Menu Close

Portugal sub-21: exibição de ouro, posição de prata

Portugal e Holanda defrontaram-se no último jogo do grupo 7 de apuramento para o campeonato europeu de futebol de sub-21. Venceram os jovens portugueses por 2-1, num jogo cheio de bons apontamentos.

A espaços, a poderosa seleção holandesa foi vulgarizada e Fábio Vieira fez um jogaço, mostrando enorme qualidade na tomada de decisão e no seu pé esquerdo.

Com as duas equipas já apuradas, discutiu-se o primeiro lugar do grupo em Portimão. Portugal precisava de vencer por 2 golos (depois da derrota por 4-2 em solo holandês) e começou a ganhar logo no primeiro minuto fruto de um erro individual de Schuurs mas também de um bom posicionamento defensivo no lançamento de linha lateral da seleção das quinas.

Na primeira parte Portugal oscilou entre um bloco alto a pressionar a quatro homens e um bloco médio, com os avançados bem abertos e Fábio Vieira a condicionar a saída de bola de Reis, o organizador de jogo holandês na primeira fase de construção.

Pressão alta em 4x2x4
Bloco médio em 4x4x2 losango

Durante grande parte do encontro, Portugal soube ter bola, assumiu o jogo (a qualidade técnica de Fábio Vieira e Vitinha permitem enorme imprevisibilidade na fase de criação), e o resultado ao intervalo (algo desajustado), fixou-se após a criação de superioridade no corredor lateral esquerdo luso.

Portugal voltou a entrar bem na segunda parte, e as oportunidades foram-se acumulando. Primeio Fábio Vieira a dar vantagem à seleção, depois Rafael Leão, cujo golo é negado por um excelente corte de Schuurs, a redimir-se do golo que entregou no início do jogo.

As substituições tiraram intensidade ao jogo que foi desenrolando de forma morna até final. Portugal não permitiu grandes aproximações à sua baliza, e controlou bem o seu opositor até ao fim, mostrando uma enorme qualidade de processos, tanto a nível ofensivo como a nível defensivo (quem viu Boadu enquanto esteve em campo?).