Menu Close

Campeões!

O Sporting voltou a ser campeão nacional, quebrando um jejum de 19 anos. Rúben Amorim foi o grande responsável por esta conquista, com 32 jornadas invencíveis até ao momento.

Os leões montaram um plantel coeso e com jovens da formação. No início da época poucas eram as expectativas de uma possível vitória do clube de Alvalade mas a verdade é que ao longo das jornadas o Sporting foi confirmando o seu favoritismo e foi a equipa mais regular e competitiva ao longo de toda a temporada.

A vitória por 1-0 contra o Boavista com o golo do Paulinho foi suficiente para alcançar o tão desejado título. A equipa de Rúben Amorim assumiu o controlo de jogo desde o primeiro minuto com Porro e Nuno Mendes muito interventivos e a oferecerem largura ao ataque. João Pereira entrou depois da lesão do ala espanhol e também conseguiu oferecer as mesmas dinâmicas.

O conjunto treinador por Jesualdo Ferreira sentiu dificuldades em controlar os espaços nas costas e ao mesmo tempo pressionar alto o Sporting. Desta forma os leões aproveitaram os corredores laterais e os movimentos de rotura para criarem situações de finalização.

Os leões entraram no 2º tempo à procura do 2-0 para garantir alguma tranquilidade e impedir o Boavista de crescer ao longo dos minutos. A entrada forte não se reflectiu em golos por falta de eficácia ofensiva mas foram vários os lances em que o Sporting podia ter aumentado a vantagem.

Foram várias as formas em que os leões exploraram as debilidades defensivas dos axadrezados. Através dos corredores, com jogo interior e também passes em profundidade. Pote a explorar as costas da defesa contrária com movimentos de rotura depois de João Mário receber e organizar o jogo sem pressão.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.