Menu Close

Fulham muito pouco inglês

O Fulham é o atual 5º classificado do Championship e foi relegado da Premier League a época passada. O clube tem passado, presente e futuro ligado a Portugal, com principal destaque para Luís Boa Morte, atual adjunto de Marco Silva e para além da equipa técnica portuguesa, há também os jogadores portugueses Domingos Quina, Ivan Cavaleiro e Fábio Carvalho e ainda Jean- Michael Seri, que jogou no Paços de Ferreira.

A equipa londrina, iniciou muito bem a época, onde alcançou 5 vitórias consecutivas. Após uma série de bons resultados, a equipa tem passado uma fase menos regular, mas isso não significa que a qualidade de jogo piorou. É uma equipa que se sente confortável com bola, procura com muita paciência o jogador livre

Marco Silva do Estoril para a Premier

É impossível falar de Marco Silva e não falar das suas épocas no Estoril, que em duas épocas consecutivas alcançou a qualificação da Liga Europa. Desde então, teve uma passagem pelo Sporting e pelos gregos do Olympiacos, até se aventurar nas Terras de Sua Majestade. Primeiro no Hull City, onde não conseguiu manter a equipa na Premier League, mas a qualidade do seu trabalho foi visível, levando-o para o Watford, trabalho que começou bem mas que depois complicou-se devido ao interesse do Everton na sua contratação. Foi exatamente no Everton que esteve antes de rumar ao Fulham.

A sua estadia em Inglaterra correu bem, principalmente em termos de qualidade de jogo, no entanto parece que lhe falta provar algo e conquistar algo. O Fulham é um bom clube para isso, nesta fase, dado que é dos principais candidatos a vencer o Championship e consequentemente subir à Premier League.

Equipa Base

O Fulham varia o seu posicionamento, atua entre um 4 – 1 – 4 – 1, ou num 4 – 2 – 3 – 1, demonstrando uma grande capacidade para se adaptar consoante o adversário que defronta.

Em termos de XI, o Fulham tem uma equipa base, com jogadores que demonstram ser preponderantes na equipa, destaque para Mitrovic. Por outro lado, também demonstra ter um grupo de jogadores, que normalmente estão no banco, que são opções principalmente quando a equipa necessita de mexer com o jogo, como é o caso do português Ivan Cavaleiro.

Momento Ofensivo

O Fulham, ofensivamente, procura ser uma equipa que gosta de jogar em futebol apoiado. Inicia a construção, num 4 (Linha Defensiva) + 2 (Médios), tem muita paciência na procura do “homem livre” para efetuar a ligação. Os médios ala, procuram muitas vezes o espaço entrelinhas, para servirem de apoio, ou atraírem e criarem espaço noutro sitio.

Pontos Positivos

A capacidade que a equipa tem, para em futebol apoiado, criar situações de golo, de várias formas, com ataque à profundidade e com “bola no pé”.

Outro ponto positivo, no momento ofensivo, é a transição ofensiva. A capacidade que a equipa tem de transitar rapidamente, quer através de ataques rápidos ou de contra-ataque.

Pontos a melhorar

Com equipas, que consigam pressionar alto e bem, a equipa demonstra algumas dificuldades, com várias perdas de bola, na 1ª fase de construção. Por vezes, pode ser importante, procurar mais longo, para conseguir aproveitar os espaços que esse tipo de pressão, provoca.

Momento Defensivo

Defensivamente, varia a pressão, entre um 4 – 2 – 3 – 1. ou um 4 – 4 – 2, procura condicionar alto, procurando criar dificuldades às equipas adversárias.

Pontos a Melhorar

A equipa deixa alguns espaços entrelinhas, principalmente entre a linha média e a linha defensiva. Por outro lado e com a pressão alta.

Na transição defensiva, também se nota, por vezes, muitos espaços e a necessidade de uma reação mais rápida à perda e agressiva ao portador da bola.

Conclusão

  • No momento ofensivo, o Fulham demonstra uma excelente capacidade, para desmontar as equipas adversárias em futebol apoiado, no entanto, por vezes necessitava de variar um pouco, principalmente com equipas que pressionam alto.
  • No momento defensivo, a equipa procura pressionar alto, no entanto, dá muito espaço entrelinhas, permitindo os adversários criarem situações de perigo, através desse espaço.
  • A equipa iniciou muito bem o campeonato, mas os adversários começaram a conhecer melhor a equipa e arranjar mecanismos para se adaptarem.


Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.



Related Posts