Menu Close

Pedro – Uma História de Redenção

No início deste ano, precisamente em Janeiro, Pedro chega ao Flamengo por empréstimo da Fiorentina. O emblema de Rio de Janeiro ainda sob comando técnico do português Jorge Jesus recebia finalmente o tão desejado ’9’ que o treinador tanto tinha pedido. Pedro iniciou o seu percurso futebolístico pelo rival Fluminense, tendo-se estreado em 2017 pela equipa principal e desde aí encantou o Brasil e chamou a atenção da Europa. Em 2019 conseguiu a transferência para o futebol europeu, tendo sido contratado pela Fiorentina por 18 milhões de euros, mas infelizmente a formação italiana não conseguiu ter retorno desportivo devido a uma grave lesão sofrida por Pedro da qual teve algumas dificuldades em recuperar e para agravar, aquando o seu regresso, o jogador não conseguia encaixar no modelo de jogo da Fiorentina, tendo apenas feito sensivelmente 1 hora de jogo no total somado. O seu regresso ao Brasil tem-se revelado um sucesso, tem impressionado pelo Flamengo e está novamente a mostrar que é um avançado de grande qualidade, já conta com 19 golos marcados nesta temporada de 2020.

Momento Ofensivo

Pedro é a referência ofensiva que o Flamengo buscava já com Jorge Jesus. Não chegou ao Flamengo e tornou-se imediatamente como um indiscutível, mas foi sim subindo a pulso na equipa e acabou por ganhar o lugar na frente de ataque mesmo contra concorrência de peso de Bruno Henrique ou Gabigol. Pedro actua como avançado solitário num 4-2-3-1 ou 4-3-3, os sistemas mais utilizados pelo agora técnico do Flamengo Domènec Torrent que rendeu Jorge Jesus no comando da equipa. Pedro perdeu sobretudo uma maior agilidade e mais capacidade técnica depois da lesão que sofreu em 2018, no entanto mantem alguns aspectos bons, tem uma grande noção de espaço e leitura de jogo, sabe-se posicionar para atacar o espaço livre na defensiva adversária ou aparece muito bem a jogador de costas, mostrando também uma boa capacidade de passe (78% de acerto).

Capacidade de desmarcação e ataque ao espaço
Jogo de costas para a baliza, leitura e capacidade de passe

A sua relação com a baliza tem sido excelente, Pedro tem a vantagem de conseguir jogar com os dois pés e ainda ter alguma qualidade no jogo aéreo. Pedro leva 13 golos com o pé direito, 5 golos com o pé esquerdo e um golo solitário de cabeça, outra estatística interessante são as suas zonas de finalização, tendo finalizado por 14 vezes na grande área, mas conseguiu 5 golos fora da área ou perto do semicírculo da grande área, mostrando também os seus dotes no remate de meia distância. Pedro pode ter perdido agilidade e pode ter perdido uma maior capacidade para fazer diferença no drible, mas está-se a tornar num ponta de lança de grande qualidade e que continua a mostrar ter muitos recursos. Uma verdadeira redenção na sua carreira.

Momento Defensivo

Sem grandes apontamentos a ter, Pedro tem uma boa noção de posicionamento, não pressiona muito os defesas contrários preferindo manter a sua posição na estrutura defensiva da equipa cortando linhas de passe. É um jogador alto que pode ajudar a ganhar algumas bolas pelo ar, mesmo em situações de bolas paradas defensivas. No momento de perda é um jogador competente, com capacidade para executar uma contrapressão satisfatória conseguindo alguns desarmes ou intercepções.

Poderá Melhorar

Pedro ainda vive um período de maturação no seu futebol, a sua evolução tem sido muito positiva, mas ainda há aspectos onde pode melhorar, nomeadamente na forma como por vezes tenta entregar bolas num toque. Mostra também algumas dificuldades no controlo da bola, resultando em perdas de posse bem como tomar algumas más decisões sob pressão. O empréstimo de Pedro pela Fiorentina não está muito longe de terminar, com esta evolução poderá ganhar uma nova oportunidade em Itália, ou poderá fixar-se no Flamengo onde cada vez ganha maior estatuto na equipa, um pequeno dilema a seguir com atenção nos próximos tempos.