Menu Close

Empate no dilúvio de Madrid

Real Madrid e Chelsea empataram no jogo da primeira mão das meias finais da Champions. Uma partida marcada por um dilúvio que impediu que o jogo fosse bem jogado durante os 90 minutos mas nunca faltou intensidade e velocidade.

Entrada forte da equipa orientada por Tuchel, com mais posse e a empurrar o conjunto de Zidane para o seu meio campo. Os blues desequilibraram através da velocidade e mobilidade dos homens da frente, Mount, Pulisic e Werner. Com a ajuda ainda dos alas, Azpilicueta e Chilwell, que chegaram sempre rápido e com qualidade ao último terço.

O Real foi ameaçando através do suspeito do costume, Benzema. O avançado francês esteve ligado aos lances de maior perigo dos merengues com um remate ao poste e um golo.

Depois do golo do Chelsea, o Real foi obrigado a subir as suas linhas e a pressionar alto. Os londrinos tentaram atrair a marcação alta para depois abrir espaços no meio campo e no ataque, criando situações de superioridade numérica quando a bola entrava nesse espaço.

Assim que isso acontecia a equipa tinha a capacidade para acelerar o jogo e criar dificuldades aos madrilenos. Mesmo com o empate no resultado, o Chelsea conseguia desequilibrar através de ataques rápidos conduzidos essencialmente por Kanté pelo corredor central ou pelos jogadores da frente de ataque.

O Real Madrid sentiu muitas dificuldades para entrar no bloco contrário e apesar do empate, parte em desvantagem para o confronto da segunda mão em Londres.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.