Menu Close

Corredor direito desmonta Russos

O pesadelo PAOK que o Benfica passou na época passada, ainda, está na memória de todos os benfiquistas, mas hoje no Estádio Spartak, em Moscovo, a realidade foi bem diferente e permitiu esquecer essa eliminação da Champions League da época passada.

Jorge Jesus, surpreendeu, face às respostas dadas na conferência de imprensa, com um 3 – 4 – 3, com Lucas Veríssimo, Otamendi e Vertonghen, Diogo Gonçalves a titular, um dos melhores em campo, vindo de lesão como ala direito, Grimaldo como ala esquerdo, João Mário e Weigl, no meio campo e na frente de ataque Rafa, Pizzi e Haris Seferovic. Apesar de surpreendente, quem conhece o Spartak sabia que um dos seus pontos fortes é a transição ofensiva, principalmente devido aos seus 3H da frente, neste sentido o Benfica necessitava de estar permanentemente equilibrado.

Um Benfica que dominou o jogo, mas devido a alguns maus passes, algumas más abordagens pela defesa e a capacidade ofensiva do Ayrton, lateral esquerdo da equipa russa, permitiram ao Spartak, na primeira parte, criar algumas oportunidades de golo.

A equipa portuguesa, sabendo que o Spartak de Moscovo tinha algumas dificuldades em defender os corredores, foi exatamente no corredor esquerdo, que o Benfica conseguiu criar problemas à equipa russa, atraia Ayrton ao corredor, aproveitando o espaço entre lateral e central, e conseguiu criar várias oportunidades de golo e os 2 golos surgiram desse tipo de movimentos.

No vídeo abaixo, demonstramos alguns momentos em que a equipa russa demonstrou essas dificuldades no passado fim-de-semana, contra o Krylya Sovetov e alguns momentos em que o Benfica conseguiu aproveitar essas debilidades.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.