Menu Close

Data Scouting – À procura de um Lateral Esquerdo para o FC Porto

Nos últimos anos, a saída de jogadores importantes provocou enormes fragilidades nas alas dos Dragões, algo que dura até à atual temporada. A saída de Alex Telles no início da temporada 20-21 para o Manchester United foi colmatada com a contratação de Zaidu, que mesmo tendo realizado alguns jogos bastantes positivos e ainda que tenha uma boa margem de progressão, tem bastantes fragilidades no seu jogo que o limitam para o nível do FC Porto.

Deste modo, tal como tem vindo a ser falado na imprensa nacional, um dos principais objetivos dos Dragões para esta janela de transferências passa por garantir a contratação de um lateral esquerdo adequado para o patamar do FC Porto. Assim, inicialmente através da data, foram selecionados alguns jogadores que apresentaram bons dados na temporada transata, e de seguida foi realizada outra seleção com base na análise de vídeo, de modo a selecionar o jogador com mais qualidade e potencial e também com o perfil mais adequado para a equipa de Sérgio Conceição.

Data Scouting

O principal objetivo do FC Porto passa por ganhar as principais competições internas e realizar um bom percurso nas competições continentais, algo que tem sido acontecido nas últimas épocas. No entanto, como qualquer clube português, os Dragões dependem muito de vendas para garantir a maior estabilidade financeira possível. Assim, nesta primeira seleção com base na “big data” apenas entraram jogadores até aos 28 anos.

Para além disso, apenas foram considerados jogadores com pelo menos 10 jogos nas épocas analisadas e foram excluídos jogadores de mercados muito pouco acessíveis, tal como toda a Premier League, dos principais clubes das restantes ligas top-5 (exemplo: Real Madrid, Atlético Madrid, Barcelona e Sevilha na La Liga) e também dos principais rivais do FC Porto, Sporting e Benfica, descartando assim contratações irrealistas. Tendo em conta todos os pré-requisitos apresentados, foram analisadas as estatísticas de cerca de 100 jogadores das mais diversas ligas, tais como: La Liga, Serie A, Ligue 1, Liga Bwin, Jupiler Pro League e Brasileirão.

Processo Defensivo

Ainda que as qualidades ofensivas de um lateral sejam extremamente importantes, a principal tarefa destes jogadores é defender, principalmente numa defesa a 4.

O dado apresentado nos quatro gráficos da imagem em baixo permite-nos perceber quais jogadores se destacam mais ou menos nos parâmetros defensivos.

Apesar de terem sido analisados 8 parâmetros defensivos, existem diversos momentos do jogo que não podem ser aferidos diretamente através dos gráficos. Ainda assim, é possível selecionar alguns jogadores apenas com base na imagem apresentada, sendo eles:

Reinildo – Lille

Eduard Sobol – Club Brugge

Rafa Soares – Vitória SC (emprestado ao Eibar na temporada 20-21)

Processo Ofensivo

Tal como referido anteriormente, a principal tarefa de um lateral é defender. No entanto, cada vez mais são valorizadas as qualidades que estes jogadores apresentam com bola. Para além disso, num clube como o FC Porto e nas circunstâncias nas quais os Dragões jogam uma grande maioria dos jogos nas competições internas, em organização ofensiva contra blocos médio-baixos ou baixos, é absolutamente fundamental que os laterais dos azuis e brancos sejam também muito fortes ofensivamente.

Segue-se novamente uma imagem com quatro gráficos, que totalizam os 8 parâmetros mais relevantes na análise de um lateral.

Através dos gráficos podemos selecionar alguns jogadores que se destacam nos vários parâmetros selecionados:

Guilherme Arana – Atlético Mineiro

Manu Sanchéz – Atlético Madrid (emprestado ao Osasuna na temporada 20-21)

Nicolas Gavory – Standard Liège

Joris Kayembe – Charleroi

Seleção e Análise dos Jogadores

Agora, de forma a reduzir a lista para um 3-4 jogadores, iremos ter em conta o perfil e a qualidade superficial de cada jogador, permitindo assim reduzir ao máximo o número de jogadores selecionados.

Reinildo – O lateral moçambicano apresenta números bastante positivos defensivamente. No aspeto ofensivo apresenta bons dados também, menos no aspeto de criação. Reinildo é bastante completo e cumpridor, titular do campeão francês, Lille, e uma das revelações da temporada 20-21 da Ligue 1. Tem 27 anos e um preço potencialmente acessível à realidade do Porto, sendo o 1º jogador selecionado.

Eduard Sobol – A par com Reinildo, Eduard é dos jogadores com melhores dados defensivos. Ofensivamente apresenta também dados muito bons. Sobol realizou 30 jogos na temporada transata pelo indiscutível campeão belga, Club Brugge. Tem 26 anos e um preço também acessível aos azuis e brancos, mas ainda assim é algo curto para o FC Porto, tanto que tem sido falado que o Brugge está no mercado à procura de um novo lateral esquerdo. Deste modo, o lateral ucraniano fica assim de fora da seleção.

Rafa Soares – Formado no FC Porto, Rafa foi sucessivamente emprestado até sair em definitivo. Chegou a ser recomprado e imediatamente vendido ao Vitória SC. Na temporada aqui analisada esteve ao serviço do Eibar do campeonato espanhol. Apresenta bons dados no cômputo no geral, mas é uma solução curta e não seria uma melhoria tão grande assim em comparação com os jogadores que têm ou podem vir a assumir a ala esquerda do FC Porto, Zaidu e Wilson Manafá respetivamente. Posto isto, Rafa Soares fica também de fora da seleção.

Guilherme Arana – O lateral brasileiro apresenta dados interessantes no que diz respeito ao processo ofensivo, com uma excelente capacidade de criação e produção. Defensivamente o mesmo cenário, mas neste caso a eficácia é menor, o que é um fator mais preocupante. Ainda assim, a qualidade de Araná é indiscutível e aos 24 anos, o lateral brasileiro é um dos melhores laterais do Brasileirão, é uma opção acessível e é, deste modo, o 2º jogador selecionado para reforçar eventualmente os Dragões.

Manu Sanchéz – O jovem lateral espanhol apresenta no geral dados bastante interessantes, mas deixa algo a desejar na eficácia defensiva, algo que, tendo em consideração a sua idade e o contexto onde esteve inserido (11º classificado de um dos principais campeonatos nacionais do mundo, a La Liga) é menos grave. Não é conhecido quais os planos que Diego Simeone tem para Manu mas caso este não seja opção para os Colchoneros, pode ser uma opção bastante interessante para os azuis e brancos, pelo que é o 3º jogador selecionado.

Nicolas Gavory – O lateral francês apresenta números de criação excelentes, sendo destacadamente o jogador com mais assistências de todos os laterais analisados, algo muito resultado de ser um dos principais batedores de bola parada. Nos parâmetros defensivos não tem dados tão fortes, mas apresenta boa eficácia e bons números no aspeto das recuperações de bola. Gavory tem 26 anos e é um dos melhores jogadores do Standard Liège mas ainda assim não se destacou nem mostrou o suficiente para merecer um transferência para um clube de Liga dos Campeões, ficando assim de fora da seleção.

Joris Kayembe – O ex-jogador do FC Porto é, entre os jogadores analisados, um dos que apresenta melhores dados ofensivos, destacando-se claramente em vários dos parâmetros selecionados. Defensivamente apresenta números também interessantes. Ainda assim, resultado de todo o contexto, Kayembe é algo curto para os Dragões e tal como Rafa Soares, também ex-Porto, não seria uma clara melhoria às atuais opções dos azuis e brancos para a lateral esquerda. Assim, Joris fica também de fora da seleção.

Reinildo

O lateral moçambicano do Lille tem sido associado ao Porto nas últimas semanas, depois dos Dragões verem cair as negociações por Matias Viña e também Giuseppe Pezzella. O jogador de 28 anos foi um dos jogadores mais consistentes da fenomenal época 20-21 do Lille, que terminou com o título de campeão nacional francês. No entanto, o clube francês encontra-se numa situação financeira bastante complicada, pelo que o desinvestimento será grande, para além disso, Reinildo apenas tem 1 ano de contrato restante e resultado de tudo isto, o Porto pode assim assegurar a contratação do lateral por valores bastante razoáveis.

Reinildo é um jogador bastante competente defensivamente, tendo um bom sentido posicional e sendo forte no 1v1. Fisicamente é bastante evoluído, sendo forte, bastante rápido e tendo também uma boa agilidade e capacidade de mudança de velocidade. Ofensivamente, Reinildo apresenta também boas capacidades, fazendo toda a ala esquerda com qualidade, juntando a isso uma capacidade técnica decente, tem um bom 1º toque e um cruzamento bastante razoável e uma boa capacidade de ligar jogo com os colegas por dentro e por fora. Ainda assim é no processo ofensivo e de criação que se encontram as suas principais debilidades.

Guilherme Arana

Nascido em 1997, Guilherme Arana foi formado no Corinthians, clube onde despontou, tendo saído para a Europa em janeiro de 2018 para o Sevilla. A sua estadia na Europa não foi bem-sucedida, ainda chegou a ser emprestado à Atalanta, mas regressou por empréstimo ao Brasil para representar o Atlético Mineiro. No atual mercado de transferências, o empréstimo foi tornado definitivo, mas ainda assim, certamente que caso houvesse interesse e propostas adequadas, haveria interesse quer do clube quer do jogador para que ocorresse algum tipo de transferência.

Guilherme é um lateral que se destaca com bola, tendo uma capacidade técnica muito boa. Arana tem um bom passe e um bom cruzamento, algo que aliado á sua visão de jogo resulta numa capacidade de criação muito positiva. O ala brasileiro é uma presença constante e ativa no último terço, tendo números de produção bastante positivos. Defensivamente não é tão forte, tendo alguns problemas gerais de leitura defensiva, antecipação, posicionamento e no 1v1. Apesar de tudo, Guilherme Arana é ainda muito novo e tem ainda margem para crescer. A sua adaptação ao futebol europeu teria que ser feita novamente, mas com espaço para crescer, certamente que Arana se iria adaptar e marcar a diferença na ala esquerda dos Dragões.

Manu Sanchéz

Formado no Atlético Madrid, Manu é um lateral esquerdo de 20 anos que esteve emprestado ao Osasuna na 2ª metade da temporada 20-21. Nesse curto período de tempo realizou 17 jogos e registou 5 assistências, o que são números bastante interessantes.

Nos últimos anos, a posição de lateral/ala esquerdo do Atlético não tem tido uma figura consensual, algo que obrigou El Cholo a recorrer várias vezes a adaptações para preencher esse lugar. Ainda assim, Manu é bastante novo e é improvável que seja opção. Para além disso, são desconhecidos os planos que o treinador dos Colchoneros tem para o produto da formação do Atleti mas caso o futuro do jogador não passe pelo Wanda Metropolitano, o Porto teria aqui uma boa oportunidade de negócio por um jogador novo e com uma margem de progressão ainda grande.

Manu Sanchéz é um lateral com um bom volume ofensivo, tendo uma boa capacidade técnica, um bom passe e um bom cruzamento. Ainda no aspeto técnico deve melhorar no 1º toque de forma a facilitar as suas ações no jogo. Defensivamente, Manu tem um bom posicionamento, é forte no 1v1, mas apresenta grandes debilidades no jogo aéreo. Para além disso deve melhorar a colocação dos apoios de forma a facilitar o ataque à bola ou ao espaço. O lateral espanhol tem um índice de trabalho bastante positivo e parece ser bastante disponível para aprender. Posto isto, Manu é um lateral um pouco à imagem de Sérgio Conceição e ainda que neste momento não tenha nível para assumir a ala esquerda do Porto para nível de Liga dos Campeões, tem uma grande margem de progressão e tem todas as condições para no futuro assumir um lugar no onze dos Dragões.

Conclusão

Depois de vários processos de triagem, primeiro através das ligas e clubes, idade e número de jogos, de seguida através da “big data” e por último através da qualidade, perfil e margem de progressão, foram selecionados os jogadores que seriam as melhores opções para a ala esquerda do FC Porto.

Na temporada anterior, foi Zaidu a assumir a posição e ainda que tenha feito bons jogos, claramente que não tem capacidade, pelo menos no momento atual, para assumir a titularidade no onze azul e branco, e resultado disso um dos principais objetivos do Porto para o atual mercado de transferências passa por contratar um novo lateral esquerdo.

Primeiro Matias Viña e depois Giuseppe Pezzella, ambos os jogadores foram bastante apontados à equipa treinada por Sérgio Conceição, mas enquanto que o lateral italiano já foi anunciado na Atalanta, o jogador uruguaio tem sido dado como certo na Roma de Mourinho e parece agora um alvo inacessível ao Porto.

Deste modo, através do scouting realizado, surgiram três opções que seriam as mais indicadas para o lado esquerdo dos Dragões. Arana tem qualidade, mas o seu processo de adaptação seria uma incerteza e Manu Sanchéz é ainda muito novo, pelo que poderia ter algumas dificuldades, principalmente nas competições continentais. Por último, Reinildo tem sido rumor e é, dos jogadores analisados, o mais completo, mais experiente e também o melhor.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.