Menu Close

Hugo Guillamón

Hugo Guillamón é um defesa central espanhol de 20 anos, nascido na geração espanhola de 2000 que ganhou os europeus de sub-17 e sub-19 em 2017 e 2019, respectivamente. Durante esse período, os nomes da linha defensiva dessa geração foram sendo mudados, exceto um: o central do lado esquerdo foi sempre o mesmo, Hugo Guillamón. Facto que deixa antever a sua qualidade, consistência e a confiança dada pelos elementos das equipas técnicas das camadas de formação de Espanha. 

Ao nível do clube, Hugo é um jogador que fez todo o seu percurso nas camadas jovens do Valencia, jogou UEFA Youth League e conta com mais de 50 jogos a jogar 2ªB (terceiro escalão do futebol sénior de Espanha) ao serviço do Valencia Mestalla. Isto é, apesar de ter apenas 20 anos, já é um jogador com alguma experiência e que traz bagagem para entrar na roda do futebol sénior em contexto de equipa principal. 

A estreia pela equipa principal do Valencia ocorreu em Fevereiro de 2020, quando substituiu o lesionado Mangala num jogo frente à Real Sociedad. A partir desse momento, não desceu mais ao Valencia Mestalla e fixou-se definitivamente na equipa principal. Até ao final da temporada 2019/2020 viria a fazer mais 5 jogos, onde totalizou sempre os 90 minutos. Neste início de  época 2020/21, impôs-se como titular do Valencia, devido às lesões de Gabriel Paulista e Mangala. 

Em Julho de 2020, prolongou o seu vínculo contratual com até 2023, e subiu a cláusula de rescisão para 80M€, valores que comprovam as grandes grandes esperanças que os dirigentes do Valencia depositam no jovem jogador.

MOMENTO DEFENSIVO

É um jogador que actua como defesa central do lado esquerdo em sistemas com quatro defesas. Destaca-se pela sua velocidade tanto em corrida, como em deslocamento lateral e pela rápidas reações. Assim, apesar de não ser um defesa com uma passada larga, consegue cobrir eficientemente o espaço imediatamente à frente e atrás da linha defensiva. 

Tem muita qualidade no momento de transição defensiva, onde por antecipação consegue interceptar vários lances pois  “cola” muito rapidamente nos avançados adversários, não deixando espaço para que estes se consigam enquadrar. 

Outras das suas características principais são a sua consistência na orientação corporal e o entendimento sobre onde estar posicionado em função da bola e distância para a baliza. É também um jogador muito comunicativo. 

Tem no entanto, um grande handicap que pode ser explorado pelos adversários, é um central de baixa estatura (1.82m) e não muito forte fisicamente (ao choque). Sem ter uma impulsão extraordinária, fica vulnerável nos momentos dos duelos individuais, especialmente pelo ar.

MOMENTO OFENSIVO

Ofensivamente é um jogador que se sente muito confortável com a bola nos pés. É destro, mas é tecnicamente sólido usando o pé esquerdo. Excelente técnica de receção de bola, capacidade no drible e imensa qualidade de passe curto/médio (não é comum usar o passe longo para sair a jogar). Devido a isso, tem sido a principal referência do Valencia na 1ª fase de construção. Não tem tendência de sair com a bola em progressão, mas quando o faz apresenta valências neste capítulo. 

Mais uma vez, devido ao handicap da sua presença física é um jogador que não traz muito ao jogo em lances de bola paradas ofensivas. Tem inclusivamente vários jogos esta época em que simplesmente nem sobe à área, ficando ‘relegado’ para papéis de equilíbrio defensivo e prevenção de ataques rápidos dos adversários. 

Futuro

Após a renovação em julho, ficam dissipadas as dúvidas sobre a sua continuidade no clube, depois de ter sido muito cobiçado pelo Barcelona.

O Valencia tem passado por um período atribulado, devido a algumas decisões e atitudes dos atuais donos do clube. Um possível caminho para estabilizar o clube dentro de campo pode ser o de apostar na prata da casa e dar condições aos jogadores que conheçam e sintam os valores do clube. Após a saída de Ferran Torres, Hugo Guillamón é, a par de Carlos Soler, a grande esperança a sair da formação valenciana e será certamente uma das pedras basilares do Valencia nos próximos anos.