Menu Close

Hulk, regresso ao Dragão?

O extremo de 34 anos terminou o seu contrato com o Shanghai SIPG e é um jogador livre neste momento. As mais recentes notícias apontam o internacional brasileiro ao FC Porto mas também ao Palmeiras.

Damos a conhecer como tem sido o percurso de Hulk na última temporada, longe dos melhores momentos que viveu com a camisola azul e branca.

Aos 34 anos, sem a mesma frescura física que apresentou no FC Porto durante 2008 e 2012, mas com a mesma capacidade técnica e potência física para desequilibrar jogos. Na equipa de Vítor Pereira jogou como extremo direito no 4-3-3 ou 4-2-3-1, assim como avançado no 4-4-2, onde não tinha tanto espaço e condições para ir para cima dos adversários através do seu drible e capacidade de explosão, características que também tem vindo a perder nos últimos tempos.

Apesar da temporada menos conseguida este ano na China, com 21 jogos, 8 golos e 1 assistência, Hulk continua a desequilibrar no contexto chinês pela sua qualidade individual.

O possível regresso ao futebol português faz com que Hulk possa vir a ser um elemento diferenciador do FC Porto, no entanto é preciso perceber como pode encaixar na equipa orientada por Sérgio Conceição devido à exigência e compromisso defensivo que o técnico português exige aos seus jogadores.

Em Portugal pode não ter tanto espaço para desequilibrar, nomeadamente na transição ofensiva (as equipas adversárias não concedem muito espaço ao FC Porto num momento de jogo onde são muito fortes), mas também por ter vindo a perder algumas condições físicas onde se destacava. Ainda assim, poderá ser um jogador importante no último terço, não pela capacidade associativa de ligar o jogo e servir os colegas com decisões e critério acima da média mas pela sua capacidade de desequilibrar e romper os blocos contrários, através do potente remate, dribles ou cruzamentos.