Menu Close

Os novos meninos de Rúben Amorim

O Sporting é dotado de uma das melhores academias a nível mundial e são inúmeros os jogadores que despontaram pelos Leões. No último ano, resultado da necessidade que havia, Rúben Amorim viu nos jovens a chave para o sucesso e foram vários os “miúdos” que tiveram um papel importante na conquista do Campeonato Nacional. Nuno Mendes, Gonçalo Inácio e Tiago Tomás foram os três jovens mais utilizados no Sporting, mas o número de jogadores formados em Alcochete era muito maior com João Palhinha, Daniel Bragança, Luís Maximiano, Jovane Cabral e Eduardo Quaresma também a representar a formação leonina.

Esta época, uma nova fornada de jovens jogadores chegou à equipa sénior e alguns têm sido presença assídua nos treinos e no banco de suplentes, entre eles Gonçalo Esteves, Tiago Ferreira e Geny Catamo.

O título de campeão nacional trouxe ao Sporting mais responsabilidade e com a presença na Champions League, o calendário torna-se mais congestionado. Para além disso, as segundas linhas do plantel não são assim tão fortes quanto isso e também tendo em conta as eventuais lesões, a solução poderá passar pelos “miúdos”.

Segue-se assim uma pequena análise a cada um dos jovens jogadores que poderão ser aposta de Rúben Amorim.

Gonçalo Esteves

Ainda muito novo, Gonçalo protagonizou uma das mais inesperadas transferências deste mercado a nível interno. O lateral direito de 17 anos, irmão de Tomás Esteves, trocou o FC Porto pelo Sporting.

Gonçalo fez toda a sua formação nos Dragões e era considerado um dos mais promissores jovens da formação portista. Talvez pelo exemplo que teve do irmão, que nunca foi aposta séria de Sérgio Conceição, tomou a decisão de não renovar e juntar-se a um dos rivais: o Sporting. Neste momento treina com a equipa principal, integrou os jogos da pré-época e espreita uma oportunidade para fazer a sua estreia em jogos oficiais.

Gonçalo é um lateral/ala direito com bastantes semelhanças a Tomás. É muito forte no processo ofensivo, sendo bastante capaz em condução de bola, no jogo interior, no passe e no aspeto da criação. Defensivamente ainda tem algumas lacunas, nomeadamente ao nível do posicionamento, antecipação e leitura defensiva, mas é algo natural devido à sua tenra idade e é um aspeto que é minimizado numa linha de 5 defesas. No 1v1 e nos duelos já se apresenta a um nível positivo. Fisicamente Gonçalo é também forte, bastante rápido e muito resistente ao toque adversário.

Tiago Ferreira

Nascido em Itália, Tiago Ferreira fez toda a sua formação pelo clube leonino, foi um dos destaques nos escalões jovens na época passada e já participou na pré-época 2021. Rúben Amorim deu oportunidade ao jovem avançado de 19 anos e deu-lhe vários minutos nos jogos de preparação.

Tiago tem também integrado a convocatória leonina, à exceção da partida frente ao Ajax e pode ser solução para agitar a partida nos últimos minutos. Rúben vê potencial no jovem jogador e parece contar com ele para o futuro.

Tiago é um avançado ou mesmo médio ofensivo, que apresenta um controlo de bola muito bom, tem uma boa movimentação e encontra bem o espaço. É dotado de uma boa visão de jogo e de um bom passe, mas deve procurar ser mais consistente neste aspeto. Aparece bem em zonas de finalização, tem um bom remate, mas é algo irregular neste aspeto. Assim, Tiago encaixaria na frente a 3 do Sporting num dos lados, mas para tal ainda tem que crescer, tornar-se mais consistente e melhorar alguns aspetos do seu jogo.

Geny Catamo

Internacional A moçambicano, Geny Catamo é um jogador de 20 anos que cumpre agora a terceira época pelo Sporting. Geny chegou a Portugal em 2018, diretamente para o Amora, deu nas vistas no clube original de Setúbal e ingressou nos Leões. Desde a sua chegada que tem tido destaque nas camadas jovens, também integrou parte dos treinos na pré-época, mas, ao contrário de Tiago, não chegou a ser aposta. Ainda assim, já marcou presença na convocatória para o jogo frente ao Porto e voltou a fazê-lo na partida contra o Ajax para a Liga dos Campeões, competição onde foi inscrito na lista A.

Geny é um jogador versátil que pode atuar como avançado e como médio centro, tal como tem acontecido nos últimos jogos, o que talvez seja o mais acertado. É um jogador com uma capacidade técnica muito boa, tem um bom controlo de bola e é bastante forte na resistência à pressão e a progredir. Tem uma visão de jogo também muito positiva e um belo passe curto e longo, sendo bastante criterioso neste aspeto. Defensivamente não é tão ativo, mas não compromete. Assim, é um jogador com um perfil mais adequado à posição de médio centro e poderá ter algumas oportunidades na equipa principal a partir do banco e em jogos de menos importância.

Casos João Goulart, José Marsà e Dário Essugo

Enquanto que Dário Essugo se estreou na equipa principal a época passada com apenas 16 anos, João Goulart já tem 21 anos e não se estreou nos séniores.

Dário protagonizou um bonito momento quando entrou no jogo contra o Vitória SC, entrando na história como jogador mais novo de sempre a participar na Primeira Liga. Ainda assim, Dário é bastante novo e naturalmente que não foi aposta séria de Amorim. Regressou aos escalões inferiores, mas sempre à espreita por uma chamada do treinador Rúben.

João Goulart já é mais velho, tem 21 anos, e esteve sentado no banco de suplentes na última partida contra o Ajax. Face às dificuldades que o Sporting está a ter devido a lesões e à falta de profundidade, João poderá ser solução para Amorim caso não exista outra alternativa. O jovem central tem treinador com a equipa A e poderá voltar a entrar na convocatória no próximo jogo.

Marsà, chegou esta temporada oriundo do Barcelona B, e poderá também ser solução para ocupar um lugar no onze. Neste momento encontra-se a recuperar de uma lesão, mas certamente que será um jogador a ter em conta pelo treinador da equipa principal assim que estiver apto.

Conclusão

O Sporting sempre foi reconhecido pela sua excelente academia e os “miúdos” podem voltar a participar e a ter influência na equipa A do Sporting. Esta geração tem alguns jogadores a despontar, uns formados em Alcochete e outros que chegam de outros clubes, inclusive dos rivais.

Esta temporada, com mais competições e consequentemente mais jogos, os jovens jogadores do Sporting poderão ser solução para Rúben Amorim, que tem um plantel curto (algo que poderá ser prejudicial aos leões). Assim, os “meninos” já têm treinado com a equipa principal e poderão vir a ter um papel ativo no desenrolar da temporada.



Para todos os clubes, treinadores, jogadores, olheiros, agentes, empresas e media que queiram saber mais sobre os nossos serviços de scouting, não hesitem em contactar-nos através de mensagem privada ou do nosso email geral@proscout.pt.