Menu Close

Chelsea x Real Madrid – Recuperações e transições

A segunda mão das meias finais da Liga dos Campeões entre o Chelsea e o Real trouxe uns blues com uma estratégia muito eficaz. Tuchel decidiu dar a bola aos espanhóis, impedindo a entrada no bloco através da ocupação de espaços e encaixes individuais.

A pressão que efetuaram dificultou a circulação de bola do adversário, mas também tinha outro objetivo bem claro: reduzir o tempo e espaço que o recetor tem para analisar e executar. Estratégia executada com sucesso, visto que o Real Madrid teve muitas dificuldades em criar situações de perigo: apenas dois remates à baliza.

No momento ofensivo apostaram na transição rápida, muitas vezes com Mount a atrair por dentro libertando o corredor para Chilwell, visto que Vinicius (que devia ajudar Militão a fechar a direita) raramente recuava para defender. Este momento do jogo está muito bem trabalhado por Tuchel, com os jogadores a saberem bem quando devem acelerar ou pausar mais o ritmo de jogo.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.