Menu Close

Luca & Darwin é golo!

O Rangers confirmou as indicações que deixámos na antevisão do jogo desta quinta-feira. Até à expulsão de Otamendi aos 19 minutos, o Benfica foi superior e conseguiu condicionar a saída de bola dos escoceses com uma pressão alta de forma a dificultar uma das melhores características de jogo da equipa de Steven Gerrard.

Depois da expulsão o Rangers conseguiu virar o resultado em dois minutos e a partir dai controlou como gosta. Com bola desde trás, laterais bem projetados no meio-campo contrário, médios dinâmicos e agressivos, velocidade e mobilidade na frente de ataque.

O aproveitamento dos corredores laterais, com o posicionamento mais interior dos extremos permite que Tavernier na direita e Barisic na esquerda consigam dar largura e profundidade nos seus corredores. Muita passividade na pressão nos corredores e facilidade com que a equipa contrária cria situações de cruzamento sem qualquer oposição.

Jorge Jesus mexeu ao intervalo e mudou os defesas laterais. Grimaldo e Gilberto entraram para os lugares de Nuno Tavares e Diogo Gonçalves. Apesar das alterações a equipa encarnada continuou a sentir dificuldades em travar as investidas do Rangers pelos corredores centrais.

Rafa foi um dos jogadores mais inconformados do lado encarnado mas o jogo mudou com as entradas de Luca e Darwin. Os dois estiveram ligados ao 2-3 e ao 3-3.

A visão de jogo e qualidade de passe de Luca, a capacidade física e a entrega de Darwin são sinónimos de golo no Benfica.