Menu Close

Data Scouting: À procura do novo avançado dos Dragões

Durante o seu período no Futebol Clube do Porto, Moussa Marega foi uma peça chave no sistema dos azuis e brancos. O jogador maliano nunca se sobressaiu pela técnica nem criatividade mas sempre foi um jogador bastante utilitário e capaz em algumas vertentes. Ainda que o estilo de jogo do maliano não seja o mais apreciado, é indiscutível a sua contribuição para a equipa, em especial nas duas primeiras temporadas. No entanto, nos últimos dois anos, as suas prestações desceram consideravelmente de qualidade e, sendo a sua saída para os sauditas do Al-Hilal agora certa, é importante fazer um rescaldo e analisar a período de Marega nos azuis e brancos, sobre a alçada de Sérgio Conceição.

Chegado definitivamente ao FC Porto na época 17/18, no que se avizinhava uma das mais importantes temporadas da história do clube, Marega foi um dos principais talismãs de Sérgio Conceição. Ao todo marcou 23 golos e assistiu 7 vezes em todas as competições, tendo acabado a época como o jogador com mais contribuições para golo da equipa. Em 18/19, a época não correu tão bem para o clube, tendo perdido o título para o Benfica, ainda assim, o avançado maliano esteve diretamente envolvido em 32 golos, tendo sido distinguido com o prémio “Dragão de Ouro” para futebolista do ano. Várias vezes foi apontado a uma transferência para Inglaterra, que nunca se realizou, e nas duas temporadas mais recentes, o seu desempenho caiu consideravelmente, pelo que se criou um ambiente negativo em volta do jogador.

Análise de Desempenho

Tal como abordado anteriormente, as primeiras duas épocas de Marega de dragão ao peito foram as suas melhores épocas. Não só em termos de contribuição direta em golos mas também em todas as outras áreas.

Neste caso específico, é importante comparar o rendimento do avançado maliano ao rendimento de Taremi e também de Toni Martínez. Evanilson como realizou poucos jogos e minutos, não entra nestas contas, uma vez que os seus dados estariam deturpados.

Através da tabela, é possível perceber que em termos de golos é Marega quem que contribui menos. Nesta área apresenta números semelhantes aos de Toni Martínez, que tem metade dos jogos e muitos menos minutos realizados em comparação com o maliano. Nas restantes áreas, em termos de criação, Taremi é naturalmente superior. Marega é mais eficaz nos remates, ainda que tente menos vezes. Defensivamente, o maliano continua a apresentar números superiores mas é menos eficaz, quer nos duelos defensivos quer nos ofensivos. Já o avançado espanhol apresenta números mais baixos na maioria áreas, algo em grande parte resultado da escassez de minutos.

De seguida, é também importante comparar o desempenho de Marega esta época com as épocas anteriores. Enquanto que as duas primeiras temporadas foram bastante positivas, nas últimas duas a queda de rendimento foi enorme, tal como é evidenciado na tabela seguinte:

Ainda assim, a quebra de rendimento podia ser derivada de uma menor eficácia, que neste caso, até aumenta ligeiramente. Deste modo, consequência quer do desempenho da equipa quer da vontade do jogador, as ações globais do mesmo por jogo desceram consideravelmente. De 46 ações por jogo, na melhor temporada, para 35 na presente temporada, este decréscimo de 24% é uma das principais razões da quebra de rendimento do maliano e afeta todos os restantes parâmetros.

O papel de Marega no sistema implementado por Sérgio Conceição nunca mudou radicalmente. Durante todas as 4 temporadas que realizou de azul e branco, jogou maioritariamente como avançado descaído na direita num 4-4-2 e as suas movimentações sempre foram a maior fonte de golos e também de assistências do mesmo.

No entanto, e para além das ações totais por jogo terem descido consideravelmente, o jogo de Marega tornou-se muito mais previsível e limitado. Comparando os heatmaps da temporadas 17/18 com a atual temporada, é percetível que esta época Marega limitou-se a atuar em zonas mais adiantadas no terreno, na parte direita da área, enquanto na 1º temporada sobre a alçada de Sérgio Conceição, ainda que a presença na área não fosse tanta, percorria e influenciava o jogo numa área muito maior.

Os mapas de golos em baixo, relativos às temporadas 17/18 e 20/21, também ilustram bem o que foi referido em cima. Na 1º temporada ao serviço dos Dragões, ainda que praticamente todos os golos tivessem sido marcados dentro da área, existia alguma diversidade. Na atual época, a diversidade é menor, sendo uma considerável parte dos golos marcados numa zona semelhante.

Possíveis Substitutos

Agora que a saída de Moussa Marega foi confirmada, e depois de feita uma análise ao seu desempenho nas 4 temporadas que realizou pelo FC Porto, vamos olhar a possíveis substitutos do avançado maliano.

Sérgio Conceição tem ao seu dispor Taremi, Toni Martínez, Evanilson e até Danny Loader, que pode vir a ser promovido para a equipa A. No entanto, e ainda que possa ou não agradar mais ou menos aos adeptos, nenhum destes jogadores tem as características de Marega. Taremi tem lugar praticamente garantido no onze inicial e, assumindo que o treinador dos Dragões irá manter o seu 4-4-2, Toni surge como o 2º ponta de lança. É inegável que o avançado espanhol oferece outras características e possibilidades ao jogo do Porto, ainda assim, não se pode descartar a possível vontade de Sérgio em contratar um jogador semelhante a Marega.

Começando pelo campeonato português, a tabela seguinte compara a temporada 17/18 de Marega, a temporada mais marcante ao serviço dos Dragões, a jogadores que são ou foram associados ao FC Porto para o substituir e que melhor se assemelham a Marega em termos de dados, sendo eles Alberth Elis do Boavista, Beto do Portimonense e Brayan Riascos do Nacional.

Naturalmente que uma comparação entre um jogador de uma equipa dita “pequena” e uma equipa dita “grande”  nunca é totalmente justa, pelo que os dados dos jogadores podem ser derivados de uma maior ou menor dominância da sua equipa em grande parte dos jogos. Para além disso, o estilo de jogo de uma equipa e o papel desempenhado pelos jogadores também afeta os dados dos mesmos. Ainda assim, as estatísticas expostas na tabela em cima oferecem uma noção do que cada jogador pode oferecer.

Nenhum dos três jogadores comparados aos dados da temporada 17/18 de Marega, especialmente no número de golos e também assistências. Ainda assim, consequência do que referi em cima, é expectável que caso um destes jogadores jogasse ou viesse a jogar no FC Porto, seria provável que os seus dados vissem um ligeiro ou até um significativo aumento.

Deste modo, ainda que seja o jogador com menos golos e assistências, em termos criação e processo defensivo, é Riascos o jogador mais semelhante a Marega. Alberth Elis e Beto apresentam números inferiores nestas áreas mas têm provado ser mais fortes em frente à baliza. Segue-se assim uma pequena análise a cada um dos jogadores.

Alberth Elis

Chegado ao futebol português em 2020, vindo do Houston da MLS, Elis rapidamente ganhou o estatuto de jogador chave no Boavista e desde o anúncio da saída de Marega que tem sido muito associado aos azuis e brancos.

O hondurenho é um avançado móvel e versátil. É bastante rápido e forte na desmarcação, sendo também capaz de jogar em apoio. Fisicamente não é tão possante como Marega mas é mais veloz, mais evoluído tecnicamente e ataca muito bem o espaço.

Avaliado em 3,5M pelo Transfermarkt, Elis é um jogador acessível ao FC Porto e tem umas características que encaixariam muito bem no sistema de Sérgio Conceição. Fica também aqui uma análise mais detalhada do jogador do Boavista, recentemente analisado pela ProScout.

Beto

Nos últimos dois anos, o jovem avançado luso-guineense passou do Olímpico Montijo para o Portimonense, onde tem sido o maior destaque dos algarvios e tem sido falado para o Porto e para o Benfica.

Beto tem 1,94m e é um avançado muito móvel e forte em frente à baliza. Esta época já marcou 11 golos, o que equivale a cerca de cerca de 32% da sua equipa, um dado bastante positivo. Ainda assim, tem espaço para melhorar no jogo em apoio e na criação de oportunidades. Mentalmente, é um jogador bastante determinado e comprometido com a equipa.

Dos 3 jogadores abordados, Beto é o alvo mais caro e para além disso, fica a dúvida se encaixa da melhor forma no sistema do treinador do FC Porto e se é o jogador adequado para subsitituir Marega. O avançado do Portimonense é um excelente jogador e seja no Porto ou noutro clube, certamente que irá a continuar a marcar golos e a ser uma referência nas equipas onde jogar.

Brayan Riascos

Brayan Riascos chegou ao futebol português pela 1º vez em 2014, numa curta passagem por empréstimo no Trofense. Em 2017, transferiu-se a custo zero para o Famalicão e agora é um dos principais jogadores da equipa do Nacional.

O jogador colombiano é um avançado bastante possante e, à semelhança de Marega, faz disso a sua principal “arma”. Dos três é o jogador mais semelhante ao avançado maliano, sendo bastante forte fisicamente, fazendo disso uma das suas maiores “armas”, e muito forte na movimentação, sendo estes dois pontos as suas principais características.

Riascos é provavelmente a alternativa mais barata mas é o jogador que mais se assemelha a Marega. Ainda assim, dos 3 jogadores abordados é o menos produtivo em termos de golos, algo coincidente com as prestações da sua equipa, resultando também num menor mediatismo. Riascos não é jogador para assumir totalmente a posição de avançado mas pode sempre vir a ser uma alternativa interessante no plantel do Porto.


Focando agora a atenção noutros campeonatos, depois de uma intensa procura e escolha, tendo limitando as opções a jogadores entre os 21 e 28 anos de campeonatos potencialmente acessíveis, descartando assim contratações irrealistas, surgiram vários nomes que melhor se adequam a substituir Moussa Marega.

Umar Sadiq

Nascido na Nigéria em 1997, aos 24 anos, após uma longa passagem pelo futebol italiano, Umar Sadiq tem sido um dos maiores destaques do Almería e da 2º Liga Espanhola.

Sadiq é um avançado muito possante e goleador. É forte no ataque à profundidade e no jogo em apoio, sendo também muito capaz em frente à baliza. Para além, apesar da sua elevada envergadura (1,92m) é um jogador com boa capacidade técnica. Ainda assim, tem espaço para crescer na criação de oportunidades, podendo ainda melhorar no dito “jogo âncora”. No processo defensivo ainda apresenta algumas lacunas, pelo que deve melhorar nesse aspeto.

Resultado da grande temporada que vem a fazer, já foi reportado o interesse de vários clubes das ditas ligas “top-5” em Sadiq Umar. O avançado nigeriano está avaliado em 8,00M pelo Transfermarkt mas fala-se que o Almería pretende valores avultados. No entanto, caso não consigam a subida à principal liga espanhola, é bastante provável que o seu preço baixe consideravelmente e que o próprio jogador manifeste vontade em sair.

Jean-Pierre Nsamé

Com já 28 anos, o avançado camaronês tem sido um dos maiores destaques de um campeão Young-Boys. Tem estado sempre no topo da lista dos melhores marcadores do campeonato suiço, tendo ficado em 3º lugar em 17/18 e 18/19, em 19/20 ficou em 1º lugar com uns fantásticos 32 golos e temporada vai em 1º lugar a par com Arthur Cabral do Basileia.

Nsamé mede 1,88m e é um avançado muito forte e rápido, tal como todos que aqui foram abordados. Ainda assim, é um jogador que impressiona acima de tudo pela capacidade de finalização, sendo também muito evoluído tecnicamente. O jogador dos Camarões tira proveito das suas capacidades físicas e é muito forte no ataque à profundidade e também no jogo em apoio.

De todos os jogadores aqui abordados, Nsamé é o jogador mais “velho” e com 28 anos, o que o torna um pouco menos apetecível. Para além disso, fica também a dúvida se será o jogador mais adequado desta lista para fazer dupla com Mehdi Taremi. Ainda assim, caso fosse contratado, certamente que iria ter sucesso pelo FC Porto.

Roman Yaremchuk

O ucraniano de 25 anos já é conhecido do futebol português, tem sido várias vezes associado ao Sporting nas últimas janelas de transferências. Ao serviço do KAA Gent, Yaremchuk tem realizado grandes épocas, pelo que vê o seu nome associado a maiores voos.

O avançado ex-Dinamo Kiev mede 1,92m e é um jogador bastante rápido e também possante fisicamente. É muito forte na movimentação, em especial no ataque ao espaço. O ucraniano é evoluído tecnicamente e também possui uma excelente capacidade de remate.

Dos três jogadores de campeonatos estrangeiros abordados, é Yaremchuck o jogador com os dados mais semelhantes a Marega. É um avançado goleador mas também muito capaz no processo de criação. Para além disso, já está algo habituado a jogar num 4-4-2, tendo feito dupla com Jonathan David na época passada, numa ligação semelhante à de Taremi e Marega. Roman está avaliado em 13M€ mas caso o Gent não consiga qualificar-se para as competições europeias, neste momento está na luta por um lugar na Conference League, é provável que o preço do jogador ucraniano baixe, ficando bastante acessível para o FC Porto.

Conclusão

Por fim, ainda que o estilo de jogo de Marega não seja do agrado de uma grande parte dos adeptos do FC Porto e de futebol em geral, durante o seu período de Dragão ao peito, o jogador maliano revelou-se uma mais valia e sempre foi um jogador com bastante utilidade. No entanto, nas últimas duas temporadas assistiu-se a uma queda considerável no seu rendimento e, em conjunto com as  exigências salariais do próprio, foram razões consideráveis para o Porto não renovar o seu contrato. O avançado maliano ruma agora ao Al-Hilal e, ainda que não seja um jogador que sozinho leve uma equipa para a frente, certamente que terá muito sucesso pelos sauditas.

Deste modo, é provável que o Porto procure contratar outro avançado. Assim, utilizando a “big data” procuramos um substituto adequado. Assim, surgiram seis nomes, que foram analisados em cima, e fica a curiosidade para saber se caso Sérgio procure um jogador semelhante a Marega, se será algum destes jogadores o escolhido para substituir o avançado maliano.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.