Menu Close

30 minutos decisivos

Depois do empate a uma bola no jogo da primeira mão, FC Porto e SC Braga voltaram a medir forças para decidir a passagem à final da Taça de Portugal.

A equipa de Carlos Carvalhal entrou em alta rotação e com grande intensidade. 30 minutos decisivos para o apuramento para a final da Taça de Portugal. O 3x4x3 dos minhotos superou o 4x2x3x1 dos dragões.

No lance do primeiro golo, Raúl Silva sem pressão esticou para a entrada de Esgaio que lançou para a entrada de Piazón. Quatro jogadores do Braga contra quatro do FC Porto, com um passe atrasado de Piazón a encontrar Ruiz.

Mesmo com o golo que dava a vantagem na eliminatória, o SC Braga continuou a insistir numa pressão alta e eficaz, dificultando a saída de bola do FC Porto na primeira fase de construção. Sarr facilitou na abordagem, não atrasou para Diogo Costa como Pepe sugeriu e Piazón na insistência recuperou a bola perto da grande área contrária. Uma acção determinante para fazer o 0-2.

O avançado espanhol foi fundamental na passagem do SC Braga, pelos dois golos e pelo trabalho que deu à linha defensiva dos dragões. A equipa de Sérgio Conceição sentiu sempre muitas dificuldades para travar as investidas de Abel Ruiz, juntando ainda a qualidade de Ricardo Horta e Lucas Piazón. Antes dos 20 minutos, Ruiz esteve perto de fazer o hattrick depois de uma jogada individual desde a linha do meio-campo. O remate à barra impediu uma exibição de ainda maior qualidade no Estádio do Dragão.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.