Menu Close
[:pt]O chamado ‘Grupo da Morte’ tem lugar na letra ‘E’ com Bélgica, Itália, Irlanda e Suécia. Quatro selecções com capacidade para seguirem em frente.

Perspectivar quem chegará à próxima fase não é uma tarefa fácil mas a primeira jornada pode ajudar a definir algumas dúvidas. A Irlanda e a Suécia entram em campo às 17 horas e as duas favoritas do grupo, Bélgica e Itália jogam mais tarde às 20 horas, condicionadas pelo resultado do jogo anterior.

Bélgica: Os ‘Diabos Vermelhos’ voltam a marcar presença em fases finais de um Europeu, 12 anos depois da última participação. As últimas campanhas da Bélgica valeram-lhe o 1º lugar do ranking da FIFA. Actualmente em 2º lugar, atrás da Argentina, a selecção orientada por Marc Wilmots.

Depois de 24 golos marcados e 5 sofridos na fase de grupos que os atirou para o 1º lugar com 23 pontos, a Bélgica chega como uma das possíveis favoritas à vitória. O caminho é longo e complicado mas a qualidade está bem patente na sua génese. Um conjunto bem organizado e com muitos valores individuais.

Hazard afigura-se como a principal referência de um grupo unido e com muitos desequilibradores. Apesar da época menos positiva ao serviço do Chelsea, o extremo belga tem capacidade para mostrar em França todo o seu valor. Fez 5 golos na fase de qualificação, sendo o melhor marcador da equipa.

XI Tipo (4-2-3-1): Courtois, Denayer, Alderweireld, Vermaelen, Vertonghen, Nainggolan, Witsel, Carrasco, De Bruyne, Hazard e Lukaku

hazard

Itália: A ‘Squadra Azzurra’ atravessa uma profunda remodelação nas suas ideias de jogo e modelo organizativo mas nem isso a impediu de terminar em 1º lugar na fase de qualificação com 24 pontos e sem qualquer derrota.

Antonio Conte tem o destino traçado depois do final deste Europeu. O técnico italiano ruma a Londres para orientar o Chelsea mas antes pretender conquistar aquilo que não conseguiu em 2000 quando chegou à final com Itália como jogador.

A versatilidade e experiência são os principais ingredientes de Itália. O meio-campo perde fulgor e critério com a ausência de Pirlo mas não é o único. Marchisio, Verratti e Montolivo estão lesionados mas há Buffon em quem todos os italianos confiam.

XI Tipo (3-5-2): Buffon, Barzagli, Bonucci, Chiellini, Candreza, Florenzi, De Rossi, Motta, Darmian, Éder e Pellé

buffon

Irlanda: O país dos duendes aterra em França depois de ter ultrapassado a Bósnia no play-off. Com apenas 8 golos sofridos em 12 jogos, a Irlanda apresenta um excelente cartão de visita.

A consistência e organização defensiva colocam os radares sobre os jogadores irlandeses. Apesar do 3º lugar no grupo da Alemanha e Polónia, o conjunto de Martin O’Neill deixou bons apontamentos, tendo inclusive ganho aos germânicos por 1-0.

Robbie Keane é a grande referência do grupo. O capitão de 35 anos foi o melhor marcador na fase inicial com 5 golos mas é Long quem aparece melhor posicionado para ocupar a vaga do ataque. Uma selecção que gosta de defender à frente e pressionar as equipas contrárias.

XI Tipo (4-2-3-1): Randolph, Coleman, Keogh, O’Shea, Brady, McCarthy, Whelan, Walters, Hendrick, Hoolahan, Hendrick e Long. long

Suécia: Erik Hamren comandou o conjunto azul e amarelo a França na última chamada do voo para o Euro 2016.

Depois de terem terminado a fase de qualificação com 18 pontos, menos 2 que a Rússia e 10 que a Áustria, a Suécia teve de recorrer ao play-off para garantir o bilhete, vencendo a vizinha Dinamarca com um agregado de 4-3 e um espectáculo de Zlatan com 3 golos marcados nas duas mãos.

A equipa depende muito de Ibrahimovic que não só é a estrela da companhia como também é um dos melhores jogadores da prova. Marcou por 8 vezes na qualificação. A vitória no Euro Sub-21 no ano passado faz com que a selecção conte com jovens preparados para assumirem outro estatuto.

XI Tipo (4-4-2): Isaksson, Lustig, Lindelöf, Granqvist, Olsson, Källström, Lewicki, Durmaz, Forsberg, Berg e Ibrahimović.

zlatan

Calendário:

13 Junho

Irlanda – Suécia 17h (Stade de France, Paris)

Bélgica – Itália 20h (Parc OL, Lyon)

17 Junho

Itália – Suécia 14h (Stadium Municipal, Toulouse)

18 Junho

Bélgica – Irlanda 14h (Matmut Atlantique, Bordeaux)

22 Junho

Itália – Irlanda 20h (Stade Pierre-Mauroy, Lille)

Suécia – Bélgica 20h (Allianz Riviera, Nice)[:en]The so-called ‘Group of Death’ takes place in the letter ‘E’ with Belgium, Italy, Ireland and Sweden. Four teams with the capacity to move forward.

Focusing on who can come to the next stage is not an easy task but the first day can help clearing some doubts. Ireland and Sweden take the field at 5pm and the two favorites of the group, Belgium and Italy play later at 8pm, conditioned by the result of the previous game.

Belgium: The ‘Red Devils’ return to the final stages of a European cup, 12 years after their last participation. Marc Wilmots team’s latest campaigns won them the 1st place in the FIFA ranking. Currently in 2nd place behind Argentina.

After 24 goals scored and 5 conceded in the group stage that threw them to the 1st place with 23 points, Belgium arrives as one of the possible favorites to win. The path is long and complicated but the quality is evident in its genesis. A well-organized group with many individual values.

Hazard appears as the main reference of a united and very unbalancing group. Despite the less positive season with Chelsea, the Belgian winger will be able to show in France all its value. He made 5 goals in the qualifying round, being the top scorer.

XI (4-2-3-1): Courtois, Denayer, Alderweireld, Vermaelen, Vertonghen, Nainggolan, Witsel, Carrasco, De Bruyne, Hazard and Lukaku

hazard

Italy: The ‘Squadra Azzurra’ is undergoing a thorough renovation in their game ideas and organizational model but not even that prevented them from finishing in 1st place in the qualifying round with 24 points and unbeaten.

Antonio Conte has his destination route after the end of this European. Italy’s coach heads to London to guide Chelsea but before that he wants to achieve what he could not in 2000 when he reached the final with Italy as a player.

The versatility and experience are the key ingredients from Italy. The midfield loses glow and discretion in the absence of Pirlo, but he is not the only one. Marchisio, Verratti and Montolivo are injured but there is Buffon whom all Italians trust.

XI (3-5-2): Buffon, Barzagli, Bonucci, Chiellini, Candreza, Florenzi, De Rossi, Motta, Darmian, Éder and Pellé

buffon

Ireland: The elves country lands in France after having overtaken Bosnia in the play-offs. With only 8 goals conceded in 12 games, Ireland has a great business card.

Consistency and defensive organization put the radars on the Irish players. Despite the 3rd place in Germany and Poland’s group, the team of Martin O’Neill left good notes, including having beat the Germans 1-0.

Robbie Keane is the greatest reference of the group. The 35 years old captain was the top scorer in the initial phase with 5 goals but Long is who appears best positioned to fill the vacancy of the attack. A team that likes to defend high on the pitch and press the opposing teams.

XI (4-2-3-1): Randolph, Coleman, Keogh, O’Shea, Brady, McCarthy, Whelan, Walters, Hendrick, Hoolahan, Hendrick and Long. long

Sweden: Erik Hamrén led the blue and yellow squad to France on the last call of the flight for Euro 2016.

After they finished the qualifying round with 18 points, less two than Russia and 10 less than Austria, Sweden had to resort to the play-offs to secure the ticket, winning against the neighboring Denmark with an aggregate of 4-3 and a Zlatan show with three goals in both hands.

The team relies heavily on Ibrahimovic that not only is the star of the company as it is also one of the best players of the competition. He scored 8 times in qualifying round. The victory in the Euro Under-21 last year makes the national team count on young people prepared to take other status.

XI (4-4-2): Isaksson, Lustig, Lindelöf, Granqvist, Olsson, Källström, Lewicki, Durmaz, Forsberg, Berg and Ibrahimović.

zlatan

Calendar:

June 13

Ireland – Sweden 5pm (Stade de France, Paris)

Belgium – Italy 8pm (Parc OL, Lyon)

June 17

Italy – Sweden 2pm (Stadium Municipal, Toulouse)

June 18

Belgium – Ireland 2pm (Matmut Atlantique, Bordeaux)

June 22

Italy – Ireland 8pm (Stade Pierre-Mauroy, Lille)

Sweden – Belgium 8pm (Allianz Riviera, Nice)[:]