Menu Close

Manchester City x PSG: em transição rápida para a final

O City voltou a bater o PSG, desta feita por 2-0, e qualificou-se pela primeira vez na história para uma final da Liga dos Campeões. Já Guardiola volta a pisar o maior palco do futebol europeu 10 anos depois.

Um jogo atípico, num relvado com muita neve (sobretudo na primeira parte), e com o Manchester City a adaptar-se melhor às condições do terreno.

A jogar em casa, os Citizens, que gostam de sair com a bola controlada, apostaram forte nas transições rápidas, aproveitando não só a velocidade do relvado, como algumas indefinições na marcação parisiense.

Aqui verificamos que Ederson se apercebe bem da superioridade numérica da sua equipa após o meio-campo, e sem grandes soluções, lança Zinchenko em profundidade. Bem o ucraniano a aperceber-se do espaço e movimentação dos seu colegas.

No segundo golo, mais uma transição em superioridade, e o génio de de Bruyne a fazer a diferença. Passe bem medido, com o peso e força perfeitos, e Foden em situação de deixar Mahrez na cara de Istambul.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.