titularidade e completou 24 jogos, com 1 golo marcado. Foi considerado a revelação do torneio Apertura e hoje é visto como um elemento chave da equipa. Com bola é um central de processos simples que procura a solução mais eficaz. Sem bola é agressivo nos duelos, forte no jogo aéreo devido à sua estatura física (1,85m) e com capacidade no desarme e marcação. Consegue reagir bem e é eficaz na defesa da sua baliza.

Julián Álvarez – River Plate – Extremo/Avançado – 21 anos

O jovem de Calchín é mais um produto da formação do River Plate que se destaca na equipa principal. É a terceira época consecutiva a ser orientado por Marcelo Gallardo e esta temporada já leva 8 golos em 30 jogos. Pode jogar como extremo ou avançado mais móvel no apoio ao goleador Santos Borré. Nas últimas partidas tem sido aposta como extremo direito. Consegue jogar bem por dentro e por fora, ligando o jogo com bola no pé ou procurando através da sua velocidade explorar os movimentos em rotura. Aparece bem em zonas interiores a finalizar. Um jovem rápido, móvel e com capacidade técnica para desequilibrar no último terço. Boa capacidade de finalização com os pés e jogo aéreo. O River defronta o Fluminense, Junior Barranquilla e Santa Fe.

Diego Valencia – Universidad Católica – Extremo/Avançado – 21 anos

Aos 21 anos e depois de duas temporadas de grande qualidade, é tempo de se afirmar em definitivo antes do tão aguardado salto competitivo. Em 2019 apontou 5 golos em 25 partidas e no ano passado fez 4 em 39 jogos. Pode jogar como avançado ou como extremo que procura movimentos interiores para aparecer bem por dentro e em zona de finalização. É um jogador com boa presença na área e com capacidade de finalização através de cruzamentos. Consegue conquistar bem o seu espaço e tem capacidade no jogo aéreo. Como extremo consegue desequilibrar com facilidade no último terço pela sua mobilidade e qualidade técnica. O Universidad Católica terá pela frente o Argentino Juniors, Atlético Nacional e Nacional.

Tomás Chancalay – Racing Club – Extremo – 22 anos

Aos 22 anos, Tomás Chancalay regressou ao Racing Club para representar as cores do clube de Buenos Aires. O jovem extremo já tinha estado ligado ao clube na época passada mas desta vez foi emprestado pelo Colón. É uma das principais apostas do espanhol Juan Antonio Pizzi para enfrentar São Paulo, Sporting Cristal e Rentistas. O irreverente extremo argentino tem capacidade para tomar a iniciativa de jogo e arriscar com bola no pé. Gosta de partir no 1×1 e tira vantagem da sua mobilidade, agilidade, velocidade e capacidade técnica para criar desequilíbrios no meio campo ofensivo. Tem boa visão de jogo, qualidade de passe e cruzamento nas bolas paradas. Joga bem com os dois pés, apesar de ser destro. Um mágico à solta na cancha.

Yerson Mosquera – Atlético Nacional – Defesa Central – 19 anos

Yerson está na segunda temporada na equipa principal e já é um dos jogadores mais promissores dos colombianos. Esta época já leva 14 jogos e é visto como um central de futuro por parte do Atlético Nacional. Aos 19 anos já demonstra características muito acima da média para um jogador da sua posição. Tem um perfil muito requisitado nos dias de hoje. Com bola é um central que tem qualidade para sair a jogar e procura ter critério e segurança na construção. Destaca-se essencialmente no processo defensivo pela sua capacidade física. Alto (1,88m), forte fisicamente, ágil, rápido e com capacidade nos duelos físicos. Consegue ganhar bem a posição e tem uma boa reação à perda. Um jovem potente e eficaz nos desarmes. O Atlético Nacional vai defrontar o Argentinos Juniors, Universidad Católica e Nacional.

Thiago Almada – Vélez Sarsfield – Médio Ofensivo/Extremo – 19 anos

A jovem promessa do Vélez já vai na terceira época na equipa principal e continua a evoluir para dar o salto em breve. Em 2020 destacámos o seu perfil no nosso site. Pode jogar como médio ofensivo ou extremo, sendo que numa posição mais central acaba por potenciar o seu perfil técnico. Um jogador com excelente relação com bola, qualidade técnica, visão de jogo e capacidade de passe. Define e demonstra bom critério no último toque. Consegue ligar o jogo por dentro e joga bem em espaços reduzidos. É rápido, ágil e com grande personalidade. Tem sido apontado ao Flamengo mas primeiro terá de defrontar o campeão brasileiro, assim como o Unión La Calera e LDU Quito na fase de grupos.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.