Menu Close

Bruno Varela – A muralha do Castelo

Bruno Varela regressou esta temporada ao futebol português. Depois de uma experiência fora, no Ajax, o guardião português viu as portas do Castelo abrirem-se para poder, assim, regressar a Portugal.

Aos 26 anos, Bruno Varela é hoje um guarda-redes bastante diferente daquilo que mostrou ser 2017/18 quando foi o dono da baliza do SL Benfica de Rui Vitória. Nessa época acabou por realizar 35 jogos de águia ao peito mas, com a contratação de Odisseas Vlachodimos, perdeu espaço na equipa. Foi emprestado por duas épocas ao Ajax, onde conquistou um campeonato, uma taça, uma supertaça e chegou a uma meia final da Liga dos Campeões. Bruno Varela não jogou, mas aprendeu, cresceu e regressou para mostrar o seu valor.

Momento Defensivo

Bruno Varela é um guarda-redes bastante seguro, seja do ponto de vista ofensivo ou defensivo. Entre os postes tem demonstrado uma elevada maturidade, com exibições consistentes e de bom nível técnico. Com apenas 3 golos sofridos em seis jogos, Bruno Varela tem sido uma muralha difícil de quebrar no castelo vimaranense. Bons reflexos e bom posicionamento são características identificáveis no seu jogo.

Fora dos postes, o guardião português tem demonstrado ser forte e eficiente nas suas saídas. Boa tomada de decisão, rapidez nos movimentos e agressividade no ataque à bola. A sua capacidade de saída da baliza é uma evidência do bom controlo da profundidade que apresenta. Em Bruno Varela, a capacidade que mais se destaca em termos defensivos é a sua frieza na abordagem aos lances de 1 vs 1, onde consegue levar, várias vezes, a melhor sobre o seu oponente.

Momento Ofensivo

Do ponto de vista ofensivo Bruno Varela tem sido uma arma importante no jogo do Vitória SC. Com capacidade para jogar com os pés, Bruno Varela tem sido utilizado como o primeiro jogador na construção de jogo da equipa, agora treinada por João Henriques. Aliando esta sua capacidade técnica à confiança com que o jogador se apresenta neste momento, Bruno Varela coloca bolas nos laterais projetados, com passes bastante longos, seja de pé direito ou pé esquerdo.

Bruno, e agora?

O objetivo de Bruno Varela deverá passar por consolidar o seu jogo, fazendo uma temporada bastante positiva em termos individuais. Neste momento, a sua situação com a seleção não é tão viável quanto isso. Existem nomes fortes para a sua posição, nomeadamente, Rui Patrício e Antony Lopes. Ainda assim, o facto de ser mais novo seis anos do que Rui Patrício e quatro do que Antony Lopes, é um fator motivacional para continuar a desenvolver o seu trabalho e acreditar que pode ser solução para Fernando Santos.

Quanto ao futuro, isso será sempre uma incógnita. Olhando para as suas exibições ao momento, podemos claramente colocar em cima da mesa um salto qualitativo em termos de equipa. Em Portugal dificilmente entrará num clube com maior dimensão que o Vitória, ao ponto que a sua saída seria sempre para uma liga estrangeira.