Menu Close

Harvey Elliot – A nova estrela de Anfield Road?

O Inglês de 18 anos é um extremo canhoto que nasceu no Fulham e que pretende conquistar Anfield Road.

Emprestado pelos Reds de Merseyside (Liverpool) ao Blackburn, acabou a época no Championship com 7 golos e 11 assistências sendo considerado o jovem da época.

O Liverpool sob o comando de Jurgen Klopp é conhecido por apostar em jovens, logo que exista potencial e qualidade, são vários casos de jovens jogadores que foram chamados e foram apostas do treinador alemão. 

No entanto, num plantel com Salah, Sadio ManéDiogo Jota, entre outros, a permanência no plantel principal não é garantida.

Nascido em Chertsey na Inglaterra , Harvey Elliot é um produto das camadas jovens do Fulham, sendo a sua estreia pela equipa principal aos 15 anos o que demonstra a qualidade já evidenciada desde bem cedo.

Momento Defensivo

Uma das suas fraquezas é a contribuição defensiva, quer a nível do posicionamento quer nos duelos individuais.

Tem uma reação normal à perda de bola, não desistindo dos lances, mas terá que ser mais agressivo nessa abordagem.

Um jogador que poderá igualmente melhorar no posicionamento e nos tempos de pressing quando a equipa decide jogar  em pressão alta.

Em todo o caso o jogador sob o comando de Klopp deverá ter a oportunidade de melhorar neste capítulo, aprendendo como jogar no sistema do Liverpool e como colmatar esta sua fraqueza.

Momento Ofensivo

É um jogador que gosta de ter bola no pé, conduzir a bola, criar oportunidades para os colegas através da sua  grande capacidade de passe, seja ele curto ou longo, mas sobretudo nos passes para golo.  

Jogando preferencialmente encostado à linha no 4-3-3 do Blackburn, Elliot consegue assim dar largura ao ataque e receber sozinho quando existe uma mudança rápida de flanco.
Junta a isso a inteligência de jogar por dentro quando lhe é pedido, não só para ficar mais perto da zona de finalização, quer para permitir as subidas para o lateral direito. 

Com uma capacidade de visão de jogo muita apurada e com muita qualidade no passe, Elliot consegue criar muitas oportunidades, quer pelos passes de ruptura, quer pelas variações de jogo ou pelos cruzamentos apurados que efetua quando deriva da linha para o meio permitindo cruzar com o seu pé mais forte, o esquerdo).

Tem uma capacidade finalizadora impressionante, o que permite ser um jogador bastante perigoso em zonas de remate.

Em relação à sua capacidade de drible, não é o ponto mais forte, apesar de grande qualidade técnica, Elliot utiliza muito bem todos os seus recursos, principalmente a recepção orientada para ganhar vantagem em relação ao adversário logo no primeiro toque, aproveitando depois a sua aceleração com bola e o seu baixo centro de gravidade para ir fugindo aos adversários.

Apesar de não ser um atleta com grande velocidade, a sua capacidade de aceleração é muito boa, sendo um jogador muito perigoso em transição pois tem uma boa capacidade de decisão, sendo perigoso não só pela sua capacidade de remate mas sobretudo pela sua visão de jogo.

Conclusão

Harvey Elliot foi um dos melhores atacantes da Championship, ganhou o prémio de melhor jovem jogador da competição e aos 18 anos promete muito.

Resta convencer Jurgen Klopp a ficar no plantel e ter um papel importante, até porque o calendário é longo e poderá ser uma arma ofensiva disponível a partir do banco.
O jovem inglês tem características muito similares a Xherdan Shaqiri , podendo mesmo ser a opção ideal para substituir o suiço.
Caso a decisão passe por rodar mais uma temporada, o seu destino deverá ser a Premier League.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.