Menu Close

Eficácia e pragmatismo

O Sporting recebeu e venceu o Aberdeen por 1-0 num jogo sem muitas ocasiões. Os leões foram eficazes no momento da finalização e geriram o ritmo da partida com bola, apesar de terem sofrido alguns sustos nos minutos finais do jogo.

A equipa orientada por Rúben Amorim apresentou-se com várias baixas no encontro de ontem onde o próprio treinador ficou de fora devido à Covid-19. Foi o primeiro encontro oficial do Sporting contra o oitavo dos ‘dons’ o que representou uma maior rodagem e capacidade física por parte dos escoceses.

O Aberdeen procurou um jogo mais directo e através de lances de bola parada chegar à baliza de Adán mas sem sucesso, perante um Sporting mais inteligente na forma como controlou o jogo com bola. Procuraram dominar com bola desde o primeiro minuto, com as suas linhas subidas, saídas curtas desde trás e com pressão alta de forma a obrigar a equipa contrária a errar. O trio Jovane, Tiago Tomás e Vietto, foram unidades com muita mobilidade na frente de ataque, confundindo a defesa contrária através das trocas posicionais. Os movimentos interiores dos homens mais adiantados, permitiu a Nuno Mendes e Pedro Porro darem largura nos seus respetivos corredores e aparecerem bem no último terço do campo.